Imprimir
Sistema Ocepar - Paraná Cooperativo - Informe Diário

Informe Paraná Cooperativo - edição nº 2908 | 10 de Agosto de 2012

AGRICULTURA FAMILIAR: Plano Safra 2012/13 é lançado no Paraná

O ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas, fez o anúncio, na manhã desta sexta-feira (10/08), em Curitiba, do Plano Safra da Agricultura Familiar 2012/2013. O lançamento aconteceu no auditório dos Correios com a presença do secretário da Agricultura, Norberto Ortigara, do vice-presidente de Agronegócios do Banco do Brasil, Osmar Dias, deputados e representantes de diversas entidades. O superintendente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken, compôs a mesa de abertura. Na oportunidade, a Bom Jesus, sediada na Lapa, recebeu a DAP (Declaração de Aptidão ao Pronaf) Jurídica, entregue pelo ministro Pepe Vargas ao presidente da cooperativa, Luiz Roberto Baggio.

Recursos - O Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) destinará R$ 2,7 bilhões para o Paraná na atual safra.  Apenas em recursos das diversas linhas de crédito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), o estado deverá receber R$ 2,61 bilhões. Deste montante, a previsão é de que R$ 1,31 bilhão sejam usados em operações de investimento nas propriedades dos agricultores familiares e R$ 1,3 bilhão financiem o custeio.

Ano Internacional - Neste ano, declarado pela Organização das Nações Unidas (ONU) como Ano Internacional das Cooperativas, o MDA ampliou os limites de crédito para essas organizações. O Pronaf Agroindústria, por exemplo, agora financia projetos até R$ 30 milhões, o triplo do limite anterior, de R$ 10 milhões. As associações e cooperativas que acessarem o crédito pagarão juros de 2% ao ano, abaixo da inflação. O prazo para a quitação do empréstimo pode ser feito em até dez anos, incluídos até três anos de carência. Já as cooperativas e associações que optarem pelo financiamento até R$ 1 milhão terão os juros fixados em 1% ao ano.

Limite – Houve o aumento do limite de crédito dos agricultores para acessarem recursos do Pronaf. O limite de renda bruta anual passou de R$ 110 mil para R$ 160 mil com o novo plano. Nesta safra, algumas medidas atendem especificamente aos agricultores de menor renda – o limite de enquadramento para o Grupo B do Pronaf cresceu com a ampliação da renda bruta anual do agricultor de R$ 6 mil para R$ 10 mil.

Assistência técnica - Além do crédito, os agricultores contarão com serviços de assistência técnica e extensão rural (Ater). Serão investidos R$ 31,4 milhões pelo MDA em Ater para a atual safra. A assistência técnica visa, por meio do trabalho continuado junto aos agricultores, aumentar a produção, renda e qualidade de vida das famílias no campo. O novo Plano Safra, porém, também preza pela sustentabilidade dos empreendimentos familiares. Todos os novos projetos buscarão o uso racional do solo, da água e, ainda, a menor utilização de agrotóxicos.

Compras governamentais - O governo também garantirá a compra de produtos dos agricultores familiares paranaenses. No caso do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), o MDA investirá um total de R$ 21,46 milhões na compra dos produtores.

Recursos próprios - O Plano Safra traz outra novidade: a possibilidade de estados e municípios investirem recursos próprios na aquisição dos produtos de agricultores familiares. Anteriormente, apenas a União podia comprar pelo PAA.  O Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) também garantirá parte da renda dos produtores. Pela lei, 30% dos recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) recebidos pelas escolas públicas para a merenda escolar devem ser investidos na compra de produtos da agricultura familiar. Em 2011, o Paraná recebeu um total de R$ 47,15 milhões em recursos do FNDE para esse fim. (Com informações do MDA)

AGROSUL: Profissionais das cooperativas participam do evento na Assembleia Legislativa

Profissionais das cooperativas Integrada, Coamo, C.Vale, Bom Jesus, Camp, Castrolanda e da Ocepar participaram do Encontro Sul Brasileiro de Engenheiros Agrônomos – Agrosul 2012. O evento aconteceu no na Assembleia Legislativa, em Curitiba, com a presença de cerca de 150 participantes dos estados do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Espirito Santo. Eles discutiram o uso dos defensivos agrícolas e a produção de alimentos de forma saudável, tanto para os produtores como para o consumidor, e o papel do engenheiro agrônomo nesse contexto.

Autoridade - O presidente da Federação dos Engenheiros Agrônomos do Paraná, professor Luiz Corrêa Lucchesi, ressaltou a responsabilidade dos agrônomos na aplicação dos agrotóxicos, mas defendeu que a categoria necessita de mais autoridade para exigir que os produtores agrícolas cumpram as determinações técnicas. “Nós precisamos reformular esse arcabouço legal para estimular essa defesa sanitária vegetal, sempre de maneira a acompanhar a evolução tecnológica do Brasil e do mundo”, disse.

