Imprimir
cabecalho informe

Informe Paraná Cooperativo - edição nº 5253 | 04 de Fevereiro de 2022

SHOW RURAL COOPAVEL I: Casa Paraná Cooperativo terá mostra sobre as cadeias produtivas, palestras e reunião da diretoria da Ocepar

1show rural coopavel I 04 02 2022Neste ano, a Casa Paraná Cooperativo, localizada próxima o centro administrativo do Show Rural Coopavel, em Cascavel, já está pronta para receber as diversas delegações de lideranças cooperativistas paranaenses para mais um grande evento do agronegócio brasileiro. Numa parceria entre a Coopavel e os Sistemas Ocepar e OCB a Casa Paraná Cooperativo ficará à disposição de todos os visitantes durante os cinco dias de evento, de 07 a 11 de fevereiro com muitas novidades, entre elas uma mostra da força do cooperativismo paranaense nas mais diversas cadeias produtivas e quanto elas representam para a geração de renda e empregos.

RenovaPR - A partir das 7h30 da próxima segunda-feira (07/02), acontecem nos dois auditórios da Casa Paraná Cooperativo, palestra diárias de boas-vindas sobre o cooperativismo paranaense e apresentação sobre o Programa Paraná Energia Rural Renovável (RenovaPR) que apoia a geração distribuída de energia elétrica a partir de fontes renováveis, em especial biomassa e solar, em unidades produtivas rurais paranaenses. Além da apresentação, os cooperativistas presentes ao evento poderão acompanhar na prática o funcionamento de equipamentos que geram energias renováveis junto ao espaço do Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná, o IDR-PR sob a responsabilidade técnica do engenheiro agrônomo, Herlon Goelzer de Almeida.

Sanidade –Na terça-feira (08/02), ela manhã, um dos temas que serão abordados na Casa Paraná Cooperativo será sobre sanidade animal, com a realização de reunião do Comitê Estadual de Sanidade Avícola - Coesa-PR e do Comitê Estadual de Sanidade de Suínos – Coesui-PR. Também está programado um evento em parceria com a Embrapa Aves e Suínos neste mesmo dia e horário.

Trigo –Na parte da tarde do dia 08/02, acontece a primeira reunião do Sindicato das Indústrias de Trigo, Sinditrigo, em parceria com a Coopavel, quando será lançado o guia sobre qualidade da farinha no Brasil. Em paralelo, acontecerão reuniões da diretoria do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul – BRDE e da diretoria da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos – Abimaq, Câmara Setorial.

Mulheres do Agro –Na quarta-feira (09/02), às 13h30, acontece na Casa Paraná Cooperativo a solenidade premiação do Troféu Agro Woman, promovido pela revista Agrícola. O objetivo é reconhecer a importância das mulheres do agro e reforçar que a atuação delas são cada vez maior e mais eficiente.

Diretoria – Na quinta-feira, dia 10/02 na parte da tarde, acontece a primeira reunião ordinária da Diretoria da Ocepar na Casa Paraná Cooperativo, com a presença do presidente da entidade, José Roberto Ricken. Neste ano, devido a todos os protocolos em relação a Covid-19, a reunião deste ano será hibrida, ou seja, com alguns diretores de forma presencial e outros com participação virtual.

Autoridades –Durante os cinco dias de evento a Casa Paraná Cooperativo deverá receber também as presenças da ministra da Agricultura e do Abastecimento, Tereza Cristina, do governador do Paraná, Ratinho Júnior, dos secretários, Norberto Ortigara, da Agricultura e Valdemar Jorge Bernardo, do Planejamento e demais autoridades que virão para este evento que abre o calendário do agronegócio brasileiro.

SHOW RURAL COOPAVEL II: Máquinas de última geração serão atração durante o 34º SRC

show rural coopavel II 04 02 2022Tratores, colheitadeiras, plantadeiras, pulverizadores e implementos com o melhor da tecnologia para ajudar o produtor rural a produzir mais e melhor estão entre as atrações do Show Rural Coopavel. O evento vai ser realizado de segunda a sexta-feira, 7 a 11 de fevereiro, em Cascavel, no Oeste do Paraná.Algumas das máquinas em exposição ultrapassam a cifra dos R$ 2 milhões. “Tudo depende da configuração e dos produtos de tecnologia agregados”, informa o gerente geral da M.A. Máquinas, em Cascavel, Luis Fernando Sinegalia. “No nosso estande, vamos apresentar para o produtor o que ele não espera encontrar, ou seja: além de máquinas, vamos mostrar que também somos fornecedores de conhecimento, tecnologia e serviços”.

Plantadeira - O Show Rural será o primeiro evento presencial do agro no País a mostrar a Uniport Planter 500, que impressiona pelo tamanho e design. A plantadeira automotriz é híbrida – elétrica e a diesel – e tem configuração para 49 ou 61 linhas. O modelo conta com soluções diferenciadas para prover excelência em plantabilidade, alta disponibilidade de plantio, fluxo de palha mais eficiente e maior otimização do plantio com o uso de ferramentas de agricultura de precisão.

