Imprimir
cabecalho informe

Informe Paraná Cooperativo - edição nº 5225 | 27 de Dezembro de 2021

AGRÁRIA: Mega Encontro em Guarapuava pretende reunir 1.500 tratores em busca do recorde mundial

A Cooperativa Agrária Agroindustrial, em parceria com o Sindicato Rural de Guarapuava, realiza no dia 7 de janeiro de 2022, a partir das 6h, o Mega Encontro de Tratores. O evento acontece no distrito de Entre Rios, em Guarapuava (PR).

Recorde - O Mega Encontro de Tratores pretende bater o recorde mundial como o maior desfile de tratores do mundo, e entrar para o Guinness World Records®. A intenção é reunir 1.500 tratores, que percorrerão um trajeto de 3,5 km para validar sua participação na tentativa do recorde.

Importância do agronegócio - De acordo com o coordenador do Comitê de Organização do Mega Encontro, Cristian Abt, a ideia do evento é mostrar para o Brasil e para o mundo a importância do agronegócio. “Queremos celebrar a força dos homens e mulheres do campo, mostrando a relevância das atividades agropecuárias para a economia do nosso país”, destaca.

Participação - Poderão participar produtores de todo o Brasil, com os tratores em funcionamento, aptos a rodar o percurso estabelecido. Já está confirmada a presença de produtores rurais de diversos estados brasileiros. Além disso, todas as cooperativas e sindicatos rurais do Paraná foram convidados para estarem presentes com ao menos um trator no evento.

Inscrição - Os interessados em participar do Mega Encontro de Tratores deverão fazer inscrição de forma gratuita pelo site do evento (www.megaencontrodetratores.com.br).

Imigração suábia - O evento festivo faz parte da programação da festa em comemoração aos 70 anos da imigração suábia em Entre Rios.

Shows - Após o Mega Encontro de Tratores os participantes poderão curtir os shows que acontecerão no dia: Julio Cézar e Montenegro, Tchê Garotos, Conrado e Aleksandro e Carreiro e Capataz. Haverá também área de camping para hospedagem dos inscritos, e Bases de Apoio com segurança para tratores. Maiores informações pelo WhatsApp 42 3625-8577. (Assessoria Agrária)

agraria folder 23 12 2021

CAPAL: Realizado o primeiro Dia de Campo para cafeicultores

A Capal Cooperativa Agroindustrial realizou, no mês de dezembro, a 1ª edição do Tec Campo Café, no Campo Experimental recentemente inaugurado na unidade de Pinhalão (PR). Entre as atividades, foram preparados experimentos na lavoura para avaliar o resultado de aplicação de produtos, resistência das plantas e produtividade.

Continuidade - De acordo com os organizadores do evento, a geada no primeiro semestre de 2021 impactou nos estudos, mas o compromisso com a continuidade dos trabalhos no campo, que teve início em fevereiro, se mantém. “Aqui na região não tínhamos um campo experimental de café, o que faz da Capal pioneira neste segmento. Isso coloca o cooperado em vantagem, pois ele sabe que receberá informações especializadas sobre o manejo do cafezal”, afirma Eliel Magalhães Leandro, diretor comercial da cooperativa.

Apresentações - No Dia de Campo, cerca de 40 cooperados assistiram a apresentações sobre a ferramenta Sigma, resultados da pesquisa no campo e processo comercial do café na cooperativa. Além disso, puderam olhar no campo o comportamento das plantas mediante as aplicações.

Soluções excelentes- O produtor rural Thiago Tucunduva, de Fartura (SP), aprovou o formato e apoia a continuação do evento. “A Capal apresentou soluções excelentes de inovação e pude perceber que também foi um momento de alinhamento sobre o negócio café. Vai nos ajudar a trabalhar todos com a mesma ideia, no mesmo caminho de raciocínio”, comenta.

Assistência técnica - A assistência técnica da Capal se destaca pelo comprometimento com o cooperado, buscando melhores resultados, a sustentabilidade dos negócios e a otimização dos recursos. “Ao montar um campo de pesquisa fica comprovado o nosso compromisso em buscar as melhores alternativas para o nosso cooperado, deixando-os seguros para seguirem as recomendações dos técnicos, sabendo que toda pesquisa está focada em resultados”, reforça Eliel.

Boa receptividade - O cooperado Marcelo Teixeira, de Carlópolis (PR), parabeniza o evento direcionado para os cafeicultores e confirma a participação em edições futuras. “Essa ferramenta tecnológica irá nos ajudar a juntar as informações e tomar decisões mais acertadas”, comenta. Sobre o campo experimental, Marcelo diz que já esperava por essa ação por parte da cooperativa. “A Capal precisava deste campo de pesquisa e o primeiro passo foi dado, isso é importante. Assim como na comercialização, era preciso começar, agora já estamos avançando e estamos no caminho certo, eu sinto orgulho em fazer parte de tudo isso”, conclui.

