Imprimir
cabecalho informe

Informe Paraná Cooperativo - edição nº 5297 | 11 de Abril de 2022

SISTEMA S: Letícia Sugai ministra a palestra “Uma manhã pela integridade” no 2º Compliance Day

 

Eleita uma das 10 consultoras de compliance mais admiradas do Brasil em 2021 pelo anuário Compliance On Top, Letícia Sugai vai ministrar a palestra com o tema “Uma manhã pela integridade”, no dia 26 de abril, durante a segunda edição do Compliance Day, evento destinado aos colaboradores do Sistema S no Paraná. O debate ocorre das 9h às 10h, e será transmitido pela TV Paraná Cooperativo, no canal do Sistema Ocepar no Youtube. A iniciativa é das entidades que compõem o Sistema S no Paraná: Sesc, Senac, Sesi, Senai, Senar, Sescoop, Sest, Senat e Sebrae.

Sobre a palestrante - Bacharel em Administração pela Universidade Federal do Paraná, Letícia criou o Movimento "Integridade sempre vale a pena", é sócia da Veritaz e presidente do Instituto Paranaense de Compliance (Ipacom). Vencedora do 1º Prêmio Compliance Across Americas, foi escolhida como professora do ano de 2020 na Legal Ethics Compliance (LEC). A palestrante também é certificada em compliance e anticorrupção (CCA-1) pela Legal Ethics Compliance, possui MBA em Gestão de Riscos Corporativos pela Faculdade de Engenharia São Paulo e é especialista em facilitação de workshops pela How Education.

 

sistema s 11 04 2022

FORMAÇÃO: Sistema Ocepar realiza Curso para Conselheiros Fiscais a partir de 26 de abril; inscrições abertas

 

Estão abertas as inscrições ao Curso para Conselheiros Fiscais que será realizado pelo Sistema Ocepar, por meio do Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop/PR). Ao todo, serão treinadas dez turmas, de maneira presencial. A primeira será capacitada a partir do dia 26 de abril. A ideia é promover a capacitação e reciclagem dos conhecimentos dos membros do Conselho Fiscal das cooperativas, com objetivo de apresentar suas atribuições e responsabilidades, conceitos de contabilidade e análise de indicadores, demonstrar a legislação e relacionar o Conselho Fiscal com os demais agentes da governança.

 

Público-alvo - A formação é destinada a conselheiros fiscais efetivos, suplentes e futuros conselheiros ­fiscais. Serão tratados os seguintes conteúdos: representação do Sistema Ocepar, governança cooperativa, atuação do Conselho Fiscal, introdução à contabilidade de cooperativas e análise de indicadores de gestão.

 

Inscrições - Para garantir a participação no curso, o conselheiro deve se inscrever no clicando aqui. As inscrições são limitadas.

 

Informações - Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail monitoramento@sistemaocepar.coop.br.

 

formacao folder 07 04 2022

AGRO: Prioridades do cooperativismo para o Plano Safra 22/23

 

agro 11 04 2022Em reunião com representantes da Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa), na quinta-feira (07/04), o Sistema OCB apresentou as propostas prioritárias do cooperativismo para o Plano Safra 2022/23.    

 

Pleitos - A superintendente Tânia Zanella destacou que entre os principais pleitos estão os levantamentos acerca dos investimentos e aportes ao produtor rural. A sugestão é para que seja mantida a arquitetura de crédito atual; o aumento no volume de recursos para o financiamento; a exigibilidade de aplicação no crédito; e a equalização da taxa de juros.   

 

Dificuldades - Tânia também destacou as atuais dificuldades percebidas pelo cooperativismo em relação aos níveis atuais da taxa básica de juros e da inflação e a necessidade de desbloqueio das linhas de financiamento suspensas atualmente, além do atendimento aos danos causados pelos eventos climáticos no início deste ano. (Sistema OCB

 

FOTO: Gilson Abreu / AEN

 

SICOOB: Instituto divulga o Relatório de Impacto 2021

instituto sicoob 11 04 2022Em busca de conferir ainda mais transparência às suas atividades e compartilhar informações relevantes à sociedade, o Instituto Sicoob apresenta seu Relatório de Impacto referente a 2021. Um dos registros que mais chamam atenção são os 18 projetos aprovados e patrocinados em prol da disseminação da educação financeira. O investimento aportado girou em torno de R$ 4 milhões.

Resultados - De acordo com Luiz Edson Feltrim, superintendente do Instituto Sicoob, os resultados alcançados são fruto da missão do Sicoob de promover soluções e experiências inovadoras e sustentáveis por meio da cooperação. “Na semana do cooperativismo, por exemplo, conseguimos beneficiar mais de 189 mil pessoas e, ao todo, alcançar mais de 1,6 milhão de pessoas nas ações on-line", ressalta o executivo.

