Imprimir
cabecalho informe

Informe Paraná Cooperativo - edição nº 5390 | 23 de Agosto de 2022

ENCONTROS DE NÚCLEOS: Reunião com cooperativistas do Centro-Sul, em Arapoti, vai abrir a segunda rodada de 2022

Arapoti vai sediar a primeira reunião da segunda rodada dos Encontros de Núcleos Cooperativos de 2022, no dia 12 de setembro, com a presença de representantes do Centro-Sul e tendo as cooperativas Capal, Sicredi Novos Horizontes PR/SP e Ceral como anfitriãs. Os eventos são promovidos pelo Sistema Ocepar com o objetivo de discutir assuntos de interesse do cooperativismo. Desta vez, no foco dos debates estará o Programa de Educação Política do Cooperativismo.

Presenciais - As atividades voltam ao formato presencial, após várias edições ocorridas virtualmente devido à pandemia de Covid-19. Realizada tradicionalmente em outubro, a programação desta segunda etapa dos Encontros deste ano foi antecipada para o mês de setembro. A primeira rodada ocorreu entre os dias 14 e 17 de março.

Agenda - Seguindo a agenda, no dia 13 de setembro, o Sistema Ocepar irá reunir as lideranças do Sudoeste em Mariópolis e as anfitriãs serão Camisc e Sicredi Parque das Araucárias PR/SC/SP. No dia 14, Copacol, Sicredi Nossa Terra PR/SP e Coopercaf vão receber os cooperativistas do Oeste, em Cafelândia. Já no dia 15, em Rolândia, ocorre a reunião dos Núcleos Norte e Noroeste, com a Credialiança como anfitriã.

Público - Os eventos têm como público-alvo os presidentes, membros dos Conselhos de Administração e Fiscal, líderes dos Comitês Educativos, grupos femininos e de jovens, executivos e gestores das cooperativas paranaenses. Clique aqui para efetivar as inscrições.

Informações - Mais informações com Neuza Oliveira e Daniele Luana (secretaria@sistemaocepar.coop.br – 41 99278 0739 / 99151 2148).

 

encontros folder 19 08 2022 atual

DIREITO COOPERATIVO: Seminário da Região Sul inicia na quinta-feira, com debate sobre os 10 anos do Código Florestal

Na quinta-feira (25/08), tem início, em Florianópolis (SC), o Seminário de Direito Cooperativo da Região Sul, numa iniciativa conjunta das Organizações Estaduais das Cooperativas do Paraná (Ocepar), Santa Catarina (Ocesc) e Rio Grande do Sul (Ocergs). O evento vai até sexta-feira (26/08), tendo o Sistema Ocesc como anfitrião. O primeiro dia será dedicado a debater os 10 anos do Código Florestal Brasileiro, enfocando a corresponsabilidade entre cooperativas e cooperados nas áreas ambiental, fiscal e trabalhista, com Leonardo Papp, e “Liquidação e recuperação de cooperativas”, com Gustavo Diniz.

Segundo dia - A programação do dia seguinte inicia com a participação de Cristian Groff, que irá falar sobre o tema “Sistema OCB: LGPD e a função do DPO na cooperativa”. Na sequência, Ana Paula Andrade dos Santos apresentará o site institucional da LGPD. Já Fabiano Jantalia discorrerá a respeito da “Utilização do Fates, critérios e segurança jurídica” e Rodrigo Forcenette tratará de “LC 160/2017 – Classificação dos benefícios de ICMS como subvenção para investimento e posicionamento da Receita Federal do Brasil.”

Sobre os palestrantes - Leonardo Papp é advogado, com atuação nas áreas de meio ambiente, negócios imobiliários e patrimônio. Também é doutor em Direito Econômico e Socioambiental pela PUCPR, e professor de Direito Ambiental e de Direito Imobiliário (CatólicaSC). Gustavo Diniz é professor associado de Direito Comercial da USP-FDRP, doutor e livre docente em Direito Comercial pela USP. Possui mestrado pela Unesp, é parecerista, árbitro e advogado. Cristhian Groff é advogado com ampla experiência em consultivo e contencioso judicial na área de Direito Cível Empresarial e Direito Digital. Ana Paula Andrade Ramos é assessora jurídica da Organização das Cooperativa Brasileiras (OCB). Fabiano Jantalia é doutor e mestre em Direito pela UnB; possui MBA em Finanças pela FGV, é especialista em Direito do Estado pela UERJ e bacharel em Direito pela UERJ. Rodrigo Forcenette é mestre em Direito Tributário pela PUC/SP, coordenador adjunto do Curso de Direito da Unip, professor de pós-graduação, autor de livros e artigos.

Inscrições Clique aqui para obter mais detalhes sobre a programação do evento e efetivar as inscrições. Os organizadores orientam os participantes das outras regiões a se cadastrarem como Sescoop/SC no momento de se inscrever.

 

direito cooperativo folder 18 08 2022

COOPERATIVISMO I: Semana de Competitividade vai conectar o coop com o futuro

sistema ocb 23 08 2022Acontece, a partir desta terça-feira (23/08) e segue até sexta (26/08), a Semana de Competitividade. O evento, promovido pelo Sistema OCB, reúne as principais temáticas que envolvem o modelo de negócios do movimento cooperativista com palestras, feira, mesas redondas, laboratórios para atividades práticas, espaço de intercooperação e rodada de negócios internacional. Nesta primeira edição, os temas de destaques são inovação, liderança para transformação, ESG e inteligência de mercado. Tudo para tornar o coop mais ainda mais preparado para concorrer no mercado e conectado com o futuro.

Competitivo e cooperativo - “Precisamos mostrar que o coop pode e deve ser mais competitivo, sem deixar de ser cooperativo. Mantendo nossos valores e princípios, ou seja, nossas raízes, podemos ser ainda mais fortes para crescer e conquistar novos espaços”, destaca o presidente do Sistema OCB, Márcio Lopes de Freitas.

Lançamentos - Também durante o evento, serão lançados o site da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) no coop; e o ESGCoop, programa que apresentará os indicadores para os princípios governança, social e ambiental no cooperativismo.

Degustação - A programação conta, ainda, com estandes para degustação de cafés produzidos por cooperativas e espaço sobre cooperativismo e eleições. O evento acontece de forma on-line de 23 a 26 de agosto, e presencialmente nos dias 23 e 24, no Centro Internacional de Convenções do Brasil, em Brasília.

Abertura - A abertura das plenárias, às 9h, será realizada pelo presidente do Sistema OCB, Márcio Lopes de Freitas. A programação on-line será transmitida ao vivo, no YouTube do Sistema OCB.

23/08, às 9h30 - O Coop é ESG - A superintendente do Sistema OCB anuncia o lançamento do Programa ESGCoop. Em seguida, acontece um bate-papo com Dario Neto, CEO do Grupo Anga, e Tarcila Ursini, conselheira independente, sobre a relação entre o COOP e a agenda ESG. A palestra visa estabelecer uma análise dos princípios com a perspectiva da atual metodologia chamada ESG, que é a forma contemporânea de avaliação da sustentabilidade corporativa.

23/08, às 11h - Como vender e se projetar no Mercado Digital - O CEO da Wine.com, Rogério Salume, vai desvendar os desafios de montar um e-commerce no Brasil e como segmentar seu produto para um nicho específico. Ele também vai falar sobre como reinventar negócios para que as coops fiquem ainda mais alinhada com o mercado digital. 

24/08, às 8h30 - Seminário Inovação e Sustentabilidade (transmitido pelo Canal Rural: https://lnkd.in/dRUqZPW2) - Quarta e última etapa do evento que vem abordando os desafios, oportunidades e contribuições do modelo de negócios coop em ações, atitudes e práticas sustentáveis. O tema central do debate é Da COP 26 à COP 27, o Brasil e o agro sustentável do século XXI. Os convidados vão abordar o marco regulatório indutor das metas e das práticas sustentáveis e dos serviços ambientais, bem como a geopolítica e diplomacia no posicionamento do Brasil e do agro perante a comunidade internacional. Presença confirmada dos ministros da Agricultura e Meio Ambiente, Marcos Montes e Joaquim Leite; do embaixador secretário de Assuntos Multilaterais Políticos do Ministério das Relações Exteriores (MRE), Paulino Franco de Carvalho Neto; diretora de Produção Sustentável e Irrigação do Ministério da Agricultura (Mapa), Fabiana Villa Alves, e do presidente do Novo Banco de Desenvolvimento do Brics (Brasil, Rússia, China e África do Sul), Marcos Troyjo.

24/08, às 11h – O Futuro não está escrito - Fábio Seidl, diretor global de Desenvolvimento Criativo da Meta em Nova Iorque, e responsável por campanhas em todo o mundo para marcas como Facebook, Instagram, WhatsApp, Messenger e Quest, refletirá sobre as infinitas possibilidades de futuro, que derivam da capacidade humana de experimentações criativas. Apesar de todas as previsões sobre o que vai acontecer com o futuro da internet e da economia criativa, só existe uma certeza: o futuro é escrito por nós, agora. A nova – e descentralizada – jornada da ideia, a criatividade coletiva, a transformação de dados em inspiração e inovação são os três motores principais das mudanças para os próximos anos. Nesta palestra, Fábio Seidl, diretor global de desenvolvimento criativo da Meta, reflete sobre as infinitas possibilidades de futuro, que derivam da nossa capacidade e experimentação criativas.

24/08, às 12h – Construindo o Coop do Futuro - O presidente do Sistema OCB, Márcio Lopes de Freitas, vai propor um desafio ao movimento cooperativista a ser atingido até 2027.

26/08, às 10h30 – Lançamento do site LGPD no Cooperativismo - A chefe da assessoria Jurídica do Sistema OCB, Ana Paula Andrade Ramos, e advogado especialista em Privacidade e Proteção de Dados (DPO), Christian Groff, fazem o lançamento do novo site sobre a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), criado para orientar as cooperativas nos processos de conformidade e atendimento à Lei.

Participações - Além da programação on-line, a trilha de Inovação vai contar com a participação do presidente do Conselho de Administração do Sicoob Metropolitano, Luiz Ajita; da autora do livro Psicologia da Inovação, Fernanda Furia; da CEO da Mastertech, Camila Achutti; da diretora de estratégia da Futures Unit e Box 1824, Luísa Fedrizzi; da CEO da ABGI, Maria Carolina Rocha; e da diretora global de Inovação e Negócios Digitais do Grupo Stefanini, Mary Alejandra Ballesta.

Inteligência de Mercado - Para falar sobre Inteligência de Mercado, os palestrantes incluem a sócia-fundadora da Oficina de Consultoria de Reputação e Gestão de Relacionamento, Patrícia Marins; o coordenador de ações do mercado externo do Ministério da Agricultura, Dalci Bagolin; a gerente geral do Sistema OCB, Fabíola Nader Motta; o cofundador e CEO da Tátil Design, Fredd Gelli; o mentor nas áreas de inovação, estratégia e transformação digital, Marcelo Minutti; e o gerente de varejo da SBS, Ulysses Alves do Reis.

Liderança para Transformação - O tema Liderança para Transformação será aprofundado pela gerente de Desenvolvimento de Cooperativas do Sistema OCB, Débora Ingrisano; pela jornalista especialista em marketing e cooperativismo, Carolina Mussolini; pelo conselheiro administrativo do Sescoop de Roraima, Igleisson Gomes; pelo advogado especialista em administração estratégica e gestão empresarial, Darci Hartmann; pela sócia-fundadora da Oficina de Consultoria de Reputação e Gestão de Relacionamento, Patrícia Marins; pela diretora da Olabi, Silvana Bahia; pela consultora de inovação, tecnologia e transformação social, Gabi Augustini; e pelo engenheiro agrônomo, Bruno Rangel Geraldo Martins.

Programação completa - Acompanhe a programação completa em https://competitividade.coop.br/ . (Sistema OCB)

 

COOPERATIVISMO II: Paranaenses participam da Semana de Competitividade, em Brasília

cooperativismo II 23 08 2022Profissionais do Sistema Ocepar e de cooperativas do Paraná estão prestigiando a Semana de Competividade, promovida pelo Sistema OCB em formato híbrido: on-line, de 23 a 26 de agosto, e presencialmente, nos dias 23 e 24, no Centro Internacional de Convenções do Brasil, em Brasília. Ao todo, 35 paranaenses participam das atividades na capital do país, entre os quais o presidente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken, os superintendentes Robson Mafioletti, da Ocepar; Leonardo Boesche, do Sescoop/PR; Nelson Costa, da Fecoopar, os gerentes de Desenvolvimento Técnico, Flávio Turra, e de Desenvolvimento Cooperativo, Maria Emília Pereira, além de coordenadores, analistas e representantes de cooperativas paranaenses de diferentes ramos.

Temáticas - De acordo com a OCB, o evento reúne as principais temáticas que envolvem o modelo de negócios do movimento cooperativista com palestras, feira, mesas redondas, laboratórios para atividades práticas, espaço de intercooperação e rodada de negócios internacional. Nesta primeira edição, os temas de destaques são inovação, liderança para transformação, ESG e inteligência de mercado. Tudo para tornar o cooperativismo mais ainda mais preparado para concorrer no mercado e conectado com o futuro. Clique aqui e confira.

 

SOLIDARIEDADE: Campanha arrecada fundos para reconstrução do coop da Ucrânia

solidariedade 23 09 2022A guerra entre Rússia e Ucrânia já dura mais de 150 dias. Inúmeras vidas foram perdidas e o conflito ainda não parece ter um fim próximo. Cooperativas ucranianas também foram atingidas pelos bombardeios russos e precisam de ajuda para reconstruir um legado de anos.

União Central - A União Central das Sociedades de Consumidores de Toda a Ucrânia (Ukrkoopspilka), organização similar ao Sistema OCB, congrega 25 cooperativas de consumo e tem sede na cidade de Kiev. Ela é uma das entidades destruídas pelos bombardeios, entre tantas outras.

Campanha internacional - Por isso, a Organização das Cooperativas da Ucrânia está fazendo uma campanha internacional para receber ajuda financeira e humanitária de colegas estrangeiros. No Brasil, o Sistema OCB será responsável pelas arrecadações de doações financeiras a serem repassadas para a instituição. Para isso, foi criada uma conta exclusiva para depósito. Confira os dados:

Chave PIX: ucrania@ocb.coop.br

Nome: Organização das Cooperativas Brasileiras

União - “A Ucrânia tem sido vítima de atos injustificáveis com danos permanentes em grande escala para as comunidades locais. O movimento cooperativo precisa se unir nesse momento para ajudar no que for possível. Sabemos que declarações e estratégias são importantes, mas nesse momento, precisamos, acima de tudo, de ações”, afirma o presidente Márcio Lopes de Freitas.

Linhas de proteção - Ainda segundo o presidente, as cooperativas ucranianas têm funcionado como linhas de proteção para cooperados e suas comunidades ao manter sua principal missão que é a de servir as pessoas. “Precisamos, portanto, nos unir para mostrar que a unidade, a perseverança, a resiliência e a confiança são legados do nosso movimento e que são justamente nos tempos difíceis que nos tornamos mais fortes. Convido todas as cooperativas brasileiras a participarem dessa campanha”, acrescenta.

Contribuição - Não deixe de contribuir. Juntos, construímos um mundo melhor! (Sistema OCB)

FOTO: ChiaJo / Pixabay

 

COOPAVEL: Começa o maior evento de trigo do Brasil

coopavel 23 08 2022Começou, nesta terça-feira (23/08), a terceira edição do maior evento de disseminação da cultura do trigo no Brasil. O início de visitação ao parque do Show Rural Coopavel de Inverno foi às 8h30, na BR-277, Km-577, saída para Curitiba. “Serão três dias com o melhor do trigo e de outras culturas de inverno que têm avançado muito nos últimos anos devido aos elevados investimentos de empresas nacionais e estrangeiras em pesquisas e novas tecnologias. Vale muito a pena saber mais sobre essas novidades”, diz o presidente da Coopavel, Dilvo Grolli.

Cultivares - Os visitantes vão conhecer 40 cultivares, 29 delas de trigo e pelo menos dez com potencial produtivo na casa de seis mil quilos por hectare, mais que o dobro da média brasileira. Vinte e três empresas vão participar, além de indústrias do portfólio da Coopavel, bem como de empresas de pesquisa como Embrapa e IDR-Paraná. “Produtores rurais, filhos de agricultores, técnicos e acadêmicos vão encontrar em um só lugar o melhor das culturas desenvolvidas para os meses frios do ano”, destaca o coordenador geral Rogério Rizzardi.

Novidades - A terceira edição do Show Rural Coopavel de Inverno traz inúmeras novidades. Haverá programações específicas sobre inovação no Espaço Impulso, no CTA (Centro Tecnológico de Avicultura) e também no Paraná Cooperativo. Serão palestras, pitches, debates e apresentações, além de uma programação, na quarta-feira, especialmente desenvolvida à mulher agricultora. Diariamente, sempre às 15h, haverá palestra com Vlamir Brandalizze, analista de mercados de renome internacional. Ele aprofundará o tema Um olhar sobre o mercado de grãos.

Abertura oficial da colheita - Um dos momentos mais aguardados desta edição será a abertura oficial da colheita do trigo no Paraná. Será às 13h30 desta quarta-feira (24/08) em uma área anexa ao parque. O ato contará com a presença do secretário de Estado da Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara, e outras autoridades. O acesso ao parque é gratuito, bem como o uso do estacionamento. O almoço servido no restaurante do parque também não terá custo aos visitantes. Outras informações sobre a programação e atrações da mostra de tecnologia podem ser conseguidas no portal www.showrural.com.br e nas mídias sociais do Show Rural Coopavel. (Imprensa Coopavel)

 

COAMO: Cooperativistas do Pará e da Costa Rica conhecem estrutura e serviços da cooperativa

Para conhecer o cooperativismo praticado pela Coamo por meio dos serviços e produtos disponibilizados aos cooperados, o processo de governança e o trabalho nas unidades, recentemente a cooperativa recebeu dois grupos de cooperativistas, sendo um da cooperativa agropecuária Coopernorte, de Paragominas (Pará), e outro da Cooperativa de Produtores de Leite Dos Pinos, de Alajuela, na Costa Rica, América Central.

Recepção - Os visitantes paraenses foram recepcionados pelo presidente do Conselho de Administração da Coamo, José Aroldo Gallassini e o presidente Executivo da Coamo, Airton Galinari, que apresentaram aos 25 profissionais de diversas áreas um pouco da história, estrutura e os serviços da Coamo em prol do desenvolvimento dos mais de 30 mil cooperados. Eles visitaram também o parque industrial da cooperativa, em Campo Mourão.

Sucessão e governança - “A Coamo não foi feita apenas para uma, duas gerações, mas para uma vida toda, por isso ela investe neste processo de sucessão e a governança foi implantada no momento certo e vem apresentando bons resultados”, disse Gallassini. Para Galinari, são grandes os benefícios ofertados aos cooperados nas diversas unidades da cooperativa, presente no Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul. “A nossa missão é gerar renda com desenvolvimento sustentável do agronegócio e a nossa visão é ser a melhor opção de desenvolvimento dos cooperados, por isso aqui antes dele ser atendido, ele é acolhido”, afirma Galinari.

Coopernorte - A Coopernorte foi fundada em 2011 e é a maior cooperativa de grãos do Pará, sediada em Paragominas, que é o município de maior produção de commodities do Estado. Conta com atuação de 100 cooperados que cultivam soja, milho, sorgo e milheto. O cooperativismo paraense se faz presente em quase todos os 144 municípios do Estado, desenvolvendo suas atividades por meio de 245 cooperativas, que geram mais de quatro mil empregos diretos e beneficiam direta e indiretamente mais de um milhão de paraenses.

Importância - Diego Andrade, gerente de Desenvolvimento de Cooperativas da OCB-Pará (Organização das Cooperativas do Estado do Pará), coordenador da visita, destacou a importância da visita à Coamo e ao cooperativismo paranaense. “Foi muito importante conhecer de perto como funciona e o desenvolvimento do cooperativismo do Paraná. Viemos a Coamo para ver e constatar de perto esse desenvolvimento e atuação que coloca a cooperativa como referência entre as principais cooperativas e empresas do país. Vamos levar esta troca de experiência e partilhar estes conhecimentos com os paraenses para que o nosso agronegócio e o cooperativismo possam continuar crescendo cada vez mais.”

Valiosa - Para a comitiva da Cooperativa de Produtores de Leite Dos Pinos, com sede em Alajuela, na Costa Rica, na América Central, foi valiosa a visita a Coamo. A cooperativa é uma empresa de alimentos 100% costarriquenha e líder na indústria de laticínios na América Central e Caribe, com uma vasta linha de produtos para consumo humano que ultrapassa 900 variedades. “Temos uma constante preocupação em melhorar nossas operações e fortalecer nossos cooperados, por isso viemos na Coamo para conhecer melhor esta cooperativa que é referência, pois buscamos melhorar continuamente nossas práticas e gestão, para que a cada dia sejam mais eficientes. Vamos compartilhar esta excelente experiência que vivemos aqui”, afirma Ricardo Martí, diretor Corporativo de serviço aos associados. (Imprensa Coamo)

{vsig}2022/noticias/08/23/coamo/{/vsig}

COPAGRIL: Fábrica de ração do novo Complexo Industrial chega na fase final

O complexo industrial representa o constante processo de melhoria presente na cooperativa. O empreendimento está em funcionamento desde o ano passado, com atuação inicial na indústria de óleo e esmagamento de soja, conforme previsto no planejamento das ações, sendo essa uma das principais atividades da instalação industrial, onde atualmente produz 800 toneladas de esmagamento. Na segunda fase de investimento, a indústria passará para 1.200 toneladas, chegando assim a sua capacidade máxima instalada de esmagamento diário.

Foco - Na sequência, a fábrica de rações entrou em foco. Foram realizadas diversas intervenções, entre revitalização, estruturação, ajustes, aquisição de maquinário e outras diversas melhorias, bem como aconteceu na indústria de óleos.

Reuniões periódicas - As reuniões com o comitê responsável pela fábrica de ração acontecem periodicamente, e é composto por pessoas de vários setores com o mesmo interesse em comum, produzir ração para bovinos e peixes com máxima qualidade e eficiência.

Contribuição - Todos que contribuíram de uma ou outra forma, conheceram a fábrica durante a última reunião de alinhamento que foi realizada dentro das dependências.

Segurança em primeiro lugar - No último encontro realizado foram apontados os processos finais para a inauguração da nova fábrica, como explica o Superintendente Industrial Egon Syperreck, “Inicialmente tivemos uma reunião com o técnico de segurança, que passou todas as normas e procedimentos sobre como devemos nos comportar dentro da indústria, de forma segura, isso é muito importante.” A entrada de veículos não está autorizada, para circular nas instalações é necessário atender as especificações de utilização de EPIs (equipamento de proteção individual) como, capacete, botina, entre outros.

Objetivo - “Essa foi uma das reuniões finais antes de liberar a fábrica, e o objetivo foi mostrar para toda a equipe que participou desde o início, que trabalhamos juntos para chegar até aqui, para iniciar as atividades sem nenhum problema de falta de produto ou alguma pendência na legislação. A gente trabalha com várias mãos, todo mundo está envolvido. Então a parte operacional, equipamentos, elevadores, parte elétrica, transportadores, misturadores, na parte de bovino está tudo pronto”, destaca Egon Syperreck. Hoje a produção de ração de bovinos ocorre na sede da cooperativa, e posteriormente irá se concentrar exclusivamente na fábrica de ração do novo complexo industrial “a partir desse momento que a sede fica só para suíno, vamos sair de uma capacidade de produção de 1100 toneladas por dia para 2000 toneladas diariamente, nós vamos ter uma capacidade de produção muito superior e sempre com foco na qualidade”, ressalta.

Números - Com a fábrica em atividade, o resultado estimado inicialmente, na linha de bovinos, é uma produção de 15 mil toneladas por mês, e na linha de peixes 5 mil toneladas mensais. Tendo em vista avaliações futuras nos equipamentos com objetivo de aumentar a capacidade de produção nestes dois setores. Fruto de muito trabalho que levou a eficiência para que a fábrica comece a atuar de forma efetiva.

Empregos - Vale ressaltar que a Copagril gerará com isso inúmeros empregos diretos e indiretos, fortalecendo ainda mais a economia local e regional.

Projetos - O presidente da Copagril, Ricardo Chapla, ressalta que as transformações na Copagril estão permeadas por vários projetos e ações internas com foco na eficiência de todas as áreas com resultados cada vez mais eficazes, cumprindo com os preceitos mais atuais de gestão global. O novo Complexo Industrial de Marechal Cândido Rondon engloba essa modernização, onde a verticalização dos processos por meio da potencialização das ações já realizadas, como é o caso do recebimento de grãos e por conseguinte a industrialização (Indústria de Óleos), fortalece as ações da Copagril junto aos cooperados e, deste modo, ao mercado consumidor em todos os níveis.

Melhoria - “O novo complexo industrial representa esse processo de melhoria, constante em nossa cooperativa. E não apenas nesta área, mas em todos os segmentos que atuamos, desde o atendimento agrícola e pecuário, industrialização, transporte e até nossas atividades comerciais de Lojas, Máquinas, Supermercados e Postos. Chegamos aos 52 anos com muito orgulho e agora nossa visão está em ir muito mais longe”, completa Chapla. (Imprensa Copagril)

{vsig}2022/noticias/08/23/copagril/{/vsig}

CASTROLANDA: Animais e vibração dos produtores impressionam juízes oficiais do Agroleite 2022

castrolanda 23 08 2022Os juízes canadenses Carl Phoenix e Stephen Borland estrearam na pista do Agroleite na edição 2022. Profissionais renomados e que já estiveram nas maiores exposições do mundo, eles foram os responsáveis por avaliar os 500 animais das raças holandesa e jersey inscritos no evento.

Qualidade - Os dois são unânimes quanto a qualidade dos animais jovens e adultos que julgaram na Capital Nacional do Leite. “Os animais daqui não ficam devendo em nada para os animais das exposições que já julguei anteriormente. Quando alinhei para o grande campeonato adulto, todos os úberes maravilhosos. As novilhas, cabeceiras em suas categorias, podem competir com o gado jovem em qualquer lugar do mundo”, relata Carl Phoenix sobre a raça holandesa.

Nível - Stephen Borland, responsável pela avaliação da raça jersey, ficou impressionado com o nível que encontrou no Agroleite. “Não tem nem o que dizer, elas estão no mesmo nível dos melhores animais do mundo. Um animal ou outro, entre as campeãs, está melhor ou igual aos animais do nível mais alto que já vi em outros países”, expõe.

Vibração - Outro ponto que os encantou foi a vibração e o envolvimento das famílias dos expositores de animais. Phoenix descreve como contagiante a celebração calorosa que ocorre aqui quando a vaca é premiada, com a invasão da pista pela família dos expositores e apresentadores, algo que não se vê nos Estados Unidos e Canadá. Borland acrescenta que nos eventos em outros países a celebração máxima é levantar o braço, enquanto que aqui, além de toda a vibração, percebe e sente que as pessoas ao redor da arena estão prestando atenção no que está acontecendo, participando daquele momento. “Me agradou muito ver os mais jovens, não só adolescentes, mas até mesmo os mais novos envolvidos nos negócios dos pais, dos avós, na agropecuária como um todo”, diz Stephen Borland.

Julgamento - O julgamento dos animais iniciou na quarta-feira (17/08), segundo dia do evento, e encerrou na noite de sábado, dia 20. Os dois juízes atuaram juntos na escolha da Vaca do Futuro e campeã Suprema das Raças, respectivamente o melhor animal jovem e melhor animal adulto da competição. A tradução dos julgamentos da raça holandesa em suas duas variedades foi realizada por Cláudio Aragon e da raça jersey por Fábio Fogaça.

Apoiadores e patrocinadores - O Agroleite 2022 teve o apoio institucional da Prefeitura de Castro e das Associações das Raças Holandesa e Jersey. O evento foi patrocinado na cota Diamante pela Nutron, MSD Saúde Animal, Piracanjuba, Sicredi e Timber. Na cota Ouro recebeu a chancela da Nutrição Castrolanda, Coonagro-Dascoop, Select Sires, Calpar, Irrigabrasil, Phibro, Elanco, Ilumisol, Inpasa, JA Saúde Animal, Menarim Agro, Pioneer, Provita Supplements, Sicoob Sul, Tetra Pak, Timac Agro, Vence Tudo e Vetoquinol. Já na cota prata, contou com a assinatura da AgroBrisa, BindGalvão, BONÖ Fotovoltaico, Ceva, Cogent Brasil, Forseed Sementes, GEA, Helpen Castrolanda, Inata, Koe Bio Embryo, Mosaic Fertilizantes, MXF Motors, Nova Frota, Nuseed, Paranatrator, Prado Saúde Animal, Sani Química, Sementes Castrolanda, Sicoob Crediceripa, UCBVet Saúde Animal e Ziehl-Abegg. (Imprensa Castrolada)

 

SICREDI DEXIS: Mais um prêmio da campanha União Solidária é entregue em Londrina

sicredi dexis 23 08 2022Pelo segundo mês consecutivo, a agência Tiradentes da Sicredi Dexis (novo nome da Sicredi União PR/SP) entregou o prêmio da campanha União Solidária a uma entidade associada. Desta vez, a sorte bateu à porta da Adevilon (Associação dos Deficientes Visuais de Londrina e Região) para alívio dos gestores da entidade que conta apenas com doações para atender cerca de 270 pessoas cadastradas.

Recursos para manutenção - A Adevilon participa da campanha, este ano, com projeto de manutenção da entidade, ou seja, pagamentos de despesas fixas. Contemplada, recebeu R$ 3 mil, além de todos os recursos angariados com a venda dos cupons da campanha, que prossegue até dezembro. O comprador do cupom premiado, o eletricista Edison da Silva Ferreira, levou para casa um iPhone. “A gente está tão acostumado a receber ligações de tentativa de golpe que quando recebi o telefonema da agência dizendo que eu tinha ganhado um prêmio, nem acreditei. Imagina, ganhar um iPhone gastando R$ 20,00 e ainda ajudando uma entidade?”, comemorou ele.

Portas abertas- Felizes mesmo ficaram os gestores da Adevilon, que contam apenas com recursos do Nota Paraná; a cessão do espaço, pela prefeitura de Londrina, para funcionar; e doações para oferecer atividades terapêuticas e formação de mão-de-obra para os deficientes visuais cadastrados. “Passamos por situações muito tensas, mas aí aparece uma instituição como a cooperativa Sicredi para nos ajudar. Muitas entidades já pensaram em encerrar as atividades, mas graças a essa campanha continuamos de portas abertas”, disse Nilton Martins dos Santos, presidente da Adevilon. O vice-presidente, Rogério Alves dos Santos acrescentou que a cooperativa “ajuda a entidade a chegar onde o Estado, por falta de braços, não consegue chegar”.

Criatividade - Segundo Rogério, a comunidade está bastante receptiva à campanha e até meados de agosto, a Adevilon já havia vendido mais de 500 cupons. Para ajudar nas vendas, a entidade mandou produzir um cartaz com um QRCode que direciona o interessado ao site da campanha, onde ele compra e já cadastra o cupom para concorrer a prêmios.

Como funciona - A campanha União Solidária é realizada pelos Institutos Dexis e Cocamar. Ela consiste em contemplar projetos inscritos por entidades que atuam nos eixos de Assistência Social, Esportes, Cultura, Educação, Meio Ambiente e Saúde. Os projetos inscritos são avaliados e, sendo aprovados, as entidades recebem cupons para serem comercializados de forma física ou eletrônica a R$ 10,00 cada um. Quem compra, concorre a prêmios e todo o recurso arrecadado é revertido a cada entidade, de acordo com a venda efetuada, sem qualquer desconto.

Sorteios - Além de ajudar os projetos sociais, quem adquirir um cupom participa de sorteios de prêmios pela Loteria Federal. Nesta edição são, no total, 12 iPhones, 3 Fiats Mob e 6 motos Honda CG Start 160.

Prêmios extras - As entidades responsáveis pela venda dos cupons premiados ganham prêmios extras: R$ 3 mil no caso dos cupons de iPhones e das motos sorteadas em 31 de agosto e R$ 5 mil para quem vender os cupons contemplados no sorteio final. Além, é claro, dos valores integrais que conseguirem arrecadar com a venda dos cupons.

Arrecadações - Na última edição, encerrada em dezembro do ano passado, foram arrecadados R$ 3,46 milhões para 536 entidades, que atendem 774 mil pessoas. Nas quatro primeiras edições a campanha arrecadou R$ 12,2 milhões. (Imprensa Sicredi Dexis)

 

SICREDI ALIANÇA: Associadas de Marechal Cândido Rondon e Pato Bragado são sorteadas na Campanha Poupança Premiada

Na semana passada, a Sicredi Aliança PR/SP entregou mais dois prêmios da campanha Poupança Premiada. As contempladas foram Cleidi Weschenfelder da agência Dom João VI de Marechal Cândido Rondon/PR e Maria Gauer da agência de Pato Bragado/PR. As entregas aconteceram na presença do presidente do Conselho de Administração, Adolfo Freitag; do Diretor de Negócios, Gilson Metz e do Gerente de Desenvolvimento de Negócios, Marcelo Dambrós. Cada premiada recebeu o valor de R$ 5mil.

Total - Ao todo, serão distribuídos R$ 2,5 milhões em prêmios aos poupadores da instituição financeira cooperativa. Além dos sorteios semanais, os associados poupadores ainda concorrem ao prêmio especial de R$ 500 mil em outubro, celebrando o Dia Mundial da Poupança e participam do grande sorteio final de R$ 1 milhão, em dezembro.

Incentivo - O presidente do Conselho de Administração, Adolfo Freitag, enfatiza que a campanha visa incentivar a participação dos associados na