Inovação - “Estamos falando de uma máquina extremamente robusta, com alto grau de inovação e tecnologia, ao mesmo tempo que tem funcionalidades e manutenção muito simples. Ela foi especialmente desenvolvida para oferecer um grande rendimento operacional e energético, aproveitando ao máximo a janela de plantio disponível”, explica o gerente de negócios de plantio da Jacto, Mauro César Menão. Utilizando sistema pneumático a vácuo e dosadores Precision Planting, a Uniport Planter 500 é focada para atender culturas de soja, milho, algodão, entre outras

Estabilização de barras - Redução na deriva de defensivos, uniformidade e precisão da altura das barras e menos desgaste físico do operador. Esses são alguns dos benefícios gerados pelo Sistema de Estabilização de Barras da KS. Além de evitar o "efeito chicote", a tecnologia desenvolvida pela indústria paranaense colabora para uma aplicação sem falhas, evitando manchas de ervas daninhas. Essa será uma das novidades que a empresa apresentará em Cascavel. Por abrir o calendário dos grandes eventos de difusão de conhecimentos para o campo do Brasil, o Show Rural Coopavel recebe as maiores empresas do segmento. Além de apresentar o melhor de suas linhas, muitas fazem durante a semana do evento lançamentos aos produtores rurais. Para aqueles que querem fechar negócio, há bancos próprios e parceiros que liberam recursos com taxas e condições diferenciadas.

Atrações -A 34ª edição reserva inúmeras atrações aos visitantes. Entre elas estão um hub de inovação para o agronegócio, um centro de tecnologia para a avicultura, um novo pavilhão para a agroindústria familiar e diversas atividades no Show Rural Digital, que trará à mostra algumas das protagonistas das inovações digitais que tantas transformações trazem às empresas, ao agronegócio e às pessoas.

Orientações sanitárias - O acesso ao parque é gratuito, bem como para utilizar qualquer das 12 mil vagas do estacionamento. O presidente da Coopavel, Dilvo Grolli, informa que o Show Rural vai seguir todas as orientações sanitárias determinadas pelas autoridades e órgãos de saúde. Ao entrar no parque, o visitante terá a temperatura corporal aferida e ele será orientado a manter a máscara durante todo o tempo que estiver na área. Álcool em gel vai ser distribuído em vários pontos e os bebedouros foram adaptados para acionamento com o pé em vez das mãos. (Imprensa Coopavel)

SHOW RURAL COOPAVEL III: Big techs vão apresentar melhor da inovação no Show Rural Coopavel

show rural coopavel III 04 02 2022Algumas das maiores empresas de inovação do mundo, protagonistas da mais intensa revolução tecnológica da história, vão participar de segunda a sexta-feira, 7 a 11 de fevereiro, do Show Rural Coopavel, em Cascavel, no Oeste do Paraná. Elas vão apresentar o melhor do portfólio de soluções ao universo corporativo e do agronegócio em um ambiente de 8,7 mil metros quadrados. “As big techs participam de um evento que é sinônimo de inovação e empreendedorismo. Em um mesmo ambiente, a poucos passos umas das outras, estão empresas responsáveis por mudanças fantásticas que ocorrem principalmente de 30 anos para cá. Vale muito conferir e ter contato com novidades que seguirão moldando a atualidade das pessoas e das empresas”, diz o coordenador geral do Show Rural Digital, José Rodrigues da Costa Neto.

Gigantes - Além de importantes empresas nacionais, como PTI, Itaipu e Biopark, os visitantes terão contato com a norte-americana AWS, maior empresa do mundo ligada à Amazon, que, entre outras coisas, é uma plataforma de computação de serviços em nuvem. E também com a Dell, empresa de hardware, e a Oracle, um sistema gerenciador de banco de dados. Outras três gigantes da TI dos Estados Unidos terão estandes no Show Rural Digital: IBM, que fabrica e comercializa hardware e software, além de serviços de infraestrutura e hospedagem; HPE (Hewlett Packard Enterprise), organização que oferece soluções para transformação para nuvem híbrida, mobilidade, inteligência artificial, blockchain, e Intel, fabricante de chips semicondutores.

Ásia - Gigantes da tecnologia da Ásia vão mostrar aos visitantes o melhor em programas antivírus, drones, segurança de dados em nuvem e tecnologia 5G. A empresa russa presente será a Kaspersky, focada na proteção de dados. Da China vêm a maior fabricante de drones, DJI Global, a Hikvision, maior fornecedora mundial de produtos e soluções inovadores de segurança por vídeo, a Sophos, que atua com segurança de dados em nuvem, e a Huawei, líder global de tecnologia de soluções de informação da indústria e das comunicações. (Imprensa Coopavel)

COCAMAR: Autoridades prestigiam AGO da Cocamar

1cocamar 04 02 2022No exercício 2021 a Cocamar Cooperativa Agroindustrial apresentou um faturamento de R$ 9,629 bilhões, registrando uma expansão de 37% sobre os R$ 7,049 bilhões de 2020. A prestação de contas do último ano foi um dos itens analisados pelos 300 produtores cooperados que participaram da 63ª Assembleia Geral Ordinária (AGO), promovida presencialmente na manhã de quinta-feira (3/2) no espaço de eventos Lebloc em Maringá, tomando-se uma série de cuidados para a prevenção da Covid-19, como a exigência de apresentação do chamado passaporte de vacinação (em atendimento a um decreto municipal), distanciamento entre as cadeiras, uso de máscaras e disponibilização de álcool 70 em pontos estratégicos. O evento foi, também, transmitido ao vivo por meio do canal da cooperativa no Youtube.