Semana Enef - Outro destaque do Relatório de Impacto é a 8ª Semana Nacional de Educação Financeira (Semana Enef), que ocorreu entre 8 a 14 de novembro. Com o tema “Hábitos de valor para uma vida financeira saudável”, o programa chegou a mais de 1,5 milhão de pessoas.

Grande destaque - A educação financeira foi o grande destaque em 2021. Ao todo, foram mais de 338 mil pessoas beneficiadas em todo o Brasil, por meio de ações e projetos como o Se Liga Finanças, Clínicas Financeiras, Semana Nacional de Educação Financeira, Palestra de Educação Financeira, Programa Financinhas entre outros, e quase meio milhão de pessoas beneficiadas pela disseminação da cultura cooperativista em todo o território brasileiro.

Disponível - O Relatório de Impacto 2021 está disponível no site. Ao longo do documento, links e QR Codes estão acessíveis aos leitores para identificar informações complementares. O Instituto Sicoob também deixou disponível links de navegação interna entre o sumário e os capítulos para proporcionar uma leitura mais dinâmica e interativa.

Sobre o Sicoob - Instituição financeira cooperativa, o Sicoob tem mais de 6 milhões de cooperados e está presente em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal. Oferecendo serviços de conta corrente, crédito, investimento, cartões, previdência, consórcio, seguros, cobrança bancária, adquirência de meios eletrônicos de pagamento, marketplace, dentre outras soluções financeiras, o Sicoob é a única instituição financeira presente em 330 municípios. É formado por 352 cooperativas singulares, 16 cooperativas centrais e pelo Centro Cooperativo Sicoob (CCS), composto por uma confederação e um banco cooperativo, além de processadora e bandeira de cartões, administradora de consórcios, entidade de previdência complementar, seguradora e um instituto voltado para o investimento social. Ocupa a segunda colocação entre as instituições financeiras com maior quantidade de agências no Brasil, segundo ranking do Banco Central, com 3.789 pontos de atendimento em mais de 2 mil cidades brasileiras. Acesse o site para mais informações. (Imprensa Sicoob)

 

SICOOB SUL: Cooperado ganha carro 0 km na campanha “Sou rural, #EuProtejo”

sicoob sul 11 04 2022Quem protege a safra, o custeio e a propriedade rural no Sicoob, além de ter segurança, ainda concorre a prêmios na campanha “Sou rural, #EuProtejo”. Foi o caso do cooperado do Sicoob Sul em Guarapuava, Douglas Campos, que ganhou uma Fiat Stradas Volcano 0 km no segundo sorteio.

Seguros - Ele, que é um médio produtor rural e possui conta no Sicoob desde novembro de 2020, adquiriu três seguros rurais da Sancor Seguros e passou a concorrer na campanha. O prêmio foi entregue para Douglas no último dia 29, pelo vice-presidente do Conselho de Administração do Sicoob Sul, Carlos Alberto Pimentel, pelo supervisor Comercial de Seguros do CCS, Guilherme Palma Neto, pelo supervisor da Unicoob Corretora, Marcos Lima, e pelo gerente Comercial da Sancor Seguros, Paulo Dawibida.

Felicidade - Segundo o cooperado, quando recebeu a notícia ele não acreditou e pensou que poderia ter sido um erro, mas que depois de confirmar ficou muito feliz. “Nunca ganhei nada e de uma hora pra outra você ganha um carro é uma notícia maravilhosa, ainda mais vindo da agência onde a gente vem tendo uma relação muito boa, que desde o primeiro dia fui muito bem atendido e sempre vem superando as expectativas com muita transparência nos negócios”, afirma.

Sobre a campanha - Até o dia 30 de junho de 2022, qualquer pessoa física (com idade igual ou superior a 18 anos) ou jurídica, que possua conta ativa no Sicoob e tenha adquirido um dos seguros rurais pode concorrer aos prêmios.

Validade - A cada R$ 100 em prêmio líquido emitido, o segurado garante um número da sorte que valerá para todos os sorteios. Após a contratação do seguro, o cooperado automaticamente concorre a uma moto Honda 0Km ou a um carro Fiat Strada Volcano 0Km. (Imprensa Sicoob Unicoob)

 

SICREDI UNIÃO PR/SP: Com Farmácias São Paulo, cooperativa promove ações em prol da saúde

sicredi uniao 11 04 2022No mês em que se comemora o Dia Mundial da Saúde (7 de abril), a Sicredi União PR/SP, em parceria com a rede de Farmácias São Paulo, está realizando ações em prol da saúde dos associados. Na semana passada, a campanha foi realizada na agência Cerro Azul na quarta-feira (06/04) e na agência da Vila Operária na quinta (07/04), em Maringá (PR). A ação também ocorrerá nos dias 12, 14, 19 e 21 deste mês, sempre das 11h às 14h. Farmacêuticos da rede estarão nas agências da cooperativa para aferir a pressão dos associados.