Preparatório – O Agrosul é um evento preparatório ao XXVIII Congresso Brasileiro de Agronomia 2013 e encerrou na manhã desta sexta-feira (10/08), com a elaboração da Carta de Curitiba, documento oficial do encontro, com as propostas das entidades do Sul para o melhor encaminhamento da questão dos agrotóxicos no Brasil. (Com informações da Assessoria de Imprensa da Assembleia Legislativa)

{vsig}noticias/2012/agosto/10/agrosul/{/vsig}

SESCOOP: Gerência nacional discute ações de promoção social no Paraná

A gerente de promoção social da unidade nacional do Sescoop, Maria Eugênia Ruiz, esteve na sede do Sistema Ocepar, em Curitiba, nesta quinta e sexta-feira (09 e 10/08), em companhia dos analistas Mateus de Castro Castelluccio e Elane Guimaraes de Souza. Eles se reuniram com o gerente de Desenvolvimento Humano do Sescoop/PR, Leonardo Boesche, com o coordenador de Desenvolvimento Humano, Humberto César de Bridi, com a coordenadora estadual do programa Cooperjovem, Vanessa Christófoli e com o analista em Desenvolvimento Cooperativista, Guilherme José Cabral Gonçalves.

Mapeamento – Maria Eugênia explicou que desde abril vem visitando as unidades estaduais para fazer um mapeamento das boas práticas que estão sendo adotadas em todo o País na área de promoção social. O grupo já esteve em cinco estados e pretende concluir o trabalho até dezembro. “Mas nós já deveremos apresentar uma prévia desse levantamento à diretoria do Sescoop em novembro”, afirmou. Ainda de acordo com ela, os dados coletados durante as visitas darão embasamento para a construção de uma diretriz nacional. “Nós pretendemos estruturar um direcionamento em âmbito nacional que tenha uma boa convergência com as experiências já existentes, prestigiando o que já vem sendo feito”, acrescentou. Maria Eugênia ressaltou que essa ação tem como principal foco a geração de um balanço social, com informações dos resultados obtidos com as ações ligadas à responsabilidade social, ambiental e qualidade de vida, vinculados aos dados financeiros e contábeis do cooperativismo. 

{vsig}noticias/2012/agosto/10/sescoop/{/vsig}

CASTROLANDA I: Ministro da Agricultura confirma presença no Agroleite, em Castro

7747870756 af61bb23bb mO ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Mendes Ribeiro Filho, participa, nesta sexta-feira (10/08), do Agroleite 2012, em Castro (PR). Ele estará acompanhado dos deputados paranaenses João Arruda e Osmar Serraglio. A feira, que é o mais completo evento da cadeia leiteira nacional, reúne os principais criadores das raças holandesa, jersey e pardo-suíça, além de representantes da indústria de laticínios e institutos de pesquisa e extensão. O Agroleite é realizado há 10 anos, oferecendo aos visitantes oportunidades de negócios, além de ser uma plataforma para lançamentos de novos produtos. A programação do evento inclui palestras, seminários, fóruns, leilões e torneio leiteiro. (Com informações da Castrolanda e do Mapa)

CASTROLANDA II: Vencedores do Troféu Agroleite 2012 são premiados

castrolanda II premio agroleite 10 08 2012SmallA noite de quarta-feira (08/08) foi reservada para o “Oscar do Leite”, uma grande festa no Memorial da Imigração Holandesa, na Castrolanda, com um público superior a 400 pessoas entre autoridades, personalidades do agronegócio brasileiro, presidentes, diretores, profissionais das empresas nacionais e internacionais participantes do Agroleite, imprensa, entre outros, promovendo um grande encontro de profissionais do setor. Os vencedores foram anunciados apenas na cerimônia do prêmio, o que causou muita emoção e expectativa na plateia. Nas 16 categorias além do resultado foi anunciado o motivo da conquista do prêmio.  Os vencedores também tiveram alguns segundos para um agradecimento especial sobre a conquista do prêmio.

Vencedores - Na categoria Genética (Semex), Nutrição (Nutron), Medicamentos (MSD Saúde Animal), Forragens (Agropecuária Leffers), Sementes (Pioneer), Equipamentos de ordenha e refrigeração (DeLaval), Máquinas agrícolas (John Deere), Prestador de serviços agrícolas (Bouwman Serviços), Técnico do ano (Altair Antonio Valloto) Agentes financeiros (Banco do Brasil),  Associação de produtor (Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa),  Produtor de leite do ano (Luiz C. Figueiredo - GO), Laticínio (DPA Nestlé), Embalagens (Tetra Pak), Mídia impressa (Revista Balde Branco)) e Mídia digital (Milk Point).

