Imprimir
cabecalho informe

Informe Paraná Cooperativo - edição nº 5272 | 07 de Março de 2022

G7: Lideranças do grupo discutem pauta de trabalho para os próximos meses

g7 07 03 2022Os integrantes do G7, grupo formado pelas principais entidades empresariais do Paraná, se reuniram na sexta-feira (04/03), para definir uma pauta de trabalho para os próximos meses. O encontro online foi coordenado pelo presidente da Faciap, Fernando Moraes, e abordou, entre outros assuntos, a vinda do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, ao Paraná e o Fundo de Recuperação e Estabilização Fiscal do Paraná (Funrep).

Sobre o G7 - Fazem parte do G7, a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR), Federação da Agricultura do Estado do Paraná (Faep), Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), Federação e Organização das Cooperativas do Estado do Paraná (Fecoopar), Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado do Paraná (Faciap), Federação das Empresas de Transporte de Cargas do Estado do Paraná (Fetranspar) e Associação Comercial do Paraná (ACP). (Com informações da Assessoria de Imprensa da Faciap)

 

SEMINÁRIO: Fava Neves apresenta cenários e tendências de mercado para executivos das cooperativas do PR

O professor da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (Fea/USP), Marcos Fava Neves, é o palestrante convidado do Seminário de Mercado que o Sistema Ocepar promove na quinta-feira (10/03), das 14h às 15h30, pela plataforma Microsoft Teams. Ele irá discorrer sobre as questões mais recentes dos mercados nacional e internacional e as perspectivas de 2022 para as cooperativas paranaenses.

Público-alvo - O evento é destinado a diretores e executivos das áreas de mercado internacional, varejo e marketing das cooperativas agropecuárias do Paraná. Trata-se do segundo encontro organizado pela Gerência de Desenvolvimento Técnico da Ocepar (Getec) especificamente para este público. A iniciativa integra uma das ações propostas pelo Plano Paraná Cooperativo 200 (PRC200), o planejamento estratégico de desenvolvimento do cooperativismo paranaense. O evento será aberto pelo presidente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken.

Inscrições - As inscrições devem ser efetivadas até quarta-feira (09/03), pelo endereço eletrônico https://forms.office.com/r/BA8VcZmQ6u. O link de acesso será encaminhado no dia anterior à realização do evento.

Informações - Mais informações com Carolina Teodoro (carolina.teodoro@sistemaocepar.coop.br / 41 99647-5522) e Alexandre Monteiro (alexandre.monteiro@sistemaocepar.coop.br  / 41 99604-7007).

 

seminario folder 07 03 2022

GETEC: Informe nº 10 apresenta expectativas de mercado sobre indicadores econômicos

getec destaque 07 03 2022A Gerência de Desenvolvimento Técnico da Ocepar (Getec) divulgou, nesta segunda-feira (07/03), mais uma edição do Informe Expectativas de Mercado, com base nas informações do Boletim Focus, do Banco Central (BC), levantadas com instituições financeiras sobre as projeções relativas à economia nacional, contemplando o Produto Interno Bruto (PIB), IPCA (Índice de Preços ao Consumidor), taxa Selic e câmbio para 2022, 2023 e 2024.

Clique aqui para conferir na íntegra o Informe Expectativas de Mercado da Getec

 

FIC: Programa de Felicidade Interna do Cooperativismo é iniciado no Sicoob Arenito

O Programa de Felicidade Interna do Cooperativismo (FIC) foi iniciado, nesta segunda-feira (07/03), na cooperativa de crédito Sicoob Arenito, sediada em Umuarama, Noroeste do Paraná. O evento ocorreu virtualmente, com a participação de 210 colaboradores e da Diretoria Executiva, representada pelo diretor-superintendente, Fábio Júnio Viar. Também estiveram presentes a gerente de Desenvolvimento do Cooperativismo do Sescoop/PR, Maria Emília Pereira, entre outros profissionais da entidade. As etapas serão conduzidas pela Pluricoop - Cooperativa de Trabalho de Executivos em Gestão e Treinamento, de Maringá (PR), habilitada para a implantação do FIC. O objetivo do programa é estimular e apoiar as cooperativas na busca constante pelo bem-estar e qualidade de vida dos colaboradores, cooperados e dirigentes.

Próxima etapa - O próximo passo é a aplicação da pesquisa FIC na cooperativa. Os colaboradores do Sicoob Arenito responderão a perguntas que têm o objetivo de medir os níveis de felicidade individual nas dimensões tempo, saúde, governança, bem-estar psicológico, cultura, vitalidade comunitária, padrão de vida, educação e meio ambiente. Com os resultados obtidos, eles serão convidados a participar da elaboração do plano de melhoria nas dimensões escolhidas.  

{vsig}2022/noticias/03/07/fic/{/vsig}

INTEGRADA: Live vai abordar o impacto do conflito entre Rússia e Ucrânia no agronegócio brasileiro

integrada 07 03 2022No dia 24 de fevereiro, o mundo foi surpreendido com o início de um conflito bélico. A Rússia invadiu a Ucrânia, no leste europeu. Longe do Brasil, mas extremamente perto do agronegócio brasileiro.

Matéria-prima - Afinal, o Brasil compra da Rússia imensos volumes de matéria-prima para fertilizantes. E, boa quantidade de trigo importamos de ambos, pois não somos autossuficientes em nenhuma das duas commodities.

Mudanças - O planeta espera que essa guerra termine o quanto antes. Além de interromper vidas, esse curto período já alterou o cenário de importação e de preços, no Brasil e no mundo.

Safra brasileira - Mas, afinal, a ofensiva armada vai impactar no planejamento da próxima safra brasileira? A logística internacional para entrega das compras, vai atender a todos? O engenheiro agrônomo e doutor em Economia Aplicada, pela USP, Alexandre Mendonça de Barros, conversa sobre o assunto na live marcada para o próximo dia 10 de março, com transmissão pelo canal da Integrada no YouTube.