Outros benefícios - Além disso, a parceria oferece outros benefícios aos associados, com descontos de até 50% em remédios e dermocosméticos em qualquer unidade das Farmácias São Paulo. De acordo com o Assessor de Desenvolvimento de Negócios da Sicredi União PR/SP, Jairo Moreira Neto, o objetivo da parceria é alinhar cooperativismo e negócios, estabelecendo um relacionamento com empresas locais que possuam sinergia com o propósito da cooperativa e entendam a importância de contribuir com as regiões onde estão inseridas.

Soma de esforços - “A parceria com a rede de farmácias nasceu com o intuito de somar esforços para promover o desenvolvimento regional e, a partir dessa relação de colaboração, agregar valor para toda nossa base de relacionamento, associados e colaboradores. Com isso, conseguimos criar um ciclo virtuoso, visando alcançar objetivos comuns, fortalecendo o cooperativismo e colocando em prática ações que trazem benefício para a comunidade local”, destaca.

Conscientização - A ação tem o objetivo, ainda, de promover a conscientização sobre a importância dos cuidados com a saúde. “O lançamento dessa parceria coincidiu com a semana em que se comemora o Dia Mundial da Saúde. Foi um momento oportuno para demonstrar todos os esforços que a cooperativa tem feito para trazer benefícios para nossos associados e colaboradores”, acrescenta.

Cronograma - O cronograma das próximas ações será divulgado em breve. (Imprensa Sicredi União PR/SP)

 

UNIMED COSTA OESTE: Evento em prol da conscientização do autismo é realizado em Toledo

 

unimed costa oeste 11 04 2022A Unimed Costa Oeste promoveu, no Dia Mundial de Conscientização do Autismo, celebrado em 2 de abril, um evento no Parque Ecológico Diva Paim Barth, em Toledo (PR). A ação teve como finalidade promover a troca de experiências entre as famílias, fortalecer a rede de apoio e oportunizar às crianças um dia divertido e com muitas brincadeiras. Além disso, cada criança foi presenteada com um cordão feito especialmente para a data.

 

Objetivo - “Nosso objetivo principal foi criar um espaço onde as crianças pudessem brincar, independente de diagnósticos, e que as famílias tivessem um tempo para se conhecerem, porque geralmente elas enfrentam dificuldades quando recebem o diagnóstico. Ainda percebemos que há mais necessidade de informação da sociedade a respeito do autismo, tanto em questões de diagnóstico como de tratamento. Quanto mais informação levamos à sociedade, mais diminuímos pré-conceitos e pré-julgamentos”, destacou a fonoaudióloga da Unimed, Ariane Aguiar Braga Ramos.

 

Informação - Aline Mayara Slusarski – que é mãe do pequeno Rafael, de 2 anos e 8 meses - participou do evento e destacou que a iniciativa oportuniza o acesso à informação sobre o autismo para mais pessoas. “Nós não tínhamos conhecimento até descobrir que nosso filho é portador do transtorno do espectro autista (TEA). Ele apresenta um grau leve e tivemos o laudo quando estava com 1 ano e 11 meses. No começo foi um choque, mas logo conseguimos encaixar as terapias e percebemos a evolução. Com três meses de terapia já era outra criança, até pelo diagnóstico precoce. As pessoas não têm o conhecimento sobre o autismo e isso atrasa o processo de descobrir, bem como o tratamento”, frisou.

 

Espaço no NAS - As crianças com TEA agora contam com um serviço especial que funciona no Núcleo de Atenção à Saúde (NAS). Inicialmente, elas recebem atendimento em fonoaudiologia e terapia ocupacional, mas a equipe de profissionais está sendo ampliada. “Já começamos com os atendimentos dessas especialidades, mas nosso objetivo é estruturar um atendimento bem amplo, com uma equipe multidisciplinar para atender essas crianças da forma que elas precisam. Geralmente as crianças precisam de uma intensidade de atendimento. Seguindo o plano de intervenção individual – que é compartilhado entre a equipe - os profissionais sabem das necessidades de cada uma e, com isso, os objetivos são alcançados”, pontou Ariane.

 

Centralização - Segundo a terapeuta ocupacional da Unimed, Thais Amanda Bolson Moretto, estar tudo centralizado em um mesmo local facilita para as crianças e também para as famílias. “Ainda estamos formando a equipe, mas com certeza já ajudou muitas famílias, porque direciona os atendimentos em um lugar só, pois as crianças geralmente precisam de atendimento de fonoterapia, terapia, psicologia, musicalização, entre outras atividades”, pontuou.