Comercialização dos grãos - O coordenador do Negócio Café, Newton Openheimer Beraldo, aproveitou a oportunidade para falar aos cooperados sobre a forma de comercialização dos grãos, ressaltando que ao seguir a recomendação técnica, o produtor consegue agregar valor ao produto e aumentar os seus resultados. “O capricho, o cuidado com os detalhes na colheita e no pós-colheita podem representar uma boa parte do lucro do produtor. Avaliando o preço do grão hoje, atenção à qualidade física e sensorial dos grãos podem certamente resultar em maior rentabilidade no processo de comercialização.”

Sobre a Capal Cooperativa Agroindustrial - Fundada em 1960, a Capal conta atualmente com mais de 3,4 mil associados, distribuídos em 21 unidades de negócios, nos estados do Paraná e São Paulo. A cadeia agrícola responde por cerca de 65% das operações da cooperativa, produzindo mais de 750 mil toneladas de grãos por ano, com destaque para soja, trigo, milho e café. A área agrícola assistida ultrapassa os 153 mil hectares. O volume de leite negociado mensalmente é de 12 milhões de litros, proveniente de 320 produtores. Além disso, a cooperativa comercializa mais de 31 mil toneladas de suínos vivos. (Imprensa Capal)

{vsig}2021/noticias/12/27/capal/{/vsig}

COPACOL: Parceria é firmada para incentivar esporte e cultura no Sudoeste

Comprometida com a comunidade, a Copacol tem como propósito um ecossistema exemplar cooperando com ações de incentivo à prática do esporte e da cultura, que agora se estendem ao sudoeste paranaense, onde estão as novas unidades de recebimento de grãos da cooperativa.

Recursos - Por meio do Propósito Estratégico O Futuro Tem Copacol, Capanema, Planalto, Pérola Pranchita e Santo Antônio do Sudoeste passam a receber recursos do Apoio Cultural, beneficiando mais de mil crianças e adolescentes. A verba repassada pela cooperativa para as administrações públicas visa a compra de materiais para aulas de futebol, futsal, basquete, handebol, vôlei, desenho artístico, teatro, dança e música. “Com o crescimento da cooperativa, esse é o momento oportuno para levarmos o Apoio Cultural para o sudoeste. Esse é o sentido da Copacol: além de gerar segurança e desenvolvimento no campo, oferecer projetos à comunidade, bem como incentivos esportivos e culturais a crianças e adolescentes”, afirma o diretor-presidente, Valter Pitol.

Subsídio - Com os termos de compromissos assinados com as prefeituras, a Copacol passará a subsidiar atividades nos municípios, a partir das propostas apresentadas. Os municípios parceiros já estão autorizados a realizar a licitação das aquisições de materiais para iniciar o trabalho cultural e esportivo.

Pérola do Oeste - Em Pérola do Oeste, serão 200 crianças e adolescentes atendidos com futsal, futebol, basquete e fanfarra. “Empresas como a Copacol não são apenas parceiras da administração, mas da comunidade. Com ações como esta conseguimos proporcionar ações aos moradores. Recebemos com satisfação esse repasse para o esporte de Pérola do Oeste, que vai estimular as atividades e auxiliar a todos a pensarem em um futuro melhor”, afirma o prefeito Edsom Bagetti.

Demais municípios - Capanema utilizará o recurso para ações com 250 crianças e adolescentes (futsal); Planalto, 300 (ginástica rítmica, ballet e arte circense); Pranchita, 160 (futsal, futebol e vôlei) e Santo Antônio 180 (handebol, dança e balett). “Estamos felizes com essa parceria. Com o Apoio Cultural, vamos implantar o Projeto Craque do Amanhã, fomentando o esporte de base no município, em 2022, com crianças e adolescentes, com a implantação do núcleo de futsal, para democratizar o acesso ao esporte, melhorando a qualidade de vida e o direto de lazer”, afirma Américo Bellé, prefeito de Capanema.

O futuro tem Copacol - Com ações educacionais, culturais e esportivas, a Copacol desenvolve o Propósito Estratégico O Futuro Tem Copacol, proporcionando formações para educadores e atividades com crianças e adolescentes. A meta é beneficiar mais de 35 mil crianças e adolescentes até 2023.

Novo termo - O novo termo de cooperação para cidades do Oeste do Paraná será assinado em fevereiro de 2022, quando Mariluz passa a integrar a regional composta por Cafelândia, Nova Aurora, Iracema do Oeste, Jesuítas, Formosa do Oeste, Quarto Centenário, Goioerê, Rancho Alegre e Moreira Sales. “Nossa atuação vai além da atuação no campo. Nosso envolvimento com a comunidade visa melhor qualidade de vida aos moradores, bem como o desenvolvimento cultural, social e esportivo das nossas crianças e adolescentes. O resultado desse trabalho é animador, com grande progresso no desempenho educacional dos estudantes”, afirma a coordenadora dos Projetos Sociais da Copacol, Gislaine Pontes Fernandes. (Imprensa Copacol)

{vsig}2021/noticias/12/27/copacol/{/vsig}

COOPAVEL I: Há 7 semanas sem registrar casos de Covid

coopavel I 27 12 2021Até a última quinta-feira (23/12), a Coopavel estava há sete semanas – 49 dias – sem registrar um único caso positivo de coronavírus. A informação é do setor de Segurança do Trabalho da cooperativa, que atualmente conta com 7,5 mil colaboradores em Cascavel e nas unidades espalhadas por 23 municípios das regiões Oeste e Sudoeste do Paraná.