O Prêmio - O objetivo do prêmio é homenagear os maiores e melhores destaques dos segmentos ligados à cadeia do leite como forma de reconhecimento e valorização da contribuição de cada um em todas as etapas de produção, desde as atividades desenvolvidas da porteira para dentro, até aquelas voltadas ao consumidor final.

Votações - As votações foram feitas através da internet no site (www.agroleitecastrolanda.com.br). A votação é aberta para todas as pessoas físicas e o uso do CPF (Cadastro de Pessoa Física) validado na Receita Federal garante a segurança do registrar apenas um (1) voto por pessoa.

Auditoria - A organização do evento dispõe de um sistema de segurança rigoroso que garante e confiabilidade do prêmio e continuamente supervisiona a legitimidade do processo de votação e da apuração através da auditoria da BDO RCS, uma empresa brasileira membra da BDO International Limited.

Troféu - O Troféu Agroleite é o mais importante e cobiçado troféu do setor leiteiro. É entregue anualmente em cerimônia no Memorial da Imigração Holandesa, (um dos maiores moinhos holandês da América Latina) na Castrolanda, em Castro (PR), aos que mais se destacaram no ano anterior.

Agroleite - O Agroleite 2012 tem como Patrocinadores Diamantes as empresas: Nutron, Tetra Pak, Banco do Brasil e Dekalb. Também dentro da área máster de patrocínios estão com a cota Ouro as parceiras: Sulinox, Sicredi, Nestlé, Pioneer. O evento é realizado anualmente pela Cooperativa Castrolanda com caráter essencialmente técnico e reúne os melhores criadores de gado leiteiro do país. (Imprensa Castrolanda)

UNIMED CURITIBA: Comercial “Euler” conquista prêmio “Profissionais do Ano” da Rede Globo

A Unimed Curitiba ganhou o prêmio “Profissionais do Ano” da Rede Globo na noite de quarta-feira (08/08). O comercial “Euler”, criado para divulgar o Plano Flex Empresarial da Unimed Curitiba, é o melhor do ano na região sul. Ao todo concorreram quase 1.000 comerciais veiculados no Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul ao longo de um ano. Destes, cinco foram selecionados por um júri formado por profissionais de propaganda, marketing e executivos da Rede Globo. Os finalistas foram "Bah" da cerveja Polar - Ambev, "Cabeças de Caixa" da escola de inglês You Move, "Dia dos Fuzarkas" das lojas Renner e "Obeliscos" da agência de turismo View Friendly. O comercial está disponível no canal da cooperativa no Youtube: www.youtube.com/unimedcuritiba. (Imprensa Unimed Curitiba)

UNIMED LONDRINA: Ação comemorativa do Dia dos Pais é realizada em hospitais

A Unimed Londrina está celebrando a chegada do Dia dos Pais com uma ação comemorativa desenvolvida especialmente aos pacientes internados em hospitais de Londrina e região. Por meio de visitas solidárias, o Grupo Lado a Lado, formado por uma equipe de colaboradores do Serviço Social da cooperativa, está proporcionando momentos de emoção e carinho e distribuição brindes aos pais que não poderão celebrar a data comemorativa com a família.

Visitas - Na quinta-feira (09/08), durante o período matutino, o Grupo Lado a Lado visitou os pais em situação de internamento nos hospitais Santa Casa e São Francisco, em Cambé (PR). À tarde, a visita foi realizada no Hospital do Câncer de Londrina. Na manhã desta sexta-feira (10/08), a equipe de assistentes sociais foi até os hospitais de Arapongas (PR) – Santa Casa, Araújo Ferreira e João de Freitas; Rolândia (PR) – São Rafael; e ao Hospital Evangélico, em Londrina. As visitas aos pais se encerram na tarde desta sexta-feira, no Hospital do Coração e no Hospital Mater Dei. (Imprensa Unimed Londrina)

SICREDI I: Dia dos Pais é celebrado com aplicativo no Facebook

O Sicredi celebra o Dia dos Pais, comemorado no dia 12 de agosto, com uma homenagem em sua fan page no Facebook. Pelo aplicativo "Sou fã do meu pai", o internauta poderá transformar seu pai em celebridade, compartilhando a imagem dele em um modelo de capa de revista, escolhido entre cinco opções: esporte, entretenimento, business, música ou moda. A ação estará disponível até o dia 12 de agosto.