 

Formatação - A coordenadora da Atenção à Saúde, Bianca Aline Neske, explicou que o Serviço de Terapias Especiais foi formatado a partir das consultas realizadas no NAS e dos encaminhamentos médicos solicitando terapias em crianças. Os atendimentos começaram no mês de fevereiro. “Percebemos a necessidade de iniciar um trabalho voltado não só ao autismo, mas outros transtornos. Vamos contratar mais profissionais para compor a equipe multidisciplinar para que a criança possa receber todo o atendimento que ela necessita no mesmo lugar, ou seja, tudo dentro do NAS. Vamos trazer ainda psicóloga, psicopedagoga e a fisioterapeuta para a equipe”, concluiu. (Imprensa Unimed Costa Oeste)

 

CRÉDITO RURAL: Contratações somam R$ 209 bilhões em nove meses

 

credito rural destaque 11 04 2022Em nove meses da safra 2021/2022, os desembolsos do crédito rural atingiram R$ 209,1 bilhões distribuídos em 1.409 mil contratos. O crescimento registrado é de 25% em comparação com o mesmo período da safra passada. 

 

Destinação - Desse total, R$ 110,5 bilhões foram para o custeio, R$ 60,7 bilhões para o investimento, R$ 25,1 bilhões para a comercialização e R$ 12,8 bilhões para a industrialização. 

 

Regiões - Todas as regiões apresentaram aumento no valor do crédito concedido aos produtores rurais, com destaque para a Região Norte, pela elevação tanto no número de contratos quanto no valor, sendo o Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO) e a Poupança Rural Controlada as principais fontes de recursos utilizados. 

 

Fontes de recursos - No agregado, as fontes de recursos mais representativas foram Poupança Rural Controlada (R$ 47,4 bilhões), Recursos Obrigatórios (R$ 44,4 bilhões), LCA (R$ 33,7 bilhões) e Poupança Livre (R$ 31,0 bilhões); as quais representam 75% de participação do total liberado pelas Instituições Financeiras aos produtores rurais. 

 

Balanço - Os números fazem parte do Balanço de Desempenho do Crédito Rural, divulgado na sexta-feira (08/04) pela Secretaria de Política Agrícola (SPA) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.  

 

Investimentos sem vinculação - Os investimentos sem vinculação a programa específico (financiamentos contratados com recursos dos fundos constitucionais e com recursos livres) superaram a programação inicial de recursos, principalmente com a suspensão, desde fevereiro, da contratação dos financiamentos equalizáveis em decorrência do esgotamento dos recursos orçamentários para a equalização de juros. A procura por fontes não equalizadas materializou-se como a alternativa para a continuidade dos financiamentos. 

 

Liberações - Apesar dessa interrupção, ainda foram registradas algumas liberações de recursos nesse período, provavelmente oriunda de operações iniciadas e aprovadas antes dessa determinação. Como alternativa de apoio, os produtores podem recorrer aos financiamentos com recursos não equalizados, aí incluídos os realizados com os recursos obrigatórios, como os dos fundos constitucionais de financiamento e com os recursos livres. (Mapa

 

FOTO: iStock

 

 

credito rural 11 04 2022

 

DEFESA AGROPECUÁRIA: Mapa lança material didático para reforçar ação contra a peste suína africana

defesa agropecuaria 11 04 2022A peste suína africana é uma doença contagiosa que devastou rebanhos na China, em outros países asiáticos e na União Europeia. Não tem cura nem tratamento e, quando diagnosticada, exige o sacrifício de todos os animais contaminados. A chamada PSA ainda não chegou ao Brasil nessa onda mais recente, mas casos foram confirmados no ano passado na República Dominicana e no Haiti.

Medidas rigorosas - Para proteger o rebanho suíno nacional, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) implementou medidas rigorosas de controle nas fronteiras, incluindo a fiscalização em aeroportos internacionais. Agora, acaba de publicar um material de caráter preventivo: o livro “Diálogos para a prevenção da peste suína africana” foi organizado pela Comissão de Educação Sanitária (CES), vinculada à Superintendência Federal de Agricultura de São Paulo (SFA-SP), a representação do ministério no estado.

Conjunto - O conjunto de material didático inclui cartazes, mensagens de voz, infográficos, mensagens de texto e postagens para redes sociais. O arranjo multimídia foi utilizado com sucesso anteriormente, nos diálogos sobre a fusariose da bananeira e sobre as boas práticas no uso de produtos veterinários. Essas duas obras foram lançadas no ano passado pela CES.

Comissão - A comissão de educação sanitária reúne médicos veterinários, zootecnistas, engenheiros e jornalistas de instituições públicas e da iniciativa privada. O papel dessa comissão é estimular ações preventivas em torno da saúde única, um conceito que agrega a saúde animal, humana e ambiental com foco no desenvolvimento de políticas públicas que favoreçam o controle de enfermidades.