Caminho certo - O anúncio de que a cooperativa não tem confirmação de um único caso de Covid há praticamente 50 dias é uma clara demonstração de que todas as medidas cuidadosamente adotadas estavam e estão no caminho certo, afirma o presidente da Coopavel, Dilvo Grolli. “Todos têm se esforçado ao máximo para proteger e preservar vidas, que é o maior patrimônio que temos na nossa cooperativa. E os resultados apurados refletem a seriedade de tudo o que tem sido feito”, destaca Dilvo.

Medidas - Desde o início da pandemia, há quase dois anos, a Coopavel adotou um rigoroso protocolo de sanidade. Além de atender a tudo o que os decretos governamentais (nacionais, estaduais e municipais) orientam, a cooperativa, por conta própria, adotou outras medidas preventivas e protetivas complementares para manter a doença o mais distante possível dos colaboradores e de suas unidades, diz o gerente de Recursos Humanos, Aguinel Waclawovsky.

Redobrados - Os cuidados foram especialmente redobrados nas indústrias, principalmente nos frigoríficos de abates de aves e suínos. A Coopavel adotou e mantém medidas como a aferição da temperatura corporal dos funcionários, o afastamento de todos aqueles que compõem o chamado grupo de risco, o uso obrigatório de máscaras em todos os ambientes, o distanciamento social, o uso de álcool em gel e a redução da capacidade e ampliação dos horários de atendimento no restaurante.

Ambulatório - Além de tudo isso, a Coopavel criou um ambulatório específico para atendimento e detecção de possíveis casos de coronavírus. “Com todas essas medidas, conseguimos manter os níveis de infectados baixo e o registro de óbitos, nesses quase dois anos, é praticamente zero”, ressalta Aguinel. (Imprensa Coopavel)

 

COOPAVEL II: Cooperativa estimula destinações do IR para projetos assistenciais

coopavel II 27 12 2021A Coopavel incentiva colaboradores, diretores e cooperados a destinar parte do Imposto de Renda devido a projetos assistenciais que trabalham em favor da criança, do adolescente e do idoso em Cascavel e nos municípios nos quais a cooperativa atua. “Sempre apoiamos essa causa e, diante dos avanços alcançados recentemente, agora passamos a intensificar essa ação ainda mais”, diz o presidente da cooperativa Dilvo Grolli.

Comunidades - Ao mesmo tempo em que o projeto repassa recursos para entidades que há muito contribuem com as causas sociais dos municípios de sua área de abrangência, ajudando a fazer a diferença na vida de muitas pessoas, esse é um dinheiro que permanece e é investido nessas próprias comunidades, destaca Dilvo.

Crescimento - Com as mudanças feitas no formato do programa, recentemente apresentadas em evento na Acic (Associação Comercial e Industrial de Cascavel), a previsão é que a soma arrecadada no município cresça gradativamente nos próximos anos. O volume médio conseguido por exercício até 2020 era de R$ 1 milhão, mas Cascavel tem potencial para atingir R$ 15 milhões por ano – o potencial de arrecadação é expressivo em todos os 23 municípios do Oeste e Sudoeste onde a Coopavel tem filiais.

Banco de projetos - Com a participação de profissionais e entidades, a exemplo do Sescap, Sincovel, Acic, Câmara de Vereadores e outras, chegou-se a um novo modelo de recepção e gestão das destinações. Com o Banco de Projetos, pessoas físicas e jurídicas podem repassar percentual do IR devido para a entidade que quiserem segundo as iniciativas devidamente cadastradas.

Site - Para tanto, os contribuintes podem acessar o site www.assistirvidas.com.br e conhecer as entidades e seus respectivos projetos. Então, o doador pode optar a quem destinar os recursos. No mesmo site, pessoas físicas e jurídicas geram o boleto para efetuar a destinação. As entidades inscritas e já integradas pertencem aos conselhos da Criança, do Adolescente e do Idoso. “Com essa ferramenta, vamos aumentar os valores conseguidos e principalmente potencializar os resultados dos projetos cadastrados”, diz o secretário de Assistência Social, Hudson Moreschi Júnior.