Presenças - O governador do estado, Ratinho Júnior, chegou na etapa final da AGO, acompanhado por várias outras autoridades, entre elas o secretário estadual de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, o deputado federal Ricardo Barros, os deputados estaduais Soldado Adriano José e Alexandre Cury, e o prefeito Ulisses Maia. Prestigiaram também a realização, desde o seu início, o presidente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken, o presidente da Sicredi União PR/SP, Wellington Ferreira, o presidente da Unicampo, André Carlos Garcia Vilhegas, e o vice-prefeito Edson Scabora.  

Planejamento - Ao fazer a leitura do relatório de gestão, o presidente-executivo, Divanir Higino, citou que “como o crescimento da Cocamar nesses últimos dois anos foi muito além das expectativas, a cooperativa se viu na necessidade de promover uma alteração em seu planejamento estratégico do ciclo 2020/2025, ajustando em 50% o montante a ser alcançado em 2025, de R$ 11,3 bilhões para R$ 15 bilhões”.

Novos Conselhos - A AGO teve vários outros assuntos na ordem do dia, como destinação das sobras e eleição dos novos integrantes dos Conselhos de Administração e Fiscal.

Nomes I - O novo Conselho de Administração, para o período 2022/25, passou a ser composto por Luiz Lourenço (representante do município de Maringá), Adauto Lazarin (Altônia), Afonso Akioshi Shiozaki (Maringá), Anderson Rufato (Maringá), Antonio César Pacheco Formighiei (Umuarama), Cleber Veroneze Filho (Maringá), Fred Frand Frandsen (Palmital-SP), Johny Nakashima (São Sebastião da Amoreira), José Rogério Volpato (Ourizona), Luiz Antônio dos Reis (Bela Vista do Paraíso), Luiz Henrique Pedroni (Cianorte), Luiz Pio Lonardoni (Rolândia), Paulo Vinícius Tamborlin (Atalaia), Sérgio Luis Viúdes (Cambé) e Valdomiro Peres Júnior (Terra Boa).

Nomes II - Já o novo Conselho Fiscal, para o exercício 2022, é formado por Guilherme Martins Gomes dos Santos (Assaí), Eiderval Vinícius Piazentin Pinto (Primeiro de Maio), Marilza Beraldi Vendramin (Paranavaí), Paulo Eduardo Ricci Siqueira (Floresta), Renan Barbosa Facina (Jussara) e Ricardo Cypriano (Japurá).

O trabalho da diretoria - Ao pronunciar-se, Luiz Lourenço destacou o crescimento da Cocamar mesmo em um ano de grandes adversidades climáticas, ressaltando o trabalho realizado pela diretoria executiva formada pelo presidente Divanir Higino e o vice-presidente José Cícero Aderaldo.

Reconhecimento - Lourenço entregou um reconhecimento a ambos, pelas conquistas em 2021, fazendo o mesmo em relação aos integrantes do Conselho de Administração, além de homenagear os cooperados Sebastião Pittarelli, Norberto Tormena, José Oscar Dante, Gérson Bórtoli e Francisco Razente, que deixaram suas cadeiras no Conselho, conforme renovação prevista na legislação.

Representatividade - O presidente do Conselho de Administração disse ainda que a representatividade dos municípios que sediam unidades da cooperativa é expressiva. “Cada qual tem de 1 a 3 representantes no Conselho Consultivo, que nos ajudam a pensar a gestão e nos tornam ainda mais próximos dos cooperados”, frisou.

Apoio assistencial - Por outro lado, como as sobras do exercício - no montante de R$ 77,542 milhões - já haviam sido antecipadas em dezembro, restando um residual de R$ 270 mil, Lourenço sugeriu e foi aprovado que esse valor seja destinado ao Instituto Cocamar para apoiar instituições voltadas ao tratamento de câncer ou que assistem familiares de pacientes acometidos dessa enfermidade. 

Formatando - Lourenço comentou ainda que um projeto liderado pela Cocamar começa a ser formatado, com a participação de outras cooperativas da cidade, para uma atuação ainda mais incisiva de apoio à população carente, em atendimento ao princípio sétimo do cooperativismo, que é a preocupação com a comunidade.

Exemplo - Após a conclusão da parte formal da AGO, algumas lideranças foram convidadas a pronunciarem-se, começando pelo presidente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken, que ressaltou o exemplo de organização e segurança do evento. Ricken agradeceu a Luiz Lourenço por sua atuação como secretário geral da Ocepar, dizendo ainda ter “total sintonia” com a diretoria executiva da Cocamar.

