Início Sistema Ocepar Comunicação Informe Paraná Cooperativo Últimas Notícias COODETEC II: Qualidade para conquistar mercado

 

 

cabecalho informe

COODETEC II: Qualidade para conquistar mercado

Desde a sua criação, a Coodetec também tem trabalhado em variedades melhoradoras tolerantes aos diversos tipos de herbicidas, fungicidas, além de pragas e doenças. De acordo com Ivan Schuster, gerente da divisão de pesquisas da Coodetec, na cultura da soja, por exemplo, uma das variedades mais utilizadas na década de 1990 foi a CD 201, resistente ao cancro da haste.

Características - Schuster assinala que a variedade tem como principal característica a precocidade e um bom índice de produtividade. ''Registramos, em média, uma produção de mais de 3 mil quilos por hectare'', comemora. Além disso, Schuster destaca que a Coodetec foi uma das empresas que mais se destacou quando iniciou os primeiros trabalhos com sementes transgênicas, contando com o apoio da Embrapa Soja.

Trigo - Em trigo, o gerente de pesquisas destaca que a variedade CD 104 é o destaque da Coodetec. Segundo ele, ela proporciona ao produtor um alto índice de qualidade do grão. ''Esse foi o primeiro produto pesquisado'', enaltece. As pesquisas com milho híbrido são as mais recentes, segundo Schuster. Esse segmento corresponde a 4% de participação nos trabalhos de pesquisas da Coodetec. As tecnologias desenvolvidas pela cooperativa são comercializadas por quatro grandes empresas do setor. Ao todo, a instituição possui oito variedades de milho híbrido disponíveis no mercado. (Folha de Londrina)

res -rH@j��k o texto antigo, antes das mudanças promovidas pelo Congresso na primeira versão aprovada. Por esse motivo, Dilma estuda pedir a um parlamentar da base aliada para apresentar o projeto de decreto legislativo no Congresso. Outra alternativa é inserir a mudança no Código em outra medida provisória a ser encaminhada ao Legislativo depois das eleições de outubro. "Estamos estudando os diversos aspectos. Vamos encaminhar MPs ou apresentar projetos de decreto legislativo tantas vezes quantas forem necessárias. É natural que haja esse enfrentamento. Ao final do embate, teremos o código de pé", afirmou Braga.

Votação - A Câmara tentou votar a MP do Código Florestal na semana passada, mas a bancada ruralista exigiu uma sinalização de que o novo texto não seria vetado pela presidente Dilma. Como o sinal não veio, e diante da resistência do governo, a estratégia foi esvaziar o plenário da Câmara para impedir a votação do texto. O presidente da Casa, Marco Maia (PT-RS), busca um acordo para tentar votar a MP na semana que vem. O Senado seria convocado para votá-la na última semana de setembro, para impedir que perca a validade. (Folhapress / Gazeta do Povo)

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias

/* #### ANTIGA TAG DO GOOGLE ANALYTICS */