Destinação - Do valor da destinação, 70% são encaminhados ao projeto escolhido e 30% ao Fundo Municipal e, com isso, ele pode apoiar e ajudar ações sociais com menor expressão que não consigam atingir a totalidade do valor necessário para seu devido desenvolvimento. (Imprensa Coopavel)

 

SICREDI: Empresa paranaense recebe R$ 1 milhão na campanha "Poupança Premiada Sicredi"

Uma empresa sediada em Santa Tereza d’Oeste (PR) acaba de ganhar um prêmio de R$ 1 milhão. A associada da Sicredi Vanguarda PR/SP/RJ foi a grande vencedora da campanha “Poupança Premiada Sicredi", promovida pela instituição financeira cooperativa nos estados do Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro.

Protagonismo - Ao entregar o prêmio, no dia 23 de dezembro, o presidente da cooperativa, Aldo Dagostin, ressaltou o protagonismo da campanha que, ao longo dos últimos anos, tem conscientizado cada vez mais os associados sobre a importância de poupar para a realização de projetos a curto, médio e longo prazos. “A campanha de poupança incentiva as pessoas a praticar a educação financeira, a ter o hábito de poupar e guardar dinheiro. E no Sicredi, além de desenvolver essa prática, o poupador ainda concorre a prêmios. Na Vanguarda, em 2021, tivemos 31 ganhadores dos prêmios de R$5 mil e agora, temos o ganhador do prêmio principal, de R$ 1 milhão, uma empresa de Santa Tereza d'Oeste. Esse prêmio é realmente um presente de fim de ano, para o associado que acreditou e poupou, para a Vanguarda que sempre incentiva a educação financeira”, comemora o presidente.

Comemoração - A empresa D Pedranjo Neto, de remoção de entulhos, associada e poupadora da Sicredi Vanguarda, tem muito a comemorar. “No dia 13 de dezembro eu mandei uma mensagem para a minha gerente pedindo se já tinha sido o sorteio final, e comentei com ela que sonhei que tínhamos ganhado o R$ 1 milhão, ela disse que ainda não tinha acontecido, mas hoje o meu sonho se tornou realidade. A ficha ainda não caiu, mas é maravilhoso dormir e descansar sabendo que você é a nova milionária”, comenta Vanderleia Pedranjo, sócia da empresa sorteada.

Distribuição - Ao todo, a promoção, que teve como estrelas da campanha a dupla Cesar Menotti & Fabiano (que também são associados do Sicredi), distribuiu mais de R$ 2,5 milhões em prêmios nos estados do Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro. A ação contribuiu para a abertura de 111,3 mil novas poupanças na instituição financeira cooperativa, resultando em um incremento de mais de R$1,28 bilhão na modalidade nos três estados, com um total de R$ 8,59 bilhões de carteira consolidada.

Novos negócios - Esse incremento na captação oportuniza novos negócios, pois oferece mais crédito e recursos ao mercado, principalmente a setores primordiais da economia, como o comércio e o agronegócio - promovendo o desenvolvimento regional. “Ao confiar suas economias a uma instituição financeira cooperativa, como o Sicredi, o associado ajuda a promover o que chamamos de círculo virtuoso. Isso porque os recursos investidos nas cooperativas de crédito incrementam a capacidade de aumentar crédito rural e comercial disponibilizados na região de cada instituição e que têm papel fundamental no desenvolvimento da economia local. Sabemos que, quanto mais crédito ofertado, propiciamos um aumento da capacidade do setor produtivo, que pode ampliar os negócios, contratar mais funcionários e se desenvolver. Por esse motivo, celebramos o número de incremento de captação, pois sabemos que, na prática, devolvemos mais recursos para a sociedade, viabilizando sonhos e projetos, movimentando toda a economia”, ressalta a gerente de Desenvolvimento de Negócios da Central Sicredi PR/SP/RJ, Adriana Zandoná França.

Sorteios semanais - Além do prêmio de R$ 1 milhão, outros 5 sorteados ganharam os sorteios semanais de R$ 5.000,00, encerrando os 202 ganhadores previstos em regulamento e totalizando mais de R$ 2,5 milhões em prêmios ao longo do ano. A lista completa dos contemplados na "Poupança Premiada Sicredi" está disponível no site da campanha.

Sobre o Sicredi - O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão do Sicredi valoriza a participação dos mais de 5 milhões de associados, os quais exercem papel de donos do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 25 estados* e no Distrito Federal, com mais de 2.000 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros (www.sicredi.com.br). (Imprensa Sicredi)

*Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

{vsig}2021/noticias/12/27/sicredi/{/vsig}

SICREDI UNIÃO PR/SP: Campanha ajuda centenas de entidades e sorteia prêmios mensalmente

sicredi uniao 27 12 2021A sala do auxiliar administrativo Vanderlei Goulart de Oliveira acaba de ganhar um “upgrade”. Isso porque a TV de 55 polegadas acaba de ser substituída por uma novinha ainda maior: de 60 polegadas. O prêmio veio da “Campanha União Solidária” realizada há quatro anos pelo Instituto CoopConecta, com apoio da Sicredi União PR/SP, Instituto Cocamar e Lions Club Distrito LD6. Por meio da venda de cupons que custam R$ 10, entidades que atendem idosos, deficientes, crianças, entre outros públicos, arrecadam recursos para projetos e a manutenção de suas atividades.