Cenário - Alexandre vai apresentar o cenário para o setor, e as nuances do movimentado comércio global de commodities. “A Ucrânia é muito importante no mercado global de trigo e de milho, a Rússia no mercado global de trigo, e o que está acontecendo impacta demais os preços internacionais. Além disso, a Rússia e a Bielorússia, que está alinhada com a Rússia, são relevantes produtoras de fertilizantes no mundo, e muito importantes para o suprimento brasileiro. Então, vamos discutir esse assunto, que um dos mais relevantes para nossa próxima safra”, adianta Alexandre Mendonça de Barros.

Moderador - A partir das 08h30, o superintendente comercial da Integrada, João Bosco de Souza Azevedo, abre a live como moderador, e recebe o especialista Alexandre. O acesso ao encontro é gratuito e aberto a todos que procuram informação de qualidade sobre o assunto.

Momento estratégico - O gestor da Integrada acredita que o momento é estratégico para se discutir as commodities, inclusive, além dos grãos. “Também precisamos avaliar o impacto do conflito no petróleo, nos fretes internacionais, na exportação. Mesmo que haja uma solução diplomática, o que esperamos que aconteça em breve, alguma consequência posterior deverá surgir. Estamos em um momento de risco, de dúvida, de preços mais voláteis, acirrados pela guerra, com prováveis efeitos pós-guerra. Conhecer melhor estas variáveis pode facilitar na tomada de decisões em um futuro próximo”, observa João Bosco. (Imprensa Integrada)

SERVIÇO:

– Live – O impacto do conflito entre Rússia e Ucrânia no agronegócio brasileiro

– convidado – Alexandre Mendonça de Barros, engenheiro agrônomo e doutor em Economia Aplicada, pela USP

– moderador – João Bosco de Souza Azevedo, superintendente comercial da Integrada

– data – 10/03/2022

– horário – 08h30

– local – canal da Integrada no YouTube. Acesse: https://youtu.be/WmjoXm1t6YA

 

AGRÁRIA: Estão abertas as inscrições para o PEP Agrária 2022

agraria 07 03 2022Estão abertas, até o dia 28 de abril, as inscrições para PEP (Programa de Ensaio de Proficiência) Agrária, para as matrizes de farinha de trigo e sementes de soja. Os resultados dos ensaios de proficiência são ferramentas de avaliação da confiabilidade do desempenho analítico dos laboratórios. Eles são fundamentais para os processos de melhoria contínua das instituições que buscam excelência.

Acreditação - Desde 2018, o laboratório Central da Cooperativa Agrária Agroindustrial está acreditado pela Coordenação Geral de Acreditação do Inmetro-CGCRE, conforme os critérios da ABNT NBR ISO/IEC 17043:2011, para ensaios de proficiência. Hoje, ele é único organismo da América Latina acreditado nesse escopo para as avaliações na matriz farinha de trigo.

Inscrição - Os interessados em participar da rodada PEP Agrária 2022, devem entrar no link https://pep.agraria.com.br e fazer sua inscrição. Em média são 60 participantes anuais, nas rodadas de farinha de trigo e sementes de soja, entre laboratórios privados, instituições públicas e de ensino.

Equipe - A equipe do PEP Agrária é formada por cinco colaboradores do laboratório Central de diferentes especialidades. Eles fazem toda a preparação, estudos de homogeneidade, planejamento da logística de entrega das amostras e o tratamento estatístico dos dados.

Prazo - Há um prazo determinado para que os laboratórios realizem as análises e postem os resultados no site do programa. Esses resultados são avaliados estatisticamente, com imparcialidade. Ao final do processo, um relatório é encaminhado para cada participante, apenas com sua identificação. Todos os outros resultados comparados permanecem apenas enumerados. “Como somos acreditados pela CGCRE como provedores de ensaios de proficiência, nosso processo interno é extremamente rigoroso. Promover o ensaio de proficiência aprimora o nível técnico dos colaboradores e é um diferencial da Agrária”, explica Beatriz Reis da Luz, analista do laboratório de Trigo.

Principal objetivo - De acordo com a coordenadora do Laboratório Central e da Qualidade Assegurada, Tais Hilgemberg Pontes, o principal objetivo da Agrária em ser provedora do PEP é estimular a evolução da qualidade dos processos analíticos desenvolvidos internamente. “Ser referência nacional em tecnologia está na visão da Agrária, e o PEP contribui para isso. O laboratório é a fonte de dados que baliza toda liberação de nossos produtos processados, e para termos total confiança na qualidade precisamos ter processos cada vez mais robustos e assertivos”, afirma. (Imprensa Agrária)

 

COCAMAR I: Cocamar Máquinas movimenta produtoras nesta semana

cocamar 07 03 2022A propósito do Dia Internacional da Mulher, a ser celebrado nesta terça-feira (08/03), a Cocamar Máquinas Concessionária John Deere preparou uma programação especial para reunir produtoras rurais de diferentes regiões. Na terça, quarta e quinta-feira, respectivamente em Maringá, Cambé e Cornélio Procópio, a companhia promove a primeira edição do “Conectadas”, um treinamento sobre a aplicação de modernas tecnologias para o setor.

Conteúdo - Os eventos serão no período da manhã, das 8 às 12h, com 25 participantes por turma, tendo como conteúdo os recursos embarcados nos maquinários John Deere que têm impulsionado a agricultura de precisão e a conectividade, tornando mais ágeis, econômicas e eficazes as operações a campo e contribuindo para o aumento da produtividade.

Programação - A agenda do 1º Conectadas é a seguinte: em Maringá (PR), dia 8, no Auditório Sicredi - Unidade Cocamar de Maringá (Estr. Osvaldo de Moraes Corrêa, 1.000 - Parque Industrial); em Londrina/Cambé (PR), dia 9, na Loja da Cocamar Máquinas (Rod. Celso Garcia Cid, km 87 - Parque Res. Manela). E, em Cornélio Procópio, dia 10, no Parque de Exposição Artur Hoffig - Centro de Eventos (BR-369 KM. 83, Rodovia Mello Peixoto). (Imprensa Cocamar)

 

COCAMAR II: Programa “Além do Suco” ensina a produzir suculentas

Na terça-feira (08/03), Dia Internacional da Mulher, a Cocamar Cooperativa Agroindustrial e a Cooperativa de Produtores do Comércio Solidário (Coopsoli), promovem pela manhã em Nova Esperança e à tarde em Paranavaí, respectivamente nas propriedades das famílias Radade e Miranda, mais uma iniciativa do programa “Além do Suco”.