O setor - Ricken informou que os números do cooperativismo paranaense em 2021 acabam de ser fechados, atingindo um montante superior a R$ 152 milhões, com um crescimento de 32% sobre 2020.

Apoio aos produtores - A respeito das medidas de apoio aos produtores que estão sofrendo perdas com os severos problemas climáticos, causados pelo fenômeno La Niña, o presidente do Sistema Ocepar disse que terá reunião na quinta-feira da próxima semana no Show Rural, em Cascavel, com a ministra Tereza Cristina.

Reivindicações -Entre os principais pleitos estão uma maior rapidez nas vistorias e liberações, de forma a possibilitar que o plantio de milho de inverno seja feito dentro do prazo ideal; a garantia de seguro; a prorrogação de contratos, como os de financiamentos; e o ressarcimento às cooperativas que fizeram a suplementação de recursos aos produtores, para que possam apoiá-los novamente.

À disposição - Líder do governo na Câmara, o deputado Ricardo Barros falou de seu orgulho de ter o avô Odwaldo Bueno Netto como cooperado número 1 da Cocamar, colocando-se à disposição para ajudar o setor a enfrentar seus desafios.

Respeito à Cocamar - Em sua participação, o governador Ratinho Júnior disse que, estando em Maringá, não poderia deixar de prestigiar a Assembleia da Cocamar, “é um gesto respeitoso pela importância da cooperativa no agronegócio do Paraná”. E afirmou: “estamos construindo no Paraná um ambiente favorável para o agronegócio crescer e se desenvolver. Nossa vocação é produzir alimento para o planeta, somos a fazenda do mundo. Por isso temos que ser muito eficientes, sem gargalos logísticos. Cooperativas como a Cocamar são extremamente importantes dentro desse projeto de expansão do agronegócio paranaense”.

Duplicação - Mais cedo, ele assinou a ordem de serviço para duplicação de um trecho de quase 22 quilômetros da PR-317, entre Iguaraçu e Maringá. Na região, o governo do estado também executa obras de duplicação e aumento de capacidade da PR-323.

Concessão - Ratinho Junior ressaltou que esses projetos de unem ao maior programa de concessões do país, que vai levar a leilão ainda neste ano 3,3 mil quilômetros de estradas em todo o estado. “Ao contrário dos antigos contratos de pedágio, construímos junto com o governo federal e com ampla discussão com a sociedade, um programa de concessão que não é abusivo, é transparente e prevê R$ 44 bilhões em obras”, disse.

Moegão - Outros modais logísticos também passam por modernizações. Ele citou a ampliação do Cais Leste do Porto de Paranaguá, conhecido como Moegão, que vai aumentar a capacidade de carga e descarga de grãos no terminal, e o projeto da Nova Ferroeste, estrada de ferro ligando Maracaju (MS) ao porto, que também deve ir a leilão em 2022.

Sanidade - Além da infraestrutura, o Paraná também avança na área de sanidade animal. Em 2021, o Estado foi reconhecido pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) como área livre de febre aftosa sem vacinação.

Selo - “Resultado de uma luta de mais de 50 anos, esse selo de qualidade abre para o Paraná o acesso a países que não compravam carne do Brasil”, explicou. “Passamos a acessar um mercado de milhões de dólares para vender o peixe, frango, porco e boi que são produzidos no Paraná”. (Imprensa Cocamar)

VISITA: Sindiavipar e Ocepar discutem medidas de apoio ao setor avícola do Paraná

visita 04 02 2022O presidente do Sindiavipar (Sindicato das Indústrias de Produtos Avícolas do Estado do Paraná), Irineo da Costa Rodrigues, visitou, na tarde de quinta-feira (03/02), a sede do Sistema Ocepar, em Curitiba. O dirigente, que também preside a Lar Cooperativa Agroindustrial, estava acompanhado do diretor-executivo do Sindicato, Inácio Afonso Kroetz. Ambos foram recebidos pelos superintendentes da Ocepar (Organização das Cooperativas do Estado do Paraná) e da Fecoopar (Federação das Cooperativas do Paraná), respectivamente, Robson Mafioletti e Nelson Costa. Na pauta da reunião, um conjunto de sugestões e medidas de apoio ao setor avícola paranaense.

Documento - Rodrigues apresentou documento em que o Sindiavipar lista os problemas que estão prejudicando a avicultura do estado, com sugestões para mitigar os danos, provocados por fatores climáticos, aumento de custos de combustível e energia, frete, tributação, entre outros. “A situação está crítica e a avicultura, assim como outros setores da proteína animal, não conseguem mais suportar a atividade e pede apoio aos órgãos do Governo Estadual e Federal”, afirma o documento da entidade. O Sindicato elencou uma série de medidas que considera “prioritárias”.

Ações prioritárias - O Sindiavipar considera importante o impulso aos projetos de adequação das ferrovias existentes, bem como da expansão da malha, em especial o projeto da Ferroeste a Maracaju (MS), considerado estratégico para ampliar a competitividade do setor produtivo. Também pede a desoneração e não penalização da importação de grãos procedentes do Centro-Oeste, a prorrogação por mais dois anos da vigência da Tarifa Rural Noturna, a criação de um programa de incentivo à produção e reservas de água (cisternas), continuidade do Programa de Recuperação das Estradas Rurais, e o incentivo ao cultivo de cereais de inverno, para diminuir a dependência e ampliar o plantio de milho, em épocas e áreas tecnicamente recomendadas.