Entidades participantes - São mais de 400 entidades participantes, em 113 cidades no norte e noroeste do Paraná, centro e leste de São Paulo.

Projeto - Para participar, a entidade precisa apresentar um projeto no site oficial. E foi o que fez a Associação Norte Paranaense de Reabilitação (ANPR), que vendeu o cupom premiado e garantiu o prêmio a Oliveira. O auxiliar comprou o cupom de uma vizinha, que trabalha na ANPR.

Ajuda - “Sempre compro para ajudar. Nunca penso no prêmio, mas, desta vez, aconteceu. Comprei cinco cupons e ganhei a TV”, comemora.

Prêmio - Por ter vendido o cupom premiado, a ANPR ganhou R$ 3 mil. “Este é um momento em que as entidades precisam de ajuda, porque foram muito impactadas pela pandemia, então, para nós enquanto cooperativa, é uma honra contribuir”, afirma o gerente da agência Maringá Velho, onde aconteceu a entrega do prêmio, Valter Bonfim.

Ganhadores - Em dezembro, além de Maringá, tiveram ganhadores em Campinas e em Rio Claro, ambos em São Paulo. Outra contemplada foi Edna Sousa Ramos, que adquiriu cupons da Santa Casa de Misericórdia de Rio Claro. “Conheci o hospital neste ano e comprovei a quantidade de ações sociais que lá são realizadas, além, é claro, daquilo que faz tão bem que é cuidar das pessoas adoecidas. Comprei alguns números apenas para ajudar e como forma de apoio a essa tão relevante entidade”, diz a assistente administrativa.

Próximo sorteio - O resultado do próximo sorteio será em 10 de janeiro, quando serão contemplados os ganhadores de três bicicletas elétricas. Já o resultado dos sorteios finais, de três Fiat Argo e seis motos Honda CG Start, será divulgado em 14 de fevereiro. Para participar, a população pode ajudar comprando cupons tanto de forma física como online pelo www.campanhauniaosolidaria.com.br.

Mensais - A campanha sorteia prêmios mensalmente e já distribuiu iPhones, notebooks e patinetes elétricos. Desde que foi criada, a União Solidária impacta milhares de vidas. Em 2018 foram 550 mil em 31 cidades, envolvendo 150 entidades; em 2019 foram 690 mil vidas impactadas, atendidas por 437 entidades de 113 cidades; e no ano passado, 692 mil pessoas atendidas por 466 entidades também em 113 cidades. As arrecadações foram de R$ 1,3 milhão no primeiro ano; R$ 3,5 milhões em 2019; e R$ 4,1 milhões no ano passado. (Imprensa Sicredi União PR/SP)

 

SICREDI ALIANÇA: Encerrada a Campanha Capital Social Premiado; saiba quem foram os ganhadores

A Sicredi Aliança PR/SP realizou, de maio a dezembro, a campanha Capital Social Premiado. A promoção teve como foco o capital social e aconteceu em todas as cidades de atuação da cooperativa. 

Ganhadores - Confira os ganhadores do segundo e último sorteio realizado no dia 15/12 pela Loteria Federal:

iPhone 12 - Antonio Mariano da Silva - Guaíra/PR

iPhone 12 - Tadeu Lewandowski – Copagril/Marechal Cândido Rondon/PR

Bike Oggi 7.0 - Marcus Henrique Ungaro - Monte Alto/SP

Bike Oggi 7.0 - Cooperativa Agroindustrial Copagril - Copagril/Marechal Cândido Rondon/PR

Moto BMW - Enio Dorner – Mercedes/PR

Ford Ranger - Ido Schmitt – Pato Bragado/PR

Site - Confira aqui os ganhadores do sorteio de agosto: https://www.sicredi.com.br/promocao/capitalsocialpremiado/campanha/vencedores

Sucesso - De acordo com o presidente do Conselho de Administração, Adolfo Freitag, a campanha foi um grande sucesso. “Foi mais uma grande promoção que realizamos aos nossos associados que ao integralizar capital social concorreram aos prêmios. Obrigado a todos que participaram e parabéns aos ganhadores”, disse. (Imprensa Sicredi Aliança PR/SP)

{vsig}2021/noticias/12/27/sicredi_alianca/{/vsig}

SICREDI FRONTEIRAS: Agência é inaugurada em Anchieta

Cada vez mais, o Sicredi, instituição financeira cooperativa com mais de 5 milhões de associados e atuação em 24 estados brasileiros e no Distrito Federal, está expandindo sua presença pelo território brasileiro, levando os benefícios do cooperativismo de crédito para as cinco regiões, do campo às grandes cidades. Com isso em mente, a Sicredi Fronteiras, uma das 100 cooperativas integrantes do Sistema, inaugurou, no dia 17 de dezembro, sua primeira agência em Anchieta.