Cultivo perfeito - Reunindo 40 mulheres no total, ligadas à produção de laranja na região, o “Além do Suco” estará realizando a oficina “10 Passos para um cultivo perfeito de suculentas (da produção à comercialização)”, com a especialista Débora Cardoso Luiz Mateus.

Assuntos - O conteúdo prevê orientações sobre substrato, rega e luminosidade; controle de pragas e doenças; nutrição; propagação; montagem de arranjos; e comercialização.

Mais rentabilidade - Conforme explica a engenheira agrônoma Amanda Caroline Zito, coordenadora de Culturas Perenes da Cocamar, o programa tem a proposta de envolver o público feminino na produção de alimentos, cultivos e outros itens que possam agregar na rentabilidade das famílias.

Negócio - Muito admiradas, as suculentas têm um mercado crescente, sendo uma oportunidade para que as pessoas aprendam a produzi-las em suas casas e propriedades rurais, podendo fazer dessa atividade um novo negócio. (Imprensa Cocamar)

SICREDI VALE DO PIQUIRI: Comitê Mulher é oficializado

Um comitê com bases sólidas e objetivos nobres de proporcionar mais espaço e visibilidade para as mulheres. Esse é o Comitê Mulher, que desenvolve e conecta as associadas em busca do crescimento igualitário de todas. A partir de agora, a Sicredi Vale do Piquiri Abcd PR/SP passa a contar com um comitê formado por duas líderes para representar a cooperativa em âmbito estadual e nacional.

Eleitas - Na reunião de oficialização, foram eleitas as líderes Geni Benetti Delai, de Palotina (PR), e Luciene José Bernardo, de Maripá (PR). Para ambas, essa será uma excelente oportunidade de aprendizagem para levar ainda mais conhecimento às mulheres da comunidade. Aprender para ensinar faz parte da cooperação.

Momento significativo - O momento é significativo para a cooperativa, segundo o presidente, Jaime Basso, pois alavanca a formação de novos grupos e fortalece a participação ainda mais efetiva das mulheres. “Essa iniciativa vem amadurecendo ao longo do tempo, se constituindo com ações de desenvolvimento, e hoje nós chegamos ao momento de consolidação. Agradeço e parabenizo a todas as mulheres, pois, com certeza, esse é um passo importante para o cooperativismo”.

Aprendizado - Para a gerente de desenvolvimento do cooperativismo, Cláudia Bonatti, o movimento que começou em 2016 só pode resultar em uma jornada de muito aprendizado. “O envolvimento e a participação efetiva vão aproximar ainda mais essas mulheres da gestão da cooperativa”.

Dez comitês - Atualmente, a cooperativa conta com dez comitês locais oficializados, com mais 15 em processo de organização.

Sobre a Sicredi Vale do Piquiri Abcd PR/SP - A Sicredi Vale do Piquiri Abcd PR/SP, uma das 108 cooperativas do Sicredi, conta com 33 anos de história, mais de 182 mil associados e 96 espaços de atendimento. A área de atuação da cooperativa abrange 43 localidades no estado do Paraná e 8 cidades no estado de São Paulo, incluindo a capital paulista e cidades do grande ABCD (www.sicredi.com.br/coop/vale-piquiri/).

Sobre o Sicredi - O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão do Sicredi valoriza a participação dos mais de 5,5 milhões de associados, os quais exercem papel de donos do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 25 estados e no Distrito Federal, com mais de 2200 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros (www.sicredi.com.br). (Imprensa Sicredi Vale do Piquiri Abcd PR/SP)

{vsig}2022/noticias/03/07/sicredi_vale_piquiri/{/vsig}

SICREDI PROGRESSO: Assembleias digitais reúnem mais de 2.800 associados

sicredi progresso 07 03 2022A Sicredi Progresso PR/SP reuniu mais de 2.800 associados durante os dias 14, 15 e 16 de fevereiro e 03 de março, período de realização de suas assembleias em formato digital. Os encontros contaram com a apresentação dos resultados do ano de 2021 e discussão do planejamento de ações para 2022.

Pauta - Nas Assembleias de Núcleo, em regime ordinário, foram aprovadas a prestação de contas; destinação dos resultados; destinação do Fates; normativos, entre outros assuntos de interesse do quadro social. Já em regime extraordinário, houve a revisão de alguns aspectos do Estatuto Social. Todas as pautas das Assembleias foram aprovadas pelos associados.

Números - Os números que a cooperativa levou para as assembleias são extremamente positivos. Em 2021 o resultado foi de R$ 31,8 milhões, o que representa um aumento de 47,2% comparado ao exercício anterior. O patrimônio líquido também cresceu 20,9%, chegando a R$ 179,8 milhões. A carteira de crédito registrou aumento de 33,6%, com saldo de R$ 1,3 bilhão. O número de associados também cresceu, 19,7% em 2021. Atualmente já são mais de 53 mil cooperados.

Agradecimento - O presidente da Sicredi Progresso PR/SP, Cirio Kunzler, agradeceu a participação dos associados. “As Assembleias são um dos momentos mais importantes do nosso modelo de negócio cooperativo e poder realizá-las, tendo aprovação de todos os assuntos em pauta, é motivo de orgulho para nós. Também evidencia um trabalho que gera resultados e benefícios os nossos associados. Meu agradecimento a todos que participaram e que acreditam no cooperativismo de crédito como um modelo de negócio que faz a diferença na vida das pessoas”.

Relatório Anual - A Sicredi Progresso também disponibilizou o relatório anual de 2021 com o resumo das atividades do exercício. As informações do documento mostram a transparência na gestão, o modelo de negócio, crescimento e inciativas sociais e de governança. O documento pode ser acessado por meio deste link: https://www.sicredi.com.br/coop/progresso-prsp/documentos-e-relatorios/.