Como fazer - Após ativar o aplicativo em sua conta no Facebook, o usuário poderá escolher a capa e selecionar uma foto de seu pai a partir de seus álbuns na própria rede social ou fazendo o upload de uma imagem de seu computador, para a montagem da capa. Depois, é só compartilhar. A ação foi desenvolvida em sintonia com os valores do Sicredi que os pais também procuram transmitir a seus filhos: educação, cooperação, justiça, solidariedade e respeito. (Imprensa Sicredi)

SICREDI II: Cooperação pode virar história em quadrinhos

O Sicredi lançou, na fan page do Programa A União Faz a Vida, o aplicativo História Cooperada, voltada à narração conjunta de experiências vividas nos projetos do Programa. O concurso cultural tem como objetivos comemorar o Dia do Estudante, celebrado no dia 11 de agosto, e estimular a produção colaborativa de textos pelos alunos. O conto vencedor vai virar uma história em quadrinhos.

Ação - A ação ocorrerá, de 10 de agosto a 10 de setembro, de forma coletiva. Na fan page do Programa A União Faz a Vida - aba História Cooperada, o internauta poderá iniciar sua história contando-a em até 500 caracteres. Ao final de seu trecho, ele deve selecionar uma pessoa na sua lista de amigos, que deverá dar sequência à história, nos mesmos moldes. Automaticamente, será publicado o convite no mural do amigo, que também poderá chamar outro participante. Ao final, os três amigos receberão uma notificação informando que a participação foi validada e que estão participando do concurso cultural.

Escolha - Uma comissão escolherá a melhor história na categoria Ensino Fundamental (5º ao 9º ano) e Ensino Médio (1º ao 3º ano). As vencedoras serão transformadas em quadrinhos e divulgadas na Revista do Programa A União Faz a Vida, que será distribuída no início do ano letivo, em 2013.

Regulamento - O regulamento do concurso está na fan page do Programa A União Faz A Vida, no endereço https://www.facebook.com/auniaofazavida. (Imprensa Sicredi)

CONCRED: Rio Grande do Sul sedia evento sobre cooperativismo de crédito

Cerca de 5 milhões de brasileiros realizam projetos e sonhos por meio do crédito oferecido pelas cooperativas de crédito. É um número expressivo, que dá ideia da força do setor que, além de crédito acessível, consegue oferecer serviços financeiros de qualidade. O Brasil possui 1.312 cooperativas de crédito, organizadas em 38 centrais estaduais e cinco confederações, espalhadas pelo País por meio de 3.513 postos de atendimento.

Concred - Para debater e definir os referenciais de um modelo ideal para o Sistema Cooperativista de Crédito brasileiro, a Confederação Brasileira das Cooperativas de Crédito (Confebras), em parceria com a Sicredi Pioneira RS e com o apoio do Sindicato e Organização das Cooperativas do Estado do Rio Grande do Sul, realiza a 9ª edição do Congresso Brasileiro do Cooperativismo de Crédito (Concred), o maior e mais importante evento do Cooperativismo de Crédito nacional. O congresso ocorre nos próximos dias 21, 22 e 23 de agosto, em Nova Petrópolis (RS), e contará com a presença de representantes do Sistema OCB.

Tema central - Tendo como tema central "As Cooperativas de Crédito Constroem um Mundo Melhor", a 9ª edição do Concred ganha um significado especial neste ano, já que 2012 foi decretado oficialmente pela Organização das Nações Unidas o Ano Internacional das Cooperativas. De acordo com o presidente da Confebras, Rui Schneider da Silva, para estabelecer uma orientação comum às questões que afetam o Sistema Cooperativo de Crédito, especialmente em relação à política de juros, gestão de riscos, governança cooperativa, tributação, oferta de novos produtos e serviços e obtenção de economias de escala, o 9º Concred apresentará uma programação ampla, com a participação de autoridades do Cooperativismo de Crédito do Brasil e do mundo, de forma a criar um ambiente de reflexões antes e durante as palestras, talk shows, oficinas e painéis. Também está na base da programação promover a capacitação dos colaboradores que atuam nas cooperativas, com atualizações sobre regras do Banco Central, o papel das cooperativas, a questão da sustentabilidade e a comunicação e o marketing. "Precisamos aprender a usar estas ferramentas para mostrar à sociedade quem somos e que vantagens levamos a ela ao realizar nosso papel dentro do sistema financeiro", ressalta Rui Schneider da Silva.

Prêmio Concred Verde - A Confebras promoverá ainda, durante o Concred, a 2ª edição do Prêmio Concred Verde, oferecido bienalmente e que visa ao fomento das ações das cooperativas de crédito e das demais entidades ligadas ao setor voltadas para a adoção e gestão de atividades sociais e ambientais em benefício da comunidade. Ao fim do evento, será produzida a Carta de Nova Petrópolis, documento a ser entregue ao Governo Federal, como forma de apoio e contribuição ao projeto nacional de desenvolvimento sustentável econômico e social.