Conforto - Localizada na Avenida Anchieta, nº 400, a agência possui 250 m² e oferece conforto, proximidade e interação ao público. Projetada com um design moderno, que visa oferecer aos associados um atendimento mais personalizado, a agência oferece também uma experiência ainda mais colaborativa e apresenta aspectos da marca do Sicredi, fazendo com que o espaço da agência se torne também um local de proximidade e convivência entre os associados.

Inauguração - A inauguração foi realizada presencialmente para os munícipes de Anchieta e transmitida através de live, nos canais oficiais da Sicredi Fronteiras no Facebook e Youtube, às 19h30min. Após a cerimônia de inauguração, todos os presentes foram convidados para o coquetel, realizado no Centro de Idosos do município.

Presenças - Estiveram presentes no evento, as autoridades: prefeito de Anchieta, Ivan José Canci; Presidente da Câmara de Vereadores: Claudete Terezinha Junges; Presidente da ACISA, Eduardo Scholtze; Pároco Reneu Zortea e representando a Polícia Militar, terceiro sargento, Valnei Stanga.

Cooperativa - Representando a cooperativa estiveram presentes: presidente da Sicredi Fronteiras PR/SC/SP, José César Wünsch; diretor executivo, Fábio Júnior Câmera; diretor de negócios, José Carlos Steffen; diretor de operações, Rodrigo Lazzarini; gerente regional de desenvolvimento para o estado do Paraná e Santa Catarina, Jocely Claas; coordenador regional de desenvolvimento, Jucemar Davila dos Santos; Conselheiros de administração, Arnildo Borner; Fábio Vendramin; Sérgio Sartori; Ivan Pavan; José Antônio Barichello e Vice presidente Jorge Luiz Hoppe; Conselheiros Fiscais, Nicolau Valdir Muller e Guilherme Fontana e o Gerente da Agência de Anchieta, Alex Antônio Bracht.

Pesquisa - Pesquisa da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), encomendada pelo Sicredi em 2020 mostra que o cooperativismo incrementa o Produto Interno Bruto (PIB) per capita dos municípios em 5,6%, cria 6,2% mais vagas de trabalho formal e aumenta o número de estabelecimentos comerciais em 15,7%, estimulando, portanto, o empreendedorismo local.

Rede de canais - Para estar cada vez mais à disposição de seus associados, além das agências físicas, o Sicredi oferece também uma múltipla rede de canais (mobile e internet banking, redes de autoatendimento, agentes credenciados e atendimento via WhatsApp).

Atendimento - Desde o dia 20 de dezembro, todos os munícipes de Anchieta estão podendo experimentar um atendimento simples, próximo e ativo, diretamente da nova agência, que funciona de segunda a sexta, das 9h às 15h.

Sobre o Sicredi - O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão do Sicredi valoriza a participação dos mais de 5 milhões de associados, os quais exercem papel de donos do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 24 estados* e no Distrito Federal, com mais de 2.000 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros (www.sicredi.com.br). (Imprensa Sicredi Fronteiras PR/SP)

*Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

{vsig}2021/noticias/12/27/sicredi_fronteiras/{/vsig}

FOCUS: Mercado volta a diminuir projeção para crescimento da economia em 2021

focus 27 12 2021A previsão do mercado financeiro para o crescimento da economia brasileira neste ano caiu de 4,58% na semana passada para 4,51%. A estimativa está no boletim Focus desta segunda-feira (27/12), pesquisa divulgada semanalmente pelo Banco Central (BC) com a projeção para os principais indicadores econômicos. Há quatro semanas a previsão era de um crescimento de 4,78%.

Próximos anos - Para o próximo ano, a expectativa para o Produto Interno Bruto (PIB) - a soma de todos os bens e serviços produzidos no país – também diminuiu passando de 0,50% na semana passada para 0,42%. Em 2023 e 2024, o mercado financeiro projeta expansão do PIB em 1,8% e 2%, respectivamente.

IPCA - A previsão para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerada a inflação oficial do país, também variou para baixo, de 10,04% para 10,02% neste ano. É a terceira redução depois de 35 semanas consecutivas de alta da projeção.

Estimativa - Para 2022, a estimativa de inflação ficou em 5,03%, a mesma da semana passada. Para 2023 e 2024, as previsões são de 3,38% e 3%, respectivamente.

Novembro - Em novembro, puxada principalmente pelo aumento de preços de combustíveis, a inflação foi de 0,95%, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Com isso, o indicador acumula altas de 9,26% no ano e de 10,74%, nos últimos 12 meses. A inflação acumulada em 12 meses é a maior desde novembro de 2003.

Acima da meta - A previsão para 2021 está acima da meta de inflação que deve ser perseguida pelo BC. A meta, definida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), é de 3,75% para este ano, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo. Ou seja, o limite inferior é 2,25% e o superior de 5,25%. Para 2022 e 2023, as metas são 3,5% e 3,25%, respectivamente, com o mesmo intervalo de tolerância.