Sobre a Sicredi Progresso PR/SP - Com 40 anos de atuação a Sicredi Progresso PR/SP está presente na vida de mais de 53 mil associados. Nossa história, construída na essência da cooperação, nos permite ter atualmente 20 agências distribuídas na área de ação nos estados do Paraná e São Paulo. Destas, 13 estão no Paraná e outras 7 em São Paulo. Nosso capital humano conta com mais de 350 colaboradores focados nos valores do cooperativismo e na oferta de produtos e serviços financeiros adequados aos associados, de um jeito simples e próximo. A Sicredi Progresso integra o Sistema Sicredi que hoje está em 25 estados e no Distrito Federal. (Imprensa Sicredi Progresso PR/SP)

 

SICOOB CONFIANÇA: Reuniões preparatórias e Assembleia Geral Ordinária serão realizadas nas próximas semanas

sicoob confianca 07 03 2022O Sicoob Confiança realiza, no próximo dia 15, a reunião preparatória com os cooperados. O encontro será online com transmissão pelo Youtube às 19h e terá a apresentação dos assuntos a serem discutidos na Assembleia Geral Ordinária (AGO), possibilitando aos cooperados participantes sanar eventuais dúvidas. Para participar e concorrer a 10 kits de brindes, basta acessar o evento clicando aqui.

AGO - Já no dia 18, a cooperativa promove a AGO, em que será realizada a prestação de contas de 2021 com a presença dos delegados. O evento ocorre no Centro Administrativo do Sicoob Confiança, na Rua Goiás, 1231, em Marechal Cândido Rondon.

Participação - "A participação de nossos cooperados é essencial, pois construímos uma cooperativa lado a lado da comunidade. Queremos apresentar nossos resultados e ouvi-los", segundo o diretor Superintendente, Edison Luiz Dechechi. (Imprensa Sicoob Unicoob)

 

CRESOL: Cooperativa consolida presença na Expodireto Cotrijal

cresol 07 03 2022Realizada desde o ano 2000, a Expodireto Cotrijal é uma das maiores feiras do agronegócio internacional e costuma atrair visitantes de cerca de 70 países para a cidade de Não-Me-Toque (RS). O evento que chega a sua 22ª edição, só não foi realizado no último ano (2021) devido à pandemia, tem como principal objetivo oferecer ao produtor rural produtos, serviços, tecnologias, que possibilitam o crescimento do setor como um todo.

Instituições financeiras - Além dos expositores de segmentos variados, a presença de instituições financeiras, que possibilitam acesso dos produtores rurais a linhas de crédito, também é um ponto forte do evento. E foi justamente com esse propósito de se aproximar de um dos seus públicos-alvo mais importantes que a Cresol, uma das principais cooperativas de crédito do país, passou a atuar de forma presencial na Expodireto Cotrijal desde a última edição (2020).

Importância - O presidente da Cresol Confederação, Cledir Magri destaca a importância do evento para o setor. “O Rio Grande do Sul é uma das nossas principais praças de atuação e ter a oportunidade de participar de uma feira na cidade de Não-Me-Toque, o planalto gaúcho, é uma ótima oportunidade de fomentarmos não só a economia e o desenvolvimento agrícola regional, mas também darmos a nossa contribuição para o crescimento do agronegócio de forma geral. Essa será a segunda vez, enquanto confederação, que participaremos da Expodireto disponibilizando o nosso stand para todos os visitantes e parceiros que passarem pela feira nestes cinco dias de evento. E as nossas expectativas são as melhores possíveis, já que na última edição que foi a nossa primeira participação, foram R$ 8,5 milhões em propostas protocoladas pela Cresol”.

Digital - Neste ano, o evento contará também com a Expodireto Digital que permitirá aos visitantes realizar uma visitação nos principais ambientes do parque de forma virtual, além de poder interagir com os expositores, acompanhar eventos ao vivo e ter acesso a muito conteúdo e informações sobre as últimas novidades do agronegócio, mesmo a distância.

SERVIÇO

Expodireto Cotrijal

Data: de 7 a 11 de março das 8h às 18h

Local: Parque de Exposições de Não-Me-Toque

Endereço: RS 142, Km 24, Não-Me-Toque, Rio Grande do Sul

Entrada Gratuita.

Sobre a Cresol - Com mais de 26 anos de história, 680 mil cooperados e 682 agências de relacionamento em 17 estados, a Cresol é uma instituição financeira que está se consolidando entre as principais cooperativas de crédito do País. Com foco no atendimento personalizado, a Cresol fornece soluções financeiras para pessoas físicas, empresas e empreendimentos rurais. Em 2021, a cooperativa encerrou o ano com R$ 16,8 bilhões em ativos e destacou sua solidez entre as instituições financeiras cooperativas. (Imprensa Cresol)

 

FERTBRASIL: Caravana Embrapa vai a 30 polos agrícolas para mostrar como aumentar a eficiência dos fertilizantes

fertbrasil 07 03 2022A partir de abril, pesquisadores e técnicos da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), começarão a visitar cerca de 30 polos produtivos de nove macrorregiões agrícolas do Brasil, com o objetivo de promover o aumento da eficiência de uso dos fertilizantes e insumos no campo, diminuir custos de produção dos produtores rurais e estimular a adoção de novas tecnologias e de boas práticas de manejo de solo, água e plantas. A ação vai se chamar Caravana Embrapa FertBrasil e está dentre as medidas de curto e médio prazo do Plano Nacional de Fertilizantes, que será lançado pelo Governo Federal nas próximas semanas, para reduzir a dependência externa por importação de produtos e tecnologias, situação agravada pelo conflito entre Rússia e Ucrânia.

Sensibilização - "Nosso objetivo é sensibilizar as lideranças ligadas às cadeias produtivas da agropecuária, além de técnicos, consultores e multiplicadores, para que o Brasil possa superar a crise dos fertilizantes por meio de capacitação e troca de conhecimentos sistematizados entre os institutos de pesquisa e o setor produtivo, estabelecendo um diálogo da pesquisa com o agronegócio no Brasil, propondo soluções tecnológicas para cada um desses 30 polos agrícola", explicou Celso Moretti, presidente da Embrapa.