Histórico - Além de orientações sobre a prevenção da doença, o livro traz um histórico sobre a PSA no mundo. O Brasil, por exemplo, já teve casos registrados entre 1978 e 1981. “O vírus foi introduzido por resíduos de alimentos de uma aeronave proveniente da região ibérica”, conta Juliana do Amaral Moreira Vaz, auditora fiscal federal agropecuária, coordenadora da CES e uma das autoras do livro. Ao todo, foram 224 focos no país, com 66.966 animais sacrificados e indenização de US$ 2,11 milhões. A declaração de país livre da doença só ocorreu em dezembro de 1984.

Prefácio - No prefácio, a superintendente federal de Agricultura de São Paulo, Andréa Figueiredo Procópio de Moura, lembra que é essencial a sensibilização de todos os atores envolvidos nesse processo. “A ideia é utilizar de forma didática a ferramenta mais poderosa e eficaz para o controle da doença no país: a informação.”

Elemento chave - Para o professor Luís Fernando Zuin, da Universidade de São Paulo (USP), garantir a saúde única nos processos produtivos no campo será um dos elementos chave para a produção sustentável de um novo rural. “Este livro, com suas ações pedagógicas e materiais didáticos, vai ao encontro da concretização na prática pela busca diária deste novo rural. Com essa obra, buscamos prevenir a chegada da PSA no Brasil e nas suas propriedades rurais. É uma doença que tanto tememos por causa do seu enorme potencial de causar prejuízos financeiros e ambientais”, disse ele, que é um dos autores a idealizadores da coleção “Diálogos”.

Consumo - Guilherme Zaha Takeda, chefe da Divisão de Sanidade dos Suídeos da Secretaria de Defesa Agropecuária do Mapa, lembra que a carne suína é uma das mais consumidas em todo o mundo e o Brasil se consolidou como um dos maiores produtores globais dessa proteína. “A peste suína africana ameaça à segurança alimentar de parcela da população que tem na criação de suínos uma alternativa de fonte alimentar e de renda”, afirmou. Para ele, o livro traz informações importantes para toda sociedade brasileira. (Mapa)

O livro está disponível neste link.

 

MERCADO: Soja sobe mais R$ 1,00/saca no interior do RS

mercado 11 04 2022No estado do Rio Grande do Sul, os preços de pedra da soja subiram em R$ 2,00/saca, levando a saca a R$ 175,00 enquanto o porto marcou alta de 1,05%, valor equivalente a R$ 2,00/saca, fazendo a região alcançar R$ 192,00, segundo informações da TF Agroeconômica. “No interior os preços sobem R$ 1,00/saca em Cruz Alta levando a saca a R$ 187,00, em Ijuí e Passo Fundo a mesma diferença foi vista, alta de R$ 1,00/saca e valores chegando a R$ 187,00. Ademais, fábricas e tradings seguem disputando os preços no interior. A sexta-feira trabalhou com menor firmeza devido à baixa do dólar que, consistentemente, segura os preços no Brasil. A cotação mais baixa de hoje chegou na base de -0,65%, enquanto a alta da soja grão foi de 1,35%”, comenta.

Santa Catarina - Em Santa Catarina, o preço sobe 1,10% no porto, nada de negócios. “Em SC nenhum movimento expressivo foi visto hoje, nem nos preços nem no mercado, em fato a volatilidade do mercado está tornando os negócios mais escassos na maioria das regiões, os únicos produtores que buscam efetuar vendas são os com pequenos estoques de soja disponível”, completa a consultoria.

Paraná - Já no Paraná, o porto sobe R$ 3,00/sc, interior R$1,00/sc. “No dia de hoje Paraná marcou elevações de preços apenas no porto e em Ponta Grossa, com ambos subindo com menor expressividade em relação aos demais dias da semana. Isso se deve à falta de interesse no mercado como um todo, que passa por um momento delicado tanto para o dólar quanto para Chicago, com muita especulação a respeito dos estoques mundiais, como pela própria dinâmica interna do Paraná”, indica.

Sem evolução - “No caso dos preços de Cascavel, Maringá e Pato Branco, o dia não marcou evoluções em relação aos níveis vistos anteriormente, apenas Ponta Grossa que costuma trabalhar em conjunto com o porto passou por melhora sucinta de 0,55%, valor equivalente a R$ 1,00/saca. Ademais, nada em negócios foi visto”, conclui. (Agrolink)

FOTO: Danilo Estevão / Embrapa

 

IBGE: Indústria paranaense cresce 1,3% em fevereiro, aponta Instituto

ibge 11 04 2022A indústria paranaense cresceu 1,3% em fevereiro deste ano. O comparativo é com janeiro deste ano. Os dados são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados na sexta-feira (08/04). No mesmo período, outros dez locais pesquisados pelo instituto apresentaram variação positiva. A média nacional ficou em 0,7%.