Inscrições - As inscrições para o congresso podem ser feitas antecipadamente, pelo site do evento -http://www.confebras.com.br/concred -, em que também é possível encontrar toda a programação. Para quem não conseguir se inscrever antes, no primeiro dia do Concred ainda será possível se cadastrar no local. A organização do evento espera o público de 1.200 participantes. Uma das novidades desta edição será a transmissão ao vivo de todo o evento pelo site, em parceria com o Canal Cooperativo.

Sobre os organizadores - A Confebras é a primeira confederação de cooperativas de crédito do País. Tem em seu quadro social 758 cooperativas de crédito, 10 centrais, 8 singulares e 1.361.544 associados distribuídos nas cinco regiões do País. A Sicredi Pioneira RS é uma das 116 cooperativas de crédito do Sistema Sicredi. Conta com quase 80 mil associados e tem uma carteira de crédito de R$ 521 milhões. (Informe OCB)

CONFERÊNCIA NACIONAL: Consolidação do trabalho decente no Brasil é foco da I CNETD

Prossegue até este sábado (11/08) a 1ª Conferência Nacional de Emprego e Trabalho Decente (I CNETD), iniciada na última terça-feira (07/08), em Brasília (DF). Durante esses quatro dias, o país está discutindo os avanços e fragilidades no mercado de trabalho para decidir quais políticas públicas serão implementadas nacionalmente, nos próximos anos. O evento tem um modelo tripartite, com o envolvimento de representantes do governo, empregados e trabalhadores. Organizado pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), o encontro conta com a participação do Sistema OCB, por intermédio da Confederação das Cooperativas Brasileiras (CNCoop), como integrante da Comissão Organizadora Nacional (CON) da conferência. A inclusão do cooperativismo no diálogo nacional é defendida pela Organização Internacional do Trabalho (OIT).

Relevante - Durante a cerimônia de abertura, que contou com a presença do superintendente da CNCoop, Renato Nobile e foi realizada nesta quarta-feira (08/08), o ministro da Casa Civil, Gilberto Carvalho, representando a presidente da República, Dilma Rousseff, pontuou a realização da I CNETD como uma atividade extremamente relevante. “É muito importante que haja uma conferência como essa. A democracia se constrói na contradição e se faz com respeito, na capacidade de se manifestar e ouvir. A CNETD assume nesse momento o importante papel de traduzir os debates aqui travados em ações e políticas que tragam resultados para o país”, declarou. Gilberto Carvalho lembrou, ainda, dos compromissos assumidos pelos setores da cana-de-açúcar e da construção civil pela melhoria das condições de trabalho. E acrescentou que novas iniciativas nesse sentido serão feitas no setor têxtil e do turismo.

Caminhos - O ministro do Trabalho e Emprego, Brizola Neto, na qualidade de anfitrião do evento, garantiu que a I CNETD apontará os caminhos que o país vai trilhar, focando em padrões dignos de trabalho. “Não há justiça social sem desenvolvimento econômico. Um mundo mais justo: esse é o cenário que trabalharemos nessa conferência. Não haverá trabalho decente sem uma economia e uma sociedade decentes. Estamos falando de um passo importante para a consolidação de um Brasil sem miséria”, afirmou.

Diálogo - A oficial de projeto da OIT no Brasil, Andrea Bolzon, também destacou a relevância do encontro afirmando que “trata-se de uma demonstração de diálogo entre governo, entidades patronais, trabalhadores e sociedade civil – um marco nas relações de trabalho brasileiras”. Segundo Andrea, o processo participativo de estruturação da Conferência, que se consolidou de baixo para cima com a promoção de discussões estaduais em todo o país, confere ainda mais força aos debates. “O trabalho é um dos principais vínculos entre o desenvolvimento econômico e social. O Brasil é uma referência no combate ao trabalho infantil e forçado, e a OIT está convencida de que os esforços devem continuar”, ressaltou.

Simbólico - Representando a bancada dos empregadores, Robson Andrade, presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), afirmou: “esse é um momento simbólico para as relações de trabalho no Brasil, fundamental para alcançarmos o tão almejado desenvolvimento do país”. Para Andrade, ainda existem desafios a superar, mas já ocorrem muitos avanços no tocante às recomendações da OIT, destacando que os padrões de trabalho decente têm melhorado significativamente. “O número de acidentes de trabalho diminuiu 27% nos últimos dois anos e a renda dos trabalhadores aumentou”, pontuou.

Sistema cooperativista e a I CNETD

Sistematização - A CNCoop, entidade sindical do Sistema OCB, é membro da Comissão Organizadora Nacional (CON) da I CNETD, e, com a bancada patronal, laboral e o governo, foi responsável pela sistematização das propostas advindas das conferências estaduais. Os resultados foram reunidos em um relatório único, que será validado durante o encontro. Na avaliação da gerente da CNCoop, Júnia Dal Secchi, atender à convocação governamental é uma oportunidade para discutir de forma tripartite o tema “trabalho”, ponto determinante para o crescimento do país. “É o momento de identificar e propor caminhos para atingir os objetivos estratégicos da OIT, que coadunam com os eixos temáticos da I CNETD, com base na realidade nacional e nas condições do mercado de trabalho atuais”, disse.