Questões práticas - Segundo ele, a caravana itinerante poderá abordar questões práticas e de impacto imediato, que ao serem adotadas poderão promover uma economia de até 20% no uso dos fertilizantes no Brasil, já na safra 2022/23, podendo resultar em até um bilhão de dólares de economia para o produtor rural brasileiro. Até o final da safra 2022-2023, os pesquisadores percorrerão as principais regiões produtoras brasileiras, enfatizando a importância do manejo sustentável dos solos e fertilizantes para maximizar a eficiência de uso destes insumos, melhorar a produtividade e garantir a competitividade da agricultura e a produção de alimentos no Brasil.

Aplicação de adubo - “A gente aprende na agronomia que é preciso fazer a aplicação de adubo de acordo com a análise de fertilidade do solo e análise da folha da planta. Mas sabemos que em muitos lugares do Brasil, eles acabam utilizando uma receita pronta, um pacote tecnológico genérico. Por exemplo, 500 kg/ha fertilizante NPK [nitrogênio, fósforo e potássio] independentemente da fertilidade do solo ali presente” , mas, de acordo com o preço do fertilizante, destacou Moretti.

Estratégias - As estratégias de manejo de solo e água para o uso racional de fertilizantes serão sistematizadas pela Embrapa em módulos de uma palestra padrão adaptada às diversas condições dos biomas brasileiros, que deverão nivelar e customizar as informações para cada uma das regiões produtoras do país. Ao final das apresentações em cada polo produtivo será realizado um alinhamento das necessidades de conhecimento tecnológico regionais, seguido de um amplo debate sobre os principais problemas encontrados em cada região. Em algumas regiões será demonstrada ainda, a eficiência de algumas das tecnologias desenvolvidas pela Embrapa por meio de Unidades Demonstrativas de Referência Tecnológica.

Desafios de curto prazo - “Esta caravana também nos trará um diagnóstico preciso e regionalizado dos reais desafios de curto prazo dos produtores rurais, para que as ações do Plano Nacional de Fertilizantes sejam cada vez mais aprimoradas, pois o Plano foi construído pelo governo e o setor produtivo”, ressalta Bruno Caligaris, diretor de Projetos Estratégicos da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República (SAE-PR).

Atividades presenciais - As atividades presenciais serão voltadas para técnicos de extensão rural, técnicos de cooperativas, sindicatos e associações rurais, e produtores líderes, pretendendo atingir cerca de 10 mil profissionais, tornando-os multiplicadores das técnicas e orientações repassadas pela equipe de pesquisadores e analistas da Embrapa e parceiros que integrarão cada Caravana.

Sistematização - Após cada passagem da Caravana Embrapa em uma MacroRegião agrícola, a Embrapa modulará digitalmente o conhecimento sistematizado para alimentar um hotsite e contribuir para construção de uma ampla plataforma digital de conhecimento sobre o tema, que poderá ser ofertado à multiplicadores de referência, tais como CNA/SENAR, EMATERs e cooperativas agroindustriais.

Capacitações - Essa modelagem da Caravana Embrapa FertBrasil deverá possibilitar capacitações presenciais durante a sua passagem pelas diversas regiões produtoras pelo Brasil. Estão sendo programadas também capacitações virtuais, pós-caravana, a produtores, lideranças rurais e técnicos, utilizando o sistema e-Campo da Embrapa ou outras ferramentas de treinamento disponíveis. A empresa está neste momento buscando patrocinadores da Caravana junto à iniciativa privada e ao setor produtivo. Interessados em participar da iniciativa podem procurar depd@embrapa.br.

Segunda - Esta será a segunda caravana itinerante realizada pela Embrapa. Entre 2013 e 2015 a empresa percorreu também os principais polos produtivos do país para divulgar soluções tecnológicas para controlar a lagarta Helicoverpa armigera, praga exótica que invadiu o território brasileiro causando fortes prejuízos para as principais culturas agrícolas.

Cinco frentes de pesquisa - A Embrapa e instituições parceiras também tem outras ações em sua programação de pesquisa para ajudar diminuir a dependência brasileira de fertilizantes importados. "Nossa meta é reduzir em 25% a demanda por fertilizantes importados até 2030. O Brasil não tem uma vara de condão para mudar isso do dia para a noite”, afirmou o presidente da Embrapa. Por isso, segundo ele, a empresa priorizou cinco frentes de pesquisa: biofertilizantes, organominerais, fertilizantes nanoestruturados, agricultura de precisão e condicionadores de solo com pó de rocha.

Fomento e financiamento - Além da iniciativa em parceria com a Embrapa, o Governo Federal, por meio do Mapa e da SAE-PR, está desenvolvendo estratégias de fomento e financiamento para aumento da produção de bioinsumos, fertilizantes organominerais, nanotecnologia e agricultura digital no âmbito do Plano Nacional de Fertilizantes. “A agricultura brasileira é forte, vai continuar forte, e temos que dar as alternativas para ela continuar trabalhando”, ressaltou a ministra Tereza Cristina em conversa com jornalistas.

Consumo - O Brasil, atualmente, consome cerca de 8,5% dos fertilizantes a nível global, ocupando a quarta posição. China, Índia e Estados Unidos aparecem no topo da lista de consumo. Esses países, ainda, são grandes produtores mundiais de fertilizantes, à exceção do Brasil, que importou em 2021 cerca de 89% das 43 milhões de toneladas consumidas na produção agrícola. No país, as culturas de soja, milho e cana-de-açúcar respondem por mais de 73% do consumo de fertilizantes. A Rússia é responsável por fornecer 25% dos fertilizantes para o Brasil. Junto com a Bielorrússia, chega a fornecer mais de 50% do potássio consumido pelo agricultor brasileiro anualmente. (Mapa)

 

FOCUS: Mercado projeta inflação de 5,65% para este ano

focus 03 03 2022O mercado financeiro aumentou novamente a previsão de inflação para este ano. Segundo projeção do Boletim Focus, divulgado nesta segunda-feira (07/03) pelo Banco Central, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deve fechar este ano em 5,65%. É a oitava vez consecutiva que o mercado projeta uma elevação no IPCA. Há uma semana, a projeção do mercado era de que a inflação este ano ficasse em 5,6%. Há quatro semanas a previsão era de 5,44%.

Projeção - Divulgado semanalmente, o Boletim Focus reúne a projeção de mais de 100 instituições do mercado para os principais indicadores econômicos do país. Há algumas semanas as estimativas do mercado já estavam apontando para uma inflação este ano acima da meta definida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) de 3,5%, com variação de 1,5 ponto percentual.