Crescimento acumulado - Com esse índice, o Paraná alcançou crescimento acumulado de 7,5% nos últimos doze meses. É um comparativo de março de 2021 a fevereiro de 2022 em relação a março de 2020 e fevereiro de 2021, intervalo entre a chegada e os primeiros picos da pandemia. Esse é o terceiro maior aumento do País, atrás apenas de Amazonas (8,9%) e Minas Gerais (8%). A média nacional nesse recorte é de 2,8%.

Setores - Setorialmente, os principais impactos positivos nesses doze meses foram produtos de madeira (20,5%), máquinas e equipamentos (44,8%), automóveis, reboques e carrocerias (28,6%) e produtos de minerais não-metálicos (8,9%). No mês, os principais motores foram fabricação de bebidas, veículos automotores e máquinas e equipamentos.

Comparativo - Na comparação com fevereiro de 2021, a indústria paranaense apresentou recuo de 0,9%, dentro da tendência nacional, que registrou redução de 4,3%. Oito dos 15 locais pesquisados tiveram taxas negativas. No acumulado do ano, o resultado estadual aponta recuo de 2,7%, ante queda de 5,8% na junção de todas as unidades federativas.

Status da indústria - A indústria paranaense cresceu 9% em 2021, em franca retomada do período da crise provocada pela pandemia, com um dos maiores indicadores do Brasil. Atualmente a produção mantém certa estabilidade, impactada pelas instabilidades nos insumos e inflação (11,3% nos últimos doze meses), com impacto direto sobre os custos das empresas.

Antes da pandemia - Antes da chegada do coronavírus, a indústria estadual crescia a taxas próximas de 5%, com forte influência da expansão produtiva da agroindústria, que, por sua vez, havia sido favorecida por uma safra agrícola recorde na temporada 2019/2020.

Desempenho - Segundo o Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes), a inflação, a política monetária, a dinâmica da dívida pública, o nível do endividamento familiar e empresarial e o comportamento do emprego e dos salários, entre outras questões nacionais, determinarão fortemente o desempenho da atividade manufatureira estadual neste ano. Esse cenário ainda pode sofrer impacto dos conflitos entre Rússia e Ucrânia. Mesmo assim, a projeção é de manutenção do crescimento do setor.

Nacional - A produção industrial nacional registrou alta em 11 dos 15 locais investigados pela Pesquisa Industrial Mensal em fevereiro, após recuo de janeiro, ocasionado por férias coletivas, muito comuns para esse período do ano. O setor ainda permanece 2,6% abaixo do patamar de antes do início da pandemia. Também está 18,9% abaixo do nível recorde alcançado em maio de 2011. Entre as atividades, as influências positivas em fevereiro vieram das indústrias extrativas e de produtos alimentícios. (Agência Estadual de Notícias)

FOTO: Arquivo AEN

 

INFRAESTRUTURA: Porto de Paranaguá prevê exportar 6,5 milhões de toneladas de granéis no 2º trimestre

infraestrutura 11 04 2022Os terminais que operam no Porto de Paranaguá esperam carregar 6.568.990 toneladas de granéis sólidos de exportação no segundo trimestre (abril a junho) deste ano. Em média, por mês, a previsão é embarcar 2.189.663 toneladas de soja, farelos, açúcar e milho.

Milho açúcar - Os volumes de milho e açúcar aguardados para os próximos três meses animam o segmento. Enquanto de abril a junho, no ano passado, não houve milho exportado pelo porto paranaense, neste ano os operadores devem embarcar 980 mil toneladas do produto. “A expectativa para o período é de alta, também para os volumes embarcados de açúcar a granel”, diz o diretor-presidente da Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia.

Alta esperada - De acordo com ele, a alta esperada no açúcar é de quase 8%. No segundo trimestre de 2021, 1.038.096 toneladas do produto foram exportadas pelo Porto de Paranaguá. “Neste ano, no período, o volume esperado é de 1.120.000 toneladas”, acrescenta.

Total projetado - No total, o volume projetado é cerca de 1 milhão de toneladas, menor do que foi movimentado nos mesmos três meses no ano passado. A queda é principalmente na soja, em grãos e farelo. “A quebra na produção, devido às condições climáticas adversas na lavoura durante o desenvolvimento da soja, fez com que os terminais reduzissem a expectativa de movimentação do produto”, afirma.

Soja em grão - De soja, em grão, as empresas pretendem embarcar pouco mais de 2.980.000 toneladas pelo Porto de Paranaguá no segundo trimestre. De farelo, são esperadas quase 1.489.000 toneladas.

Consolidado - A exportação de granéis sólidos pelo Porto de Paranaguá no primeiro trimestre teve acréscimo de 12,3% em relação ao mesmo período do ano passado. De janeiro a março, foram 5.715.000 toneladas de soja, farelo, açúcar e milho carregados pelos terminais paranaenses, frente ao registro de 5.090.037 toneladas nos mesmos três meses de 2021.