Taxa de juros - Para alcançar a meta de inflação, o Banco Central usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic, definida em 9,25% ao ano pelo Comitê de Política Monetária (Copom). Para a próxima reunião do órgão, em fevereiro, o Copom já sinalizou que deve elevar a Selic em mais 1,5 ponto percentual.

Mercado - Para o mercado financeiro, a expectativa é de que a Selic seja elevada para 10,75% na primeira reunião do Copom de 2022, em linha com a sinalização do BC, e termine o ano em 11,5%. Para o fim de 2023, a estimativa é de que a taxa básica caia para 8% ao ano. Para 2024, a previsão é de Selic em 7% ao ano.

Dólar - A expectativa do mercado para a cotação do dólar é R$ 5,63 para o final deste ano. Para o fim de 2022, a previsão é de que a moeda americana também fique em R$ 5,60. Para 2023, a previsão é de que o dólar fique em R$ 5,40 e, em 2024, em R$ 5,30. (Agência Brasil)

FOTO: Banco Central do Brasil

 

ECONOMIA: Banco Central flexibiliza suspensão de instituições que descumprem Pix

economia 27 12 2021O Banco Central (BC) flexibilizou as punições para as instituições financeiras que descumprirem as normas do Pix. A medida consta da nova versão do Manual de Penalidades do Pix, publicada na sexta-feira (24/12) no Diário Oficial da União.

Hipóteses de suspensão - A principal mudança diz respeito às hipóteses de suspensão. Segundo a versão anterior do manual, de outubro de 2020, seriam suspensas as instituições financeiras que atrasassem o pagamento de multas por até 30 dias, com a penalidade passando a valer a partir do primeiro dia de atraso. Agora, a suspensão vigorará apenas para atrasos entre 15 e 30 dias após a data limite para o pagamento.

Nova versão - A nova versão do manual retirou um artigo que determinava a exclusão das instituições financeiras que reincidissem em infrações puníveis, com suspensão em até 12 meses depois da primeira ocorrência.

Juros - Em contrapartida, o BC aumentou os juros cobrados sobre multas em atraso. A versão anterior do manual estabelecia correção de multa de mora de 2% e juros de mora de 1% ao mês para multas não recolhidas no prazo. Agora, os juros de mora serão de 1% no mês do pagamento e equivalentes à taxa Selic (juros básicos da economia), contada a partir do primeiro dia do mês subsequente ao do vencimento, até o último dia do mês anterior ao do pagamento.

Acréscimo - A multa de mora terá acréscimo. A cada 30 dias de atraso, serão cobrados 2%, até atingir o limite de 20%, incidente sobre o valor atualizado da multa. (Agência Brasil)

 

INFRAESTRUTURA: Portos do Paraná investe cerca de R$ 162,6 milhões em obras e projetos apenas em 2021

infraestrutura 27 12 2021A Portos do Paraná investiu cerca de R$ 162,6 milhões, em 2021, em obras e projetos importantes e muito esperados pela comunidade portuária. Além da derrocagem, que chega a quase 75% de execução, outras obras do planejamento tiveram foco em infraestrutura marítima, terrestre e de acesso.

Avanço - “Avançamos com segurança e celeridade no derrocamento de 12% dos pontos mais altos da Pedra da Palangana. Demos início à obra em setembro e vamos concluir logo no início de 2022”, afirma o diretor-presidente da Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia. O investimento é de quase R$ 26 milhões com recursos próprios da empresa pública.

Segurança e competitividade - Para manter a segurança da navegação e a competitividade no cenário logístico e portuário, a derrocagem não é a única obra em andamento nesse importante pilar da gestão portuária do Estado.

Outras - Entre as obras de infraestrutura marítima também se destacam a continuidade da dragagem de manutenção – na qual foram investidos R$ 32,13 milhões em 2021 – e a dragagem dos dolfins, estrutura de amarraçãodo berço 219 utilizada para os navios de cargas rolantes – Ro-Ro/PCC (R$ 28,2 milhões, 45% concluída).

Cais - No cais, as obras de drenagem, um investimento total de R$ 17,4 milhões, foi realizada em cinco lotes. Os trabalhos incluíram a adequação e recuperação do sistema de drenagem pluvial com uso de mecanismos de retenção de matéria orgânica, minimizando a carga orgânica despejada nas galerias do Porto de Paranaguá.

Faixa primária - Também na faixa primária, sete novos banheiros foram construídos e estão em fase de finalização para atender os quase 2 mil trabalhadores que acessam o cais todos os dias. Um investimento de cerca de R$ 1,87 milhão.

Novos trapiches - “Avançamos também na reforma e construção de novos trapiches”, destaca Garcia. As obras de construção começaram em duas estruturas da Ilha dos Valadares, em Paranaguá (uma no mar de fora e outra próxima à passarela), e outros dois em Antonina (na Ponta da Pita e no Portinho), além do trapiche do Rocio, que já está em reforma. O valor desse contrato é de R$ 17,17 milhões”.