Apoio - Segundo o superintendente da Ocepar, a visita dos representantes do Sindiavipar foi importante e o setor cooperativista está alinhado com os pleitos do segmento pecuário, com um intercâmbio contínuo também com o Sindicarnes e o Sindileite. “Apoiamos as iniciativas do setor de carnes e leites e esperamos que as medidas avancem e sejam implementadas, pois são do interesse das cooperativas do Paraná, que têm forte atuação na avicultura”, disse Robson Mafioletti.

GETEC: Confira o último boletim semanal da Coordenação de Relações Parlamentares do Sistema Ocepar

getec coordenacao parlamentar 04 02 2022A Coordenação de Relações Parlamentares do Sistema Ocepar, vinculada à Gerência de Desenvolvimento Técnico (Getec) e sob a responsabilidade da advogada Daniely Andressa da Silva, publicou, nesta sexta-feira (04/02), o Informe Semanal referente ao período de 31 de janeiro a 04 de fevereiro. O setor foi criado neste ano com o propósito de fazer o acompanhamento das matérias de interesse do cooperativismo em discussão tanto no Congresso Nacional como na Assembleia Legislativa do Paraná, das leis publicadas no âmbito do executivo (federal, estadual e municipal), além de outros temas vinculados às áreas de atuação das cooperativas do Paraná. Confira os destaques do boletim desta semana.

Início do ano legislativo 2022 -

Com o fim do recesso parlamentar, em 02 de fevereiro, o Congresso Nacional iniciou as atividades do ano legislativo de 2022. Em sessão solene, que contou com a participação do Presidente da República e do Presidente do STF, os Presidentes da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, e do Senado Federal, Rodrigo Pacheco, destacaram que apesar da agenda eleitoral, a pauta de discussões do Poder Legislativo deve incluir reformas estruturantes, a exemplo das reformas tributária e administrativa. Na mesma linha, o líder de governo e membro da bancada federal do Paraná, Deputado Federal Ricardo Barros, destacou o foco na aprovação de propostas nas áreas de infraestrutura e agronegócio, mencionando projetos sobre temas que constam nas prioridades de acompanhamento da Ocepar e OCB, tais como licenciamento ambiental, regularização fundiária e defensivos agrícolas. Ainda, na ocasião, o Presidente da República fez um balanço da atual gestão e, ao citar as prioridades para 2022, destacou a importância da votação do marco legal das garantias e da reforma tributária, além da participação do Brasil em uma das vagas rotativas do Conselho de Segurança da ONU e as negociações para sua adesão à OCDE. No mesmo dia a ALEP também retomou suas atividades em sessão solene que contou com a participação do Governador do Estado e do Presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná. Na oportunidade foram apresentadas as ações do governo estadual em 2021 e dados da economia paranaense. Para 2022, o Governador ressaltou, dentre outros, a importância dos debates sobre os novos contratos de pedágio e o projeto da Nova Ferroeste.

PL 2.814/2021 – Taxação do milho -

Após grande repercussão envolvendo o projeto de lei n. 2.814/2021, que cria imposto de 15% sobre as exportações de milho até 31 de dezembro de 2022, a Deputada Federal Soraya Manato (PSL-ES), autora da proposta, formalizou requerimento para retirada de pauta do projeto e seu arquivamento. Apesar do objetivo de assegurar o abastecimento interno de milho, o texto gera severos impactos para o setor produtivo, que já enfrenta o aumento de custos de insumos e as perdas com a estiagem. Diante da formalização do requerimento, a proposta deve ser arquivada. Este PL consta dos temas prioritários de acompanhamento pela Ocepar, em conjunto com a OCB.

JOVENS: Entidade realiza pesquisa sobre a juventude paranaense

jovens 04 02 2022A primeira fase da pesquisa Juventudes e a Pandemia do Coronavírus no Paraná foi finalizada, com resultados preliminares apresentados durante live, na segunda-feira (31/01), acompanhada por cerca de 1.500 jovens em várias regiões do Paraná. O estudo e o evento online, que contou com a presença do presidente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken, foi promovido pela SIEP (Sociedade de Integração dos Estudantes), em parceria com o Conjuve (Conselho Nacional da Juventude), Cejuv (Conselho Estadual da Juventude) e CIEE PR (Centro de Integração Empresa-Escola do Paraná). Foram entrevistados 3 mil jovens no Paraná, coletando a opinião deles sobre questões de saúde, trabalho e renda, educação e vida pública.

Realidade - De acordo com o Marcos Costa, presidente da SIEP e Cejuv-PR, a pesquisa tem por objetivo conhecer melhor a realidade da juventude paranaense. Em todas as etapas, são previstas 20 mil respostas válidas de jovens com idade entre 15 a 29 anos. “As informações trarão subsídios importantes para a formatação da política pública estadual da juventude e o direcionamento de ações de instituições que trabalham com e para os jovens do nosso estado”, afirmou.