Movimentação - “A alta na movimentação neste primeiro trimestre foi puxada, principalmente, pela exportação de soja em grão e farelo”, afirma Luiz Fernando Garcia.

Quantidade - Em grão, foram 3.331.029 toneladas – cerca de 18,6% a mais que as 2.809.033 toneladas registradas em 2021. De farelo de soja, o volume exportado foi de 1.315.233 toneladas em 2022. De janeiro a março do ano passado foram 937.108 toneladas. A alta foi de 40,3%.

Milho - As exportações de milho, no período, ficaram praticamente no mesmo volume – 514.121 toneladas do grão foram embarcadas neste ano. No volume de açúcar houve queda: 554.617 toneladas carregadas nesse primeiro trimestre. Em 2021, foram 752.358 toneladas. (Agência Estadual de Notícias)

FOTO: Claudio Neves / Portos do Paraná

 

ENERGIA: Novas usinas em operação ampliam em 347,2 MW a oferta de geração em março

energia 11 04 2022A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) verificou em março um acréscimo de 347 megawatts (MW) na expansão da matriz energética brasileira. De acordo com a equipe de fiscalização da Agência, 126,3 MW foram adicionados ao sistema por usinas termelétricas (36% do total do mês), 100,4 MW por usinas solares fotovoltaicas (29%), 73,4 MW por unidades eólicas (21%) e 47,1 MW por pequenas centrais hidrelétricas (14%).

Aumento - No primeiro trimestre de 2022, o aumento na capacidade instalada foi de 1.367 MW, com novos empreendimentos em 11 estados de quatro regiões brasileiras. Destacaram-se, em ordem decrescente, a Bahia, com 421,5 MW; o Rio Grande do Norte, com 306,6 MW; e o Paraná, com 189,4 MW. O estado de Roraima, atendido por sistemas isolados, recebeu em março um acréscimo de 97 MW em termelétricas.

Capacidade instalada - Até 1º de abril, a potência fiscalizada total instalada no Brasil era de 182.841,3 MW de acordo com dados do Sistema de Informações de Geração da ANEEL, o SIGA, atualizado diariamente com dados de usinas em operação e de empreendimentos outorgados em fase de construção. Desse total em operação, 83% das usinas são impulsionadas por fontes consideradas sustentáveis, com baixa emissão de gases do efeito estufa.

Informações - Outras informações sobre o acompanhamento da expansão da oferta de geração estão disponíveis em painéis interativos no Ralie - Acompanhamento da Expansão da Geração. Ele traz dados técnicos das futuras usinas, atos administrativos publicados, informações apresentadas pelos agentes outorgados quanto ao progresso da implantação das usinas, histórico e previsões de início de operação. As informações abrangem o Sistema Interligado Nacional (SIN) e os Sistemas Isolados do Brasil, com base em dados públicos. (Aneel)

 

energia quadro 11 04 2022

 

LEGISLATIVO: Comissão debate formas de aperfeiçoar projeto sobre Estatuto do Aprendiz

legislativo 11 04 2022A Comissão Especial destinada a analisar o Projeto de Lei 6461/19, que institui o Estatuto do Aprendiz, realiza audiência pública nesta terça-feira (12/04) para debater e ouvir recomendações para o aperfeiçoamento da política para o setor. O debate será realizado às 15 horas, no plenário 9, e poderá ser acompanhado de forma interativa pelo e-Democracia

Modificações - O deputado Marco Bertaiolli (PSD-SP), relator do PL 6461/19 e autor do pedido de audiência, lembra que nos últimos anos a legislação trabalhista, principalmente a Consolidação das Leis do  Trabalho (CLT), sofreu várias modificações que não foram completamente compiladas na Lei 10.097/00, que é a atual Lei de Aprendizagem. 

Aprimoramento - "O presente projeto de Estatuto do Aprendiz, que foi proposto por um grupo de colegas junto com o deputado André de Paula (PSD-PE), objetiva não só atualizar essas normas, mas também aprimorá-las, aperfeiçoando os termos atualmente em vigor no que tange ao trabalho dos aprendizes, para que ocorra maior incentivo à contratação desses adolescentes e jovens", disse Bertaiolli. 

Debatedores - Confirmaram presença na audiência:
-  a procuradora do Trabalho e coordenadora Nacional de Combate à Exploração do Trabalho da Criança e do Adolescente do Ministério Público do Trabalho, Ana Maria Villa Real;
- o diretor Legislativo da Associação Nacional dos Procuradores e das Procuradoras do Trabalho, Antonio de Oliveira Lima;
- o presidente da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), Luiz Antonio Colussi;
- o diretor-adjunto de Comunicação do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais do Trabalho, Sebastião Estevam dos Santos;
- a representante da Associação Nacional do Ministério Público de Defesa dos Direitos dos Idosos e Pessoas com Deficiência, Maria Aparecida Gugel. 