Ata - Em fevereiro, o Comitê de Política Monetária (Copom) também mostrou em ata que suas projeções para a inflação também estavam acima da meta. “As projeções de inflação do Copom situam-se em torno de 5,4% para 2022 e 3,2% para 2023. Esse cenário supõe trajetória de juros que se eleva para 12% a.a. no primeiro semestre de 2022, termina o ano em 11,75% a.a”, diz a ata do Copom.

2023 - Para 2023, o mercado manteve a meta da semana passada em relação à evolução do IPCA. Com isso, a projeção desta semana aponta uma inflação de 3,51%. Há quatro semanas, a projeção era de uma inflação de 3,5% no próximo ano. Para 2024, o mercado também manteve a projeção da semana passada de 3,1%.

PIB - Na projeção dessa semana, o Focus também elevou a previsão do Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e serviços produzidos no país) registrada há sete dias. A nova projeção é de um PIB de 0,42%, em 2022, ante os 0,3% previstos na semana passada. A elevação ocorre após o após a divulgação do PIB de 2021, que foi de 4,6%.

Mesma expectativa - Para 2023, o Boletim Focus também registrou a mesma expectativa de PIB da semana passada, de 1,5%. Há quatro semanas a previsão era de que o PIB crescesse 1,53%. Para 2024, a projeção se manteve estável, ficando em 2%.

Taxa de juros e câmbio - O mercado manteve a previsão para a taxa básica de juros, a Selic, para 2022. Na projeção divulgada nesta segunda-feira, a Selic deve ficar em 12,25%. Há quatro semanas, a projeção era de que os juros ficassem em 11,75%.

Fevereiro - Em fevereiro, além de estimar uma inflação acima da meta, o Copom também aumentou a taxa de juros de 9,25% para 10,75% ao ano. Em comunicado, o Copom indicou que continuará a elevar os juros básicos até que a inflação esteja controlada no médio prazo.

Estimativa - Para o fim de 2023, a estimativa do mercado é de que a taxa básica fique em 8,5% ao ano, ante os 8% da semana passada. E para 2024, a previsão também aumentou, passando de 7,25% na semana anterior para 7,38% ao ano.

Dólar - A expectativa do mercado para a cotação do dólar em 2022 ficou em R$ 5,40, uma redução em relação ao projetado na semana passada, quando o mercado previa um câmbio R$ 5,50. Para o próximo ano, a previsão do mercado também diminuiu, passando de R$ 5,31 para R$ 5,30. Para 2024, a estimativa para a cotação da moeda americana ficou em R$ 5,30, mesmo valor projetado na semana passada. (Agência Brasil)

FOTO: Banco Central do Brasil

 

ECONOMIA I: Agência Brasil explica novidades na declaração do Imposto de Renda

economia I 07 03 2022A partir das 8h desta segunda-feira (07/03), o contribuinte poderá acertar as contas com o Leão. Começa o prazo de entrega da Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2022. Segundo a Receita Federal, a expectativa é que sejam recebidas 34,1 milhões de declarações neste ano, número próximo ao registrado em 2021, quando o Fisco recebeu 34.168.569 documentos.

Prazo - Neste ano, a declaração terá prazo mais curto, de 7 de março a 29 de abril. Por causa da operação padrão dos auditores fiscais da Receita Federal, o programa gerador da declaração não pôde ser baixado no fim de fevereiro, como tradicionalmente ocorre. A declaração, no entanto, terá novidades tecnológicas.

Principal inovação - A principal inovação será o recebimento da restituição (ou o pagamento do imposto) por meio de Pix. O sistema instantâneo de pagamentos do Banco Central já estava disponível para outras obrigações tributárias, como pagamento de impostos por pessoas jurídicas e por micro e pequenas empresas do Simples Nacional. O recurso agora chega às pessoas físicas.

Maior acesso - Outra mudança importante é a ampliação do acesso à declaração pré-preenchida, na qual o contribuinte recebe um formulário preenchido e apenas confirma os dados antes de os enviar ao Fisco. Confira as principais novidades da declaração deste ano:

ir2022-2 0

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Pix - Pela primeira vez, será possível receber a restituição do imposto de renda por Pix. Segundo a Receita, a ferramenta agilizará o pagamento das restituições nos casos em que houve mudança de conta bancária após a entrega da declaração. Isso porque o correntista pode transferir a chave Pix para conta diferente.

Reagendamento - A medida, informou o Fisco, reduzirá o reagendamento de depósitos porque a conta informada na declaração mudou. A Receita, no entanto, adverte que a novidade só estará disponível para quem tem chave Pix associada ao número do Cadastro de Pessoas Físicas (CPF). Neste ano, ainda não será possível informar chaves Pix aleatórias, endereços de e-mail ou números de telefone na declaração do Imposto de Renda.

Pagamento - O Fisco esclarece que a fila de pagamento das restituições não mudou. A ordem continuará a seguir as prioridades definidas em lei.

Darf - Além do recebimento de restituições, será possível usar o Pix para pagar o Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf) emitido pelo programa ou pelo aplicativo do Imposto de Renda, nos casos em que houver imposto a pagar. A guia será emitida com o Código QR (versão avançada do código de barras), facilitando o pagamento.

Declaração pré-preenchida - Até o ano passado, a declaração pré-preenchida só estava disponível a quem tem certificação digital (espécie de assinatura eletrônica vendida no mercado). A partir de 2022, o recurso foi ampliado a quem tem conta nível prata ou ouro no Portal Gov.br. Recentemente, o centro virtual de atendimento da Receita Federal (e-CAC) elevou o nível de segurança para acessar o e-CAC por meio do login Gov.br.

Migração - Quem acessa o portal único com certificado digital tem a conta migrada para o nível ouro. Essa categoria tem maior segurança de dados e garante acesso irrestrito aos serviços públicos digitais.

Disponibilidade - A declaração pré-preenchida estará disponível a partir de 15 de março. Nesse tipo de declaração, o contribuinte recebe, no portal e-CAC, informações relativas a rendimentos, deduções, bens e direitos e dívidas e ônus reais obtidas por declarações repassadas por empresas, planos de saúde, instituições financeiras e companhias imobiliárias à Receita, cabendo apenas confirmar os dados ou alterar, incluir ou excluir informações necessárias.