Obediência à lei - A defesa pela regulamentação e cumprimento da lei também é reforçada pela gerente. “O objetivo é que todo trabalho seja contratado e prestado em obediência à legislação. As melhorias de vida e de condição social do trabalhador estão vinculadas, também, à regulamentação e ao conceito de empresa sustentável praticado pelas cooperativas, que têm contribuído para a redução da pobreza e geração de trabalho e renda”, analisa Júnia. Representando o Sistema OCB, participam ainda delegados das unidades estaduais de Amazonas, Bahia, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Rio de Janeiro, Rondônia e Tocantins. (Com informações da OCB)

AGRICULTURA: Técnica de integração lavoura, pecuária e floresta será difundida no PR

Uma parceria entre o Instituto Emater e a Cocamar (Cooperativa de Maringá) vai incrementar o projeto de Integração Lavoura, Pecuária e Floresta no Paraná. O termo de compromisso foi assinado nesta quinta-feira (09/08) durante dia de campo realizado em Xambrê, região de Umuarama, que contou com a presença do secretário estadual da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara.

ABC - Segundo Ortigara, o projeto prevê a integração das atividades da pecuária com a produção agrícola e o cultivo florestal. Ele está de acordo com a política do governo federal de Agricultura de Baixo Carbono (ABC) e no Paraná está no plano de governo da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento porque contribui com o aumento da fertilidade do solo e eleva a renda na propriedade.

Momento ideal - O secretário disse que esse é o momento ideal para adesão dos produtores ao projeto. As instituições de pesquisa e de extensão rural do governo do Paraná como o Instituto Agronômico do Paraná (Iapar) e o Instituto Emater têm o conhecimento dessa tecnologia, existe disponibilidade de financiamento aos investimentos na propriedade por parte do governo federal, que está priorizando a liberação de recursos aos projetos integrados ao programa ABC, além de apresentar sustentabilidade ambiental.

Ganhos - “Temos ganhos de toda ordem, desde financeiros aos ambientais”, disse Ortigara. A Secretaria quer incrementar o projeto em todo o Estado, especificamente na região Noroeste do Estado, onde as pastagens estão degradadas e o rendimento da pecuária está na média de meio boi por hectare ano, afirmou o secretário.

Parceria - O governo do Estado é parceiro da Embrapa, Iapar, Emater e cooperativas para abraçar essa causa, lembrou Ortigara, ao afirmar que existem ferramentas para impulsionar essa tecnologia. Ele disse que essa tecnologia é viável, é necessária e hoje o pecuarista não pode mais se dar ao luxo de continuar na atividade com baixa produtividade. O Paraná já o segundo estado que mais está captando recursos com projetos integrados ao programa ABC.

Dia de campo - Dia de campo foi promovido pela Cocamar e realizado na Fazenda Experimental do Instituto Agronômico do Paraná (Iapar), em Xambrê, com a participação de cerca de 600 agricultores. Estavam presentes ainda os dirigentes do Iapar, Florindo Dalberto, do Instituto Emater, Rubens Niederheitmann e do Instituto Ambiental do Paraná (IAP), Luiz Tarcisio Mossato Pinto. Os deputados estaduais Fernando Scanavaca e Nelson Garcia também participaram do dia de campo.

Projeto - No Paraná, o projeto de Integração, Lavoura e Pecuária será capitaneado pela Cocamar, que vai difundir essa tecnologia entre seus cooperados. O presidente da cooperativa, Luiz Lourenço, disse que a cooperativa vai fazer todo o esforço possível para avançar com essa tecnologia no Estado e que está otimista com a adesão dos produtores porque proporciona a elevação de renda e a sustentabilidade ambiental. Na pecuária, a Integração Lavoura, Pecuária e Floresta é capaz que aumentar em até oito vezes a renda da pecuária, disse.

Rentabilidade - O projeto Integração Lavoura, Pecuária e Floresta é pesquisado pelo Iapar desde 1996. O engenheiro agrônomo Sérgio José Alves, gerente do projeto, disse que a rentabilidade média da soja alcançada durante a fase de acompanhamento pela pesquisa alcançou uma média de 46 sacos por hectare/ano, quando a média da região do Arenito oscila entre 36 a 40 sacos por hectare/ano.

Surpreendente - Na pecuária, a elevação do rendimento é mais surpreendente. A média da produtividade na região é de 2,5 cabeças adultas por hectare/ano, que pode alcançar até 6 cabeças adultas por hectare/ano. Além disso,  o sistema permite um ganho de peso médio de 800 gramas por dia, que permite o abate dos animais pode ser feito aos dois anos de idade.