Ansiedade - Nesta primeira etapa da pesquisa, segundo Costa, algumas questões chamaram a atenção dos organizadores. “Nas questões de saúde, 63% dos entrevistados relataram sentir ansiedade, 38% dizem ter insônia e 52,6% afirmam ter dificuldades de concentração. Quanto à renda, mais de 40% declararam ser totalmente dependentes economicamente, e apenas 8,7% dos jovens participantes da pesquisa afirmam ser independentes economicamente”, explica. “No quesito vida pública, somente 10,8% demonstram estar muito otimistas, com 46,8% declarando-se “neutros”, completa.

Metodologia - A metodologia da coleta se realiza por meio de um formulário, com respostas colhidas digitalmente, utilizando tecnologia da empresa Google. O questionário produzido é semelhante ao que foi aplicado na pesquisa nacional, com algumas variações focadas na realidade do Paraná. O questionário conta com 24 seções, que variam de acordo com as respostas do jovem. São mais de 70 perguntas que variam desde informações pessoais e de contato, passando por educação, moradia, saúde e bem-estar, ENEM, trabalho e renda, auxílio emergencial, vida pública, segundo idioma, aprendizagem entre outros assuntos. A metodologia da pesquisa aplicada em todo Brasil foi desenvolvida pelo Conselho Nacional da Juventude junto com a UNESCO, Fundação Roberto Marinho e outras instituições de grande renome a nível nacional e servirá como parâmetro base para a execução da pesquisa aqui no Paraná.

Pós-coleta - Após a coleta dos dados especialistas em pesquisas compilarão e trabalharão os dados produzindo um relatório completo e amplo. Assim será enviado subsídio aos governos municipais, estadual e instituições públicas e privadas para trabalharem mais assertivamente com a juventude paranaense.

LGPD -A coordenação da Pesquisa Juventudes e a Pandemia de Coronavírus no Paraná está atenta a nova LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados), Lei Federal No 13.709, de 14 de agosto de 2018 que já está em vigor, que dispõe sobre o tratamento de dados pessoais, inclusive nos meios digitais, por pessoa natural ou por pessoa jurídica de direito público ou privado, com o objetivo de proteger os direitos fundamentais de liberdade e de privacidade e o livre desenvolvimento da personalidade da pessoa natural. Para garantir o bom uso dos dados coletados por parte da SIEP, Cejuv-PR e demais parceiros desta pesquisa, a equipe jurídica da instituição preparou um termo de uso amplo e bem fundamentado que permitiu às organizações parceiras a contatarem os jovens com base em suas finalidades institucionais específicas, buscando sempre o desenvolvimento da juventude do estado, e da qualidade de vida da sociedade paranaense em geral. (Com Informações da Assessoria de Imprensa do SIEP)

EDUCAÇÃO: Sescoop/PR: curso de gestão integrada de agronegócio na PUCPR

educacao 04 02 2022O Sescoop/PR (Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo) oferece oportunidade de qualificação para funcionários e associados de cooperativas agropecuárias do Paraná. Trata-se do Curso de Bacharelado em Gestão Integrada de Agronegócios, da Pontifícia Universidade Católica do Paraná – PUCPR, na modalidade EAD (ensino a distância), com três anos de duração. O Sescoop/PR vai apoiar os primeiros 100 colocados no processo seletivo (vestibular), com suporte de 65% do valor da mensalidade. O apoio vale somente para funcionários e cooperados de cooperativas agropecuárias paranaenses. O vestibular deve ser agendado, integralmente online e poderá ser realizado de acordo com a preferência do candidato até o dia 24 de fevereiro de 2022. Não haverá taxa de inscrição para o vestibular e a prova será composta por 20 questões e uma redação, e o candidato terá até 2 horas para a realização do teste. O Resultado será disponibilizado no Portal do Candidato a partir de 4 de março. O prazo para as matrículas será dos dias 10 a 18 de março. Mais informações: pucpr.app/gia-cooperativas

TECNOLOGIA: Agrária e FAPA preparam Dia de Campo de Verão 2022

tecnologia 04 02 2022Nos dias 16 e 17 de fevereiro a Cooperativa Agrária e a FAPA realizam mais uma edição do seu Dia de Campo de Verão. O evento apresenta a cooperados, produtores rurais da região e estudantes da área de ciências agrícolas os resultados das pesquisas mais recentes realizadas pela a equipe da fundação com foco nos cultivos de verão. Em 2022, o evento conta com o patrocínio ouro da Oro Agri, patrocínio prata da FMC, Ihara e Pioneer e patrocínio bronze da Gigamix.

Palestras - Para a abertura do evento, no dia 16, às 9 horas, o Centro de Eventos Agrária recebe a palestra Perspectivas para o Agronegócio, com o apresentador do Canal Rural e analista financeiro, Miguel Daoud. No dia 17 acontecem as palestras Mercado de Grãos e Cenário Econômico, com o engenheiro agrônomo e fundador do CESB (Comitê Estratégico Soja Brasil), Leonardo Sologuren, e Cenário e perspectivas Climatológicas, com Ronaldo Coutinho, engenheiro agrônomo do Climaterra.