Conferência - Apesar de dispensar a digitação dos dados, a declaração pré-preenchida exige que o contribuinte confira se as informações estão corretas, comparando com os informes de rendimentos e recibos recolhidos.

Testes de covid - A Receita esclareceu que a realização de testes de covid-19 poderá ser deduzida da declaração como despesa médica. A possibilidade, no entanto, só vale para os exames realizados em laboratório, com comprovação de pagamento. Testes comprados em farmácia não poderão ser deduzidos, nem se o contribuinte tiver a nota fiscal.

Procedimento - Na ficha “Pagamentos efetuados”, o contribuinte deverá digitar o código “21” (para laboratórios) e “10” (para exames com médicos), inserir o preço e o Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ), no caso de teste em laboratório, ou o CPF do médico, para exame com profissional particular, que consta no recibo.

Auxílio emergencial - Quem recebeu auxílio emergencial e conseguiu emprego no ano passado dificilmente terá de devolver o benefício. O contribuinte só precisará preencher a declaração e pagar imposto caso a soma dos rendimentos tributáveis tenha ultrapassado R$ 28.559,70 em 2021 (R$ 2.196,90 por mês, incluindo o décimo terceiro), um dos requisitos de obrigatoriedade do envio do documento.

Falta de previsão legal - Segundo a Receita Federal, a mudança ocorreu por falta de previsão legal para a declaração deste ano. Em 2021, beneficiários do auxílio emergencial de 2020 que conseguiram emprego (ou outra fonte de renda) e tiveram rendimentos tributáveis acima de R$ 22.847,76 eram obrigados a entregar a declaração do Imposto de Renda e preencher uma Darf para devolver o valor recebido da União. A exigência constava da lei que criou o benefício em 2020.

Mais - Confira outras informações sobre prazo, obrigatoriedade, deduções e multas na declaração deste ano:

ir2022-1 0

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

   

 (Agência Brasil)

 

 

ECONOMIA II: Pix bate recorde de transações diárias

economia II 07 03 2022A plataforma online de transações financeiras Pix bateu novo recorde na última sexta-feira (04/03). Nesse dia, foram realizadas 58.531.277 operações em tempo real. No mês de fevereiro, foram realizadas 1,1 bilhão de transações.

Anterior - O maior número de operações foi registrado em dezembro do ano passado, com 1,4 bilhão. Em janeiro, foi registrada queda, com 1,3 bilhão de operações.

Dados - Os dados do Banco Central mais atualizados sobre o Pix, referentes a fevereiro, davam conta de 408,6 milhões de chaves ativas no Brasil. Desse total, 153 milhões eram aleatórias, 100,9 milhões com CPF, 87,8 milhões com número de telefone celular e 59,9 milhões com e-mail.

Usuários - Os mais de 400 milhões de chaves são relativas a 122 milhões de usuários no país, sendo 113,6 milhões de pessoas e 8,4 milhões de pessoas jurídicas, como empresas e associações civis. (Agência Brasil)

 

IPEA: Indicador registra avanço de 2,7% nos investimentos em dezembro

ipea 07 03 2022O Indicador Mensal de Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF), divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), na sexta-feira (04/03), demostrou avanço de 2,7% na comparação entre dezembro e novembro de 2021, na série com ajuste sazonal. Em relação ao mesmo período de 2020, em dezembro, verificou-se queda de 6,4% nos investimentos totais.

Composição - A FBCF é composta por máquinas e equipamentos, construção civil e outros ativos fixos. A evolução da FBCF e de seus componentes pode ser visualizada na tabela abaixo:

ipea quadro 07 03 2022

 

 

 

 

 

 

  

 

 

Avanço - O consumo aparente de máquinas e equipamentos apresentou avanço de 9,3% em dezembro e encerrou o trimestre com alta de 3,7%. Enquanto a produção nacional de máquinas e equipamentos destinados ao mercado interno subiu 0,5% em dezembro, a importação cresceu 11% no mesmo período. Com isso, as importações cresceram 5,9% no quarto trimestre, enquanto a produção nacional, por sua vez, encerrou o período com uma queda de 1,6%. No acumulado em doze meses, o investimento em máquinas e equipamentos teve aumento de 23,6%.

Construção civil - Os investimentos em construção civil também avançaram em dezembro na série dessazonalizada, com alta de 0,6%. Com esse resultado, o setor fechou o quarto trimestre com expansão de 0,7% e encerrou 2021 com avanço de 12,8%.

Comparativo - Em comparação com o mesmo período de 2020, verificou-se um fraco desempenho generalizado em seus componentes no último mês do ano, que é explicado pela elevada base de comparação em dezembro de 2020. O componente máquinas e equipamentos recuou para um patamar 11,5% inferior a dezembro de 2020. Enquanto o componente de outros ativos fixos aumentou 1,6%, a construção civil teve queda de 1,7%. Na comparação trimestral, todos os resultados foram positivos, com destaque para construção civil, com alta de 2,4%. (Assessoria de Imprensa do Ipea)

Acesse a íntegra do indicador

 

LEGISLATIVO: CRA discute Plano Nacional de Fertilizantes na quinta-feira

legislativo 07 03 2022A dependência brasileira de insumos agrícolas do exterior motivou a Comissão de Agricultura (CRA) do Senado a promover uma audiência pública para ouvir o governo sobre o Plano Nacional de Fertilizantes. Também devem ser debatidos os impactos do cenário mundial na comercialização de insumos (fertilizantes e defensivos) para a safra brasileira. A audiência está marcada para quinta-feira (10/03), às 8h.

Vulnerabilidade - A preocupação com a vulnerabilidade causada pela dependência externa desses insumos já vinha sendo tema de debates e alertas dos senadores: o Brasil importa cerca de 80% do que atualmente utiliza em sua produção de grãos. Agora, com o conflito entre Rússia e Ucrânia, a situação se agrava porque grandes companhias de transporte marítimo interromperam operações na Rússia, principal exportador desse tipo de produto para o Brasil.