(Agência Câmara de Notícias

FOTO: Moacir Evangelista / Sistema Fibra 

 

SAÚDE I: Casos de Covid-19 vão a 30.152.402 e mortes a 661.258

 

Os casos de pessoas que pegaram covid-19 chegaram a 30.152.402 neste domingo (10/04) Nas últimas 24 horas, foram registrados 7.210 casos da doença. Até sábado (09/04), o painel de dados do Ministério da Saúde marcava 30.145.192 casos acumulados.

 

Acompanhamento - O número de casos em acompanhamento de covid-19 está em 452.248. O termo é dado para designar casos notificados nos últimos 14 dias que não tiveram alta nem evoluíram para morte.

 

Mortes - Já a soma de mortes causadas por complicações associadas à covid-19 alcançou 661.258. Entre sábado e domingo (09 e 10/04), foram notificadas 38 novas mortes. Ontem, o sistema de informações da pandemia contabilizava 661.220 falecimentos.

 

Investigação - Ainda há 3.099 mortes em investigação. Os óbitos em investigação ocorrem pelo fato de haver casos em que o paciente faleceu, mas a investigação se a causa foi covid-19 demanda exames e procedimentos posteriores.

 

Recuperados - Até este domingo, 29.038.896 pessoas se recuperaram da covid-19. O número corresponde a 96,3% dos infectados desde o início da pandemia.

 

Atualização - Os dados estão na atualização do Ministério da Saúde divulgado neste domingo (10/04). No quadro epidemiológico estão consolidadas as informações enviadas por secretarias municipais e estaduais de saúde sobre casos e mortes associados à covid-19.

 

Números - Os números em geral são menores aos domingos, segundas-feiras o nos dias seguintes aos feriados em razão da redução de equipes para a alimentação dos dados. Às terças-feiras e dois dias depois dos feriados, em geral há mais registros diários pelo acúmulo de dados atualizados.

 

Estados - Segundo o balanço do Ministério da Saúde, o estado com mais mortes por covid-19 registradas até o momento é São Paulo (167.706), seguido de Rio de Janeiro (73.039), Minas Gerais (61.046), Paraná (42.978) e Rio Grande do Sul (39.160).

 

Menos - Os estados com menos óbitos resultantes da pandemia são Acre (1.996), Amapá (2.128), Roraima (2.146), Tocantins (4.147) e Sergipe (6.334).

 

Vacinação - Até este domingo foram aplicados 405,3 milhões de doses de vacinas contra a covid-19, sendo 173,4 milhões com a primeira dose, 152,3 milhões com a segunda dose e 4,8 milhões com a dose única. Outros 71,2 milhões já receberam a dose de reforço e 3,0 milhões ganharam dose adicional. (Agência Brasil)

 

whatsapp image 2022-04-10 at 18.17.37

SAÚDE II: Mais 581 novos casos e quatro óbitos pela Covid-19 são registrados no Paraná

 

saude II 11 04 2022A secretaria estadual da Saúde divulgou neste domingo (10/04) mais 581 casos confirmados e quatro mortes em decorrência da infecção causada pelo novo coronavírus. Os números não representam a notificação das últimas 24 horas. Os dados acumulados do monitoramento da Covid-19 mostram que o Paraná soma 2.416.221 casos confirmados e 42.745 mortos pela doença. 

 

Meses - Os casos confirmados divulgados neste domingo são de abril (358), março (13), fevereiro (36) e janeiro (149) de 2022; outubro (1), setembro (6), agosto (2), julho (6), junho (2), abril (1), março (1) e fevereiro (1) de 2021 e novembro (1), agosto (3) e julho (1) de 2020. Os óbitos são de julho (1) e abril (1) de 2021; novembro (1) e agosto (1) de 2020. 

 

Internados - Segundo o boletim, 34 pacientes com diagnóstico confirmado de Covid-19 estão internados em leitos SUS (15 em UTI e 19 em enfermaria). Não há pacientes com diagnóstico confirmado internados na rede particular. Há outros 281 pacientes internados, 144 em leitos UTI e 137 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão na rede pública e rede particular e são considerados casos suspeitos de infecção pelo Sars-CoV-2. 

 

Óbitos - A Secretaria da Saúde informa a morte de mais quatro pacientes. São três mulheres e um homem, com idades que variam entre 69 e 81 anos. Os óbitos ocorreram entre 23 de agosto de 2020 a 24 de julho de 2021. 

 

Municípios - Os pacientes que foram a óbito residiam em Curitiba (3) e Terra Boa (1). 

 

Fora do Paraná - O monitoramento da Sesa registra 10.820 casos de residentes de fora do Estado, 233 pessoas foram a óbito. (Agência Estadual de Notícias

 

Confira o informe completo 

 

Confira o relatório de AJUSTES AQUI

 


Versão para impressão


RODAPE