Tradicional - Na pecuária tradicional da região, o ganho de peso dos animais oscila entre 400 gramas a 450 gramas por dia. “Com essa média, o que os animais ganham no verão eles perdem no inverno”, disse o pesquisador. Em relação ao cultivo florestal, na fazenda experimental do Iapar, o eucalipto plantado há dois anos no sistema de integração começa a ser debastado ainda esse ano, gerando renda adicional sem falar no conforto e bem estar proporcionado aos animais com a disponibilidade de sombreamento. (AEN)

{vsig}noticias/2012/agosto/10/agricultura/{/vsig}

INFRAESTRUTURA: Exportação de milho por Paranaguá cresce 65%

infraestrutura 10 08 2012SmallO aumento da área plantada e condições climáticas favoráveis estão fazendo com que a segunda safra de milho no Brasil seja recorde em 2012. O Porto de Paranaguá, segundo maior exportador de milho do País, escoou de janeiro a julho 1,3 milhão de toneladas do produto, volume 65% superior ao registrado no mesmo período de 2011.

Paraná - O Paraná, que é o segundo maior produtor nacional de milho, deve colher nesta safra cerca de 10,5 milhões de toneladas do grão, de acordo com o Departamento de Economia Rural (Deral) da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento. O Mato Grosso, líder nacional na produção de milho, deve colher entre 13 e 14 milhões de toneladas.

Recorde - O recorde na produção deve levar a um recorde também nas exportações de milho pelo Brasil, que deverá ocupar a segunda posição mundial entre os países exportadores do grão, atrás apenas dos Estados Unidos.

Impulso - A previsão de uma supersafra de milho, que agora se confirma, já havia impulsionado as exportações de soja, visando desafogar os armazéns e preparar a logística para embarque do milho. De janeiro a julho, o Porto de Paranaguá exportou 5,6 milhões de toneladas de soja, um volume 23% superior ao registrado no mesmo período de 2012.

Preços - “Esta foi uma das melhores temporadas para o exportador de soja, que viu o preço da saca do produto passar da casa dos R$ 80. Com o bom preço do produto no mercado externo e a necessidade de liberar espaços para receber o milho, tivemos este grande aumento nas exportações da soja nos últimos meses”, explica o superintendente dos portos de Paranaguá e Antonina, Luiz Henrique Dividino. “A Appa está trabalhando intensamente para atender este aumento na movimentação de cargas, cumprindo a determinação do governador Beto Richa de atender da melhor forma o setor agrícola do Paraná”, completa o superintendente.

Granéis sólidos - Das 24,6 milhões de toneladas de mercadorias movimentadas pelos portos paranaenses até julho (volume 5% superior ao dos primeiros sete meses de 2011), 12,5 milhões de toneladas correspondem aos granéis sólidos exportados, cuja movimentação cresceu 10% no comparativo com 2011.

Recuperação – A importação de fertilizantes no mês de julho pelo Porto de Paranaguá cresceu 11% em comparação com o mesmo mês de 2011, atingindo 877 mil toneladas. O número indica uma recuperação, depois da estagnação dos primeiros meses do ano, quando o mercado se comportou de maneira incomum e deixou de importar o produto por conta da alta no preço do dólar e dos bons estoques.

Fertilizantes - Por conta desse comportamento atípico do mercado, os números de importação de fertilizantes no acumulado do ano ainda apresentam queda em relação ao ano passado. Até agora, entraram pelo porto de Paranaguá 4,7 milhões de toneladas de fertilizantes, volume 11% inferior ao importado no ano passado. (AEN)

RETRAÇÃO: Vendas industriais no PR sofrem queda de 10,8% em junho

As vendas industriais no Paraná sofreram queda de 10,8% em junho, de acordo com resultado divulgado na quarta-feira (08/08) pela Federação das Indústrias do Paraná (Fiep). A entidade informou que, apesar das vendas apresentarem queda, o resultado acumulado do semestre é positivo.

Acumulado - Mesmo com a queda, o resultado acumulado do primeiro semestre de 2012 foi 2,8% superior ao mesmo período de 2011 e o estado ainda continua crescendo acima da média nacional. De acordo com a Fiep, o resultado negativo de junho deu-se pela performance negativa de 16 dos 18 gêneros pesquisados, entre eles os três de maior participação na indústria paranaense: alimentos e bebidas (-8,39%), refino de petróleo e produção de álcool (-8,88%) e veículos automotores (-21,46%).

Melhores resultados - Em contrapartida, os setores de máquinas, aparelhos e materiais elétricos e o de máquinas e equipamentos registraram melhores resultados: +13,04% e +2,47%, respectivamente.