Ciclo de debates- Em 2021, a CRA fez um ciclo de debates sobre a ameaça da falta de insumos para o plantio da safra 2021/2022. As audiências públicas resultaram em um documento que aponta essa vulnerabilidade brasileira. Em fevereiro, a comissão aprovou requerimento para que esse documento, com a compilação das contribuições com propostas de especialistas e autoridades, fosse encaminhado ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, e depois ao presidente Jair Bolsonaro.

Soluções - Entre as soluções propostas no documento para a crise no fornecimento e para o alto custo dos fertilizantes está a garantia pelo governo de importação para as próximas safras, a revisão tarifária e o cumprimento dos acordos internacionais. O texto também propõe a exploração das jazidas nacionais de potássio, fosfato, nitrogênio, calcário e outros minérios usados na produção de fertilizantes, incentivando a indústria nacional. 

Grupo de trabalho- Além de ouvir do governo esclarecimentos sobre o Plano Nacional de Fertilizantes, os senadores também querem informações sobre os resultados obtidos pelo grupo de trabalho interministerial instituído em janeiro de 2021 para desenvolver essa política (Decreto 10.605, de 2021).

Convidados - Foram convidados para a audiência representantes dos ministérios da Agricultura, de Minas e Energia e das Relações Exteriores. Também deve participar da audiência um representante da Secretaria Especial de Assuntos Estratégicos da Presidência da República.

Como participar- O evento será interativo: os cidadãos podem enviar perguntas e comentários pelo telefone da Ouvidoria do Senado (0800 061 2211) ou pelo Portal eCidadania, que podem ser lidos e respondidos pelos senadores e debatedores ao vivo. O Senado oferece uma declaração de participação, que pode ser usada como hora de atividade complementar em curso universitário, por exemplo. O Portal eCidadania também recebe a opinião dos cidadãos sobre os projetos em tramitação no Senado, além de sugestões para novas leis. (Agência Senado)

FOTO: Ministério da Integração Nacional

 

SAÚDE I: Em 24 horas, Brasil registra 216 mortes por Covid-19

O Brasil registrou 652.143 mortes causadas por complicações associadas à covid-19. De sábado para domingo (05 e 06/03), foram registrados 216 óbitos.

Investigação - Ainda há 3.124 mortes em investigação. As mortes em investigação ocorrem pelo fato de haver casos em que o paciente faleceu, mas a investigação se a causa foi covid-19 ainda demandar exames e procedimentos posteriores.

Soma - Já a soma de pessoas infectadas desde o início da pandemia chegou a 29.049.013. Em 24 horas foram confirmados 15.961 diagnósticos positivos para a covid-19.

Acompanhamento - A quantidade de casos em acompanhamento está em 1.398.499 O termo é dado para designar casos notificados nos últimos 14 dias que não tiveram alta nem evoluíram para morte.

Recuperadas - Até este domingo, 27.058.371 pessoas se recuperaram da covid-19. O número corresponde a 92,9% dos infectados desde o início da pandemia.

Balanço diário- Os dados estão no balanço diário do Ministério da Saúde, divulgado neste domingo (06/03). Nele, são consolidadas as informações enviadas por secretarias municipais e estaduais de Saúde sobre casos e mortes associados à covid-19.

Números - Os números em geral são menores aos domingos, segundas-feiras ou nos dias seguintes aos feriados em razão da redução de equipes para a alimentação dos dados. Às terças-feiras e dois dias depois dos feriados, em geral há mais registros diários pelo acúmulo de dados atualizado.

Estados - Segundo o balanço do Ministério da Saúde, no topo do ranking de estados com mais mortes por covid-19 registradas até o momento estão São Paulo (165.288), Rio de Janeiro (71.956), Minas Gerais (59.984), Paraná (42.477) e Rio Grande do Sul (38.495).

Menos - Já os estados com menos óbitos resultantes da pandemia são Acre (1.980), Amapá (2.113), Roraima (2.137), Tocantins (4.112) e Sergipe (6.268).

Vacinação - Até este domingo, foram aplicadas 380 milhões de doses de vacinas contra a covid-19, sendo 170 milhões com a primeira dose e 146 milhões com a segunda dose ou dose única. Outras 56,9 milhões de pessoas já receberam a dose de reforço. (Agência Brasil)

 

whatsapp image 2022-03-06 at 17.30.41

SAÚDE II: Sesa confirma mais 863 casos e três óbitos pela Covid-19

saude II 07 03 2022A Secretaria de Estado da Saúde divulgou neste domingo (06/03) mais 863 casos confirmados e três mortes — não necessariamente representam a notificação das últimas 24 horas — em decorrência da infecção causada pelo novo coronavírus. Há ajustes ao final do texto.

Soma - Os dados acumulados do monitoramento da Covid-19 mostram que o Paraná soma 2.345.388 casos confirmados e 42.247 mortos pela doença.

Meses - Os casos confirmados divulgados nesta data são de março (602), fevereiro (184) e janeiro (69) de 2022; dezembro (1), julho (1), junho (2) e maio (2) de 2021; dezembro (1) e junho (1) de 2020. Os óbitos divulgados nesta data são de março (2) de 2022 e junho (1) de 2021.

Internados - 130 pacientes com diagnóstico confirmado de Covid-19 estão internados em leitos SUS (52 em UTI e 78 em leitos clínicos/enfermaria) e nenhum em leitos da rede particular (UTI ou leitos clínicos/enfermaria).

Exames - Há outros 688 pacientes internados, 297 em leitos UTI e 391 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos da rede pública e particular e são considerados casos suspeitos de infecção pelo Sars-CoV-2.

Óbitos - A Sesa informa a morte de mais três pacientes. São três homens, com idades que variam entre 42 e 85 anos. Os óbitos ocorreram entre 13 de junho de 2021 a 6 de março de 2022.

Municípios - Os pacientes que foram a óbito residiam em Pinhais, Mangueirinha e Cascavel.

Fora do Paraná - O monitoramento da Sesa registra 10.634 casos de residentes de fora do Estado, 230 pessoas foram a óbito. (Agência de Notícias do Paraná)

Confira o informe completo clicando AQUI.

Veja os ajustes e relatório de exclusões na página da Sesa.

 


Versão para impressão


RODAPE