Temas - Durante os dois dias acontecerão palestras simultâneas com os pesquisadores da FAPA, nos períodos da manhã e da tarde. Haverá seis estações diferentes que tratarão de temas ligados aos cultivos de milho, soja, feijão, batata e tomate, além de falar sobre plantabilidade e plantio direto, manejo fitotécnico e fitossanitário. O evento contará ainda com estandes onde empresas ligadas ao agronegócio poderão expor seus produtos e serviços. A realização do Dia de Campo de Verão acontecerá respeitando todas as determinações sanitárias vigentes de combate à pandemia da Covid-19. A programação completa está no site diadecampodeverao.com.br. (Imprensa Agrária)

Serviço -

Dia de Campo de Verão 2022

Local: Centro de Eventos Agrária, PR-540, km 9, Colônia Vitória, distrito de Entre Rios, Guarapuava-Pr.

Data: dias 16 e 17 de fevereiro

Horário: das 8h às 18 horas

Entrada gratuita

SICREDI VALE DO PIQUIRI: Cooperativa apresenta resultados de 2021 em assembleias digitais

sicredi vale do piquiri 04 02 2022De 7 a 15 de fevereiro, a Sicredi Vale do Piquiri Abcd PR/SP realiza as assembleias digitais para apresentação dos resultados obtidos ao longo de 2021, assim como a prestação de contas e a discussão sobre o planejamento de ações previstas para 2022. Este movimento acontece porque, diferentemente das instituições financeiras tradicionais, no Sicredi os associados são donos do negócio, e as assembleias permitem que eles se envolvam no cotidiano da cooperativa, votem e decidam sobre os rumos do negócio. “Acreditamos que, no Sicredi, o dinheiro rende um mundo melhor, e a participação dos associados é essencial para o fortalecimento da cooperativa. Quando decidimos e fazemos juntos, é possível alcançar objetivos que beneficiem a sociedade como um todo”, explica o presidente da Sicredi Vale do Piquiri Abcd PR/SP, Jaime Basso.
Transparência - As assembleias reforçam a gestão participativa e a transparência do Sicredi junto aos associados. De acordo com o presidente, mesmo virtualmente, o associado não deixa de ser protagonista e de construir o futuro da cooperativa. “É claro que sentimos falta de estar frente a frente com os associados como estávamos acostumados, mas este novo formato nos possibilita estarmos próximos e em segurança devido ao cenário imposto pela pandemia”, ressalta. Para participar, é necessário que o associado realize o pré-cadastro diretamente na plataforma da assembleia, pelo site www.sicredi.com.br/assembleias/. Caso seja necessário apoio durante o processo, basta entrar em contato pelo WhatsApp (51) 3358 4770 ou procurar a agência.

Agenda -

Data: 07 de fevereiro
Horário: 19h30
Agências: Alto Santa Fé, Assis Chateaubriand, Bragantina, Brasilândia do Sul, Francisco Alves, Maripá, Palotina, Pérola Independente, Santa Rita D’Oeste, Terra Roxa e Vila Candeia

Data: 08 de fevereiro
Horário: 19h30
Agências: Altônia, Alto Paraíso, Alto Piquiri, Cafezal do Sul, Esperança Nova, Iporã, Mariluz, Moreira Sales, Perobal, Pérola, São Jorge do Patrocínio, Umuarama e Xambrê

Data: 09 de fevereiro
Horário: 19h30
Agências: Altamira do Paraná, Anahy, Boa Esperança, Braganey, Campina da Lagoa, Iguatu, Iretama, Juranda, Nova Cantu, Mamborê, Mato Rico, Quarto Centenário, Roncador e Ubiratã

Data: 10 de fevereiro
Horário: 19h30
Agências: Araruna, Campo Mourão, Engenheiro Beltrão, Farol, Goioerê, Janiópolis, Luiziana, Peabiru e Rancho Alegre D’Oeste

Data: 14 de fevereiro
Horário: 19h30
Agências: ACSP, ACSP - Distrital Centro, ACSP - Distrital Centro Sul, ACSP - Distrital Nordeste, ACSP - Distrital Noroeste, ACSP - Distrital Norte, ACSP - Distrital Oeste, ACSP - Distrital Pinheiros, ACSP - Distrital Sudeste, ACSP - Distrital Sudoeste, ACSP - Distrital Sul, Avenida Berrini, Avenida Brigadeiro Faria Lima, Avenida Paulista, Avenida Rebouças, Campo Belo, Fetcoop, Lapa, Santana, Santo Amaro e Vila Maria

Data: 15 de fevereiro
Horário: 19h30
Agências: ACE Diadema, ACIAM Mauá, ACISBEC, ACSP - Distrital Ipiranga, ACSP - Distrital Mooca, ACSP - Distrital Penha, ACSP - Distrital São Miguel, ACSP - Distrital Tatuapé, Diadema, Ipiranga, Mauá, Mooca, Ribeirão Pires, Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Tatuapé e Vila Carrão