Reflexos da economia - O presidente da Fiep, Edson Campagnolo, disse em nota divulgada pela entidade que as oscilações verificadas no resultado das vendas industriais do primeiro semestre mostram uma “nebulosidade” presente na economia do país. Campagnolo comentou que o nível de imprevisibilidade na economia é muito grande e que isto dificulta o planejamento de investimentos. Para o presidente da Fiep, o governo federal precisa tomar medidas efetivas, como reformas estruturantes, para criar um cenário otimista.

Insumos - Com relação à compra de insumos, o resultado do mês de junho também registrou queda de 10,99% no desempenho das vendas. As compras realizadas no Paraná sofreram declínio (-10,05%), assim como as importações (-28,97%) e a compra de insumos originados em outros estados do país (-1,9%).

Comparação - Na comparação do primeiro semestre deste ano com o do ano passado, o resultado mostra-se positivo. As compras no Paraná resultaram crescimento de 0,23%, bem como as compras do exterior - incremento de 21,68%. Somente as compras originadas em outros estados do país que apresentou queda: -4,92%. (Gazeta do Povo)

PARALISAÇÃO: Fiep obtém liminar contra greve dos fiscais no Porto de Paranaguá

Os servidores da vigilância sanitária do Porto de Paranaguá, em greve desde 16 de julho, terão que realizar a fiscalização dos produtos de todos os associados aos sindicados filiados à Federação das Indústrias do Paraná (Fiep). A entidade obteve liminar favorável ao mandado de segurança coletivo impetrado contra a paralisação dos servidores no porto. A decisão foi do juiz federal Vicente de Paula Ataíde Junior.

Caráter essencial - A alegação da procuradoria jurídica da Fiep foi de que a inspeção não poderia ser interrompida, uma vez que se trata de serviço público de caráter essencial. A paralisação vem prejudicando especialmente as indústrias dos setores de alimentos de origem animal e vegetal e de medicamentos. A interrupção da fiscalização da Anvisa acaba por atrasar os processos de importação e exportação, trazendo prejuízos para os empresários em função de taxas de atraso e multas contratuais.

Outro mandado - A Fiep ingressou, ainda, com outro mandado de segurança coletivo semelhante. O alvo, desta vez, é a greve dos servidores da vigilância em Foz do Iguaçu. A decisão deve sair nos próximos dias.

Comercial - Nesta semana, a Associação Comercial do Paraná (ACP) obteve liminar semelhante. Desta forma, os afiliados à entidade também deverão ter os produtos inspecionados pela Anvisa, mesmo com a greve. (Gazeta do Povo)

ANP: Agência vê mistura maior de etanol na gasolina só em 2013

Um aumento na mistura de etanol na gasolina neste ano é improvável devido à baixa oferta do biocombustível no mercado brasileiro, mas para o ano que vem haveria espaço para tal alteração, considerando uma expectativa de produção maior, disse nesta quinta-feira (09/08) o diretor da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Allan Kardec. "Não há como elevar imediatamente, até porque estamos no final da safra, mas a perspectiva é para 2013, estamos estudando para em 2013 elevar", declarou ele durante evento no Rio de Janeiro.

Processamento - Na verdade, o centro-sul processou até meados de julho 170 milhões de toneladas de cana, de um total previsto para a temporada 2012/13 de cerca de 510 milhões de toneladas, segundo dados da indústria divulgados no final do mês passado. "Há a perspectiva de elevar", reforçou Kardec, citando estudos que vêm sendo realizados pela ANP, que apontam uma produção maior no ano que vem, e que poderão subsidiar o governo em tal decisão de mexer na mistura.

Mistura - Atualmente, a mistura de etanol na gasolina está em 20 por cento. Ela foi reduzida ante 25 por cento em outubro do ano passado, em meio à queda na safra de cana. "Estamos estudando isso internamente, e pode ter um aumento gradativo, ou até mesmo direto para 25 por cento. Vai depender do comportamento da safra de 2012 para 2013 (do eventual aumento da produção no próximo ano)", disse ele.

Estoques restritos - Nesta temporada, os estoques dos produtos continuam restritos, com a safra tendo um início mais lento e também por chuvas atípicas que afetaram a moagem do centro-sul em junho. Kardec ressaltou que a safra atual é bem semelhante à passada, mas a do próximo ano deverá crescer, segundo estudos. Neste ano, a moagem de cana do centro-sul está estimada em cerca de 510 milhões de toneladas, uma ligeira alta na comparação com a safra anterior, quando a região teve a primeira queda na produção em 11 anos. O aumento da mistura de etanol na gasolina é visto como alternativa para a Petrobras reduzir as suas importações do combustível fóssil. (Reuters/ Agrolink)


Versão para impressão


Assessoria de Imprensa do Sistema Ocepar - Tel: (41) 3200-1150 / e-mail: imprensa@ocepar.org.br