Demolição - “Começamos a demolição do silinho vertical. Uma área nobre de mais de 2 mil metros quadrados que dará espaço para ampliação da capacidade operacional do porto”, destaca o diretor de Engenharia e Manutenção, André Cassanti Neto. O investimento na obra é de R$ 3,47 milhões.

Finalizados - Os trabalhos já finalizados incluem melhorias na sinalização náutica dos acessos marítimos (R$ 2,8 milhões) e obras de recuperação e proteção da estrutura do Píer Público de Inflamáveis do Porto de Paranaguá, com investimento R$ 28,25 milhões, que estão 40% concluídas.

Outras ações - Além das obras, a Portos do Paraná desenvolveu, em 2021, projetos imprescindíveis. “O projeto executivo para restauração da Avenida Ayrton Senna, entre entroncamento da BR-277 e o porto, está quase 90% pronto, com um investimento de R$ 1,67 milhão”, destaca o diretor de Engenharia.

Correx - O projeto básico da remodelação do Corredor de Exportação (Correx), para um novo e mais moderno sistema interligado, também avançou (R$ 3,7 milhões em investimento). “Foram muitas as realizações de engenharia e manutenção em 2021. Porém, fechamos o ano com a expectativa de mais avanços e conquistas importantes para 2022”, afirma Garcia.

Expectativa - Entre as obras mais esperadas para os próximos anos está o Cais Leste, o Moegão, cuja contratação está prevista logo para o início de 2022. Este será um investimento público na ordem de R$ 500 milhões, na construção de uma moega exclusiva para o modal ferroviário. A ideia é atender, em um único ponto, por conexões aéreas (correias transportadoras), todos os 11 terminais que operam à Leste no Corredor de Exportação.

Outros empreendimentos - Além deste, estão previstos outros empreendimentos da Portos do Paraná como a demolição dos armazéns AZ10, 12,12A ,13 e 13A; a contratação trapiches das comunidades de Piaçaguera, Vila Maciel, Amparo, Eufrasina, Europinha e Teixeira; a execução do dolfin do Píer de Inflamáveis; além do estudo de viabilidade técnica de elevação dos dutos de inflamáveis; entre outras benfeitorias.

Empregos - “Não podemos esquecer que expectativa de novas obras e investimentos é expectativa de geração de mais empregos e oportunidades para toda a comunidade do Litoral”, conclui Garcia. (Agência de Notícias do Paraná)

FOTO: Claudio Neves / Portos do Paraná

 

SAÚDE: Sesa confirma mais 99 novos casos e nenhum óbito pela Covid-19

saude II 27 12 2021A Secretaria de Estado da Saúde divulgou neste domingo (26/12) mais 99 casos confirmados e nenhuma morte — referentes aos meses ou semanas anteriores e não representam a notificação das últimas 24 horas — em decorrência da infecção causada pelo novo coronavírus. Há ajustes ao final do texto.

Soma - Os dados acumulados do monitoramento da Covid-19 mostram que o Paraná soma 1.588.734 casos confirmados e 40.653 mortos pela doença.

Meses - Os casos confirmados divulgados nesta data são de dezembro (98) e maio (1) de 2021.

Internados - 56 pacientes com diagnóstico confirmado de Covid-19 estão internados em leitos SUS (23 em UTI e 33 em leitos clínicos/enfermaria) e nenhum em leitos da rede particular (UTI ou leitos clínicos/enfermaria).

Exames - Há outros 358 pacientes internados, 165 em leitos UTI e 193 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos da rede pública e particular e são considerados casos suspeitos de infecção pelo Sars-CoV-2.

Óbitos - Não há novos óbitos registrados no sistema Estadual Notifica Covid-19 nesta data.

Fora do Paraná - O monitoramento da Sesa registra 6.341 casos de residentes de fora do Estado, 224 pessoas foram a óbito.

Confira o informe completo clicando aqui.

Ajustes - Relatório de Exclusões: 7 casos foram excluídos.

Um caso confirmado (M,68) no dia 23/12/2020 em Londrina foi excluído por erro de notificação.

Um caso confirmado (F,20) no dia 11/07/2020 em Curitiba foi excluído por erro de notificação.

Um caso confirmado (M,47) no dia 02/06/2021 em Curitiba foi excluído por erro de notificação.

Um caso confirmado (F,47) no dia 02/06/2021 em Curitiba foi excluído por erro de notificação.

Um caso confirmado (M,35) no dia 09/04/2021 em Arapongas foi excluído por erro de notificação.

Um caso confirmado (M,26) no dia 12/07/2021 em Ponta Grossa foi excluído por erro de notificação.

Um caso confirmado (M,32) no dia 22/08/2021 em Campo Magro foi excluído por erro de notificação.

Correções - Relatório de Correções de Municípios: Nenhuma correção de município foi feita até o momento da publicação deste relatório. (Agência de Notícias do Paraná)

 


Versão para impressão


RODAPE