(Imprensa Sicredi Vale do Piquiri)

SAÚDE I: Covid-19: Brasil bate recorde com quase 300 mil casos em 24 horas

saude I 04 02 2022O Brasil bateu o recorde de novos casos de covid-19 em 24 horas, com 298.408 pessoas infectadas pelo novo coronavírus. Agora, o país supera a marca dos 26 milhões de pessoas contaminadas desde o início da pandemia, com 26.091.520 casos acumulados. A quantidade de casos em acompanhamento está em 2.859.013. O termo é dado para designar casos notificados nos últimos 14 dias que não tiveram alta nem evoluíram para morte. Já os novos casos de mortes registradas passaram das mil em 24 horas. De quarta (2/03) para quinta-feira (3/02), as autoridades de saúde confirmaram 1.041 mortes. Um número tão alto não era registrado desde agosto do ano passado. Com os acréscimos às estatísticas, o país registra 630.001 óbitos. Ainda há 3.160 óbitos em investigação. Os óbitos em investigação ocorrem pelo fato de haver casos em que o paciente faleceu, mas a investigação se a causa foi covid-19 ainda demandar exames e procedimentos posteriores.

Recuperados - Até hoje, 22.602.506 pessoas se recuperaram da covid-19. O número corresponde a 86,6% dos infectados desde o início da pandemia. Os dados estão na atualização diária do Ministério da Saúde, onde são consolidadas as informações enviadas por secretarias municipais e estaduais de Saúde sobre casos e mortes associados à covid-19. Os números em geral são menores aos domingos, segundas-feiras e nos dias seguintes aos feriados em razão da redução de equipes para a alimentação dos dados. Às terças-feiras e dois dias depois dos feriados, em geral há mais registros diários pelo acúmulo de dados atualizado.

Estados -Segundo o balanço do Ministério da Saúde, no topo do ranking de estados com mais mortes por covid-19 registradas até o momento estão São Paulo (158.872), Rio de Janeiro (79.026), Minas Gerais (57.575), Paraná (41.334) e Rio Grande do Sul (37.041). Já os estados com menos óbitos resultantes da pandemia são Acre (1.881), Amapá (2.055), Roraima (2.101), Tocantins (4.013) e Sergipe (6.115).

Vacinação -Até quinta-feira (3/02), foram aplicadas 361,2 milhões de doses de vacinas, sendo 166 milhões com a primeira dose e 152,5 milhões com a segunda dose ou dose única. E 40,4 milhões de pessoas já receberam a dose de reforço. (Agência Brasil de Notícias)

SAÚDE II: Boletim da Covid-19 confirma mais 27.018 casos e 48 óbitos pela doença

saude II 04 02 2022A Secretaria de Estado da Saúde divulgou na quinta-feira (3/02) mais 27.018 casos confirmados e 48 mortes em decorrência da infecção causada pelo novo coronavírus. Os dados apontam o comportamento das últimas 24 horas (18.173 casos e 13 óbitos) e das últimas semanas e meses. Os dados acumulados do monitoramento da Covid-19 mostram que o Paraná soma 2.032.592 casos confirmados e 41.109 mortos pela doença. Os casos são de fevereiro (20.172) e janeiro (6.784) de 2022; e dezembro (13), outubro (5), setembro (2), agosto (8), julho (3), junho (5), maio (2), abril (4), março (7), fevereiro (5) e janeiro (8) de 2021. Os óbitos são de fevereiro (22) e janeiro (25) de 2022, e abril (1) de 2021.

Internados – 202 pacientes com diagnóstico confirmado de Covid-19 estão internados em leitos SUS (84 em UTIs e 118 em leitos clínicos/enfermaria) e nenhum em leitos da rede particular (UTI ou leitos clínicos/enfermaria). Há outros 1.429 pacientes internados, 476 em leitos de UTI e 953 em enfermarias, que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos das redes pública e particular e são considerados casos suspeitos de infecção pelo Sars-CoV-2.

Óbitos – A Sesa informa a morte de mais 48 pacientes. São 19 mulheres e 29 homens, com idades que variam entre 11 e 100 anos. Os óbitos ocorreram entre 26 de abril de 2021 e 3 de fevereiro de 2022. Os pacientes residiam em Curitiba (7), Londrina (6), Laranjeiras do Sul (3), Foz do Iguaçu (3), Arapongas (3), Ponta Grossa (2), Paranaguá (2), Maringá (2), Cascavel (2), União da Vitória, Tamarana, São Pedro do Ivaí, Sertaneja, Saudade do Iguaçu, Sarandi, Quedas do Iguaçu, Porecatu, Paranavaí, Manfrinópolis, Jandaia do Sul, Ivaí, Itaperuçu, Guaíra, Guaratuba, Floresta, Coronel Vivida e Boa Vista da Aparecida.

Fora do Paraná – O monitoramento da Sesa registra 9.702 casos de residentes de fora do Estado – 225 pessoas foram a óbito. (AENPR)

 


Versão para impressão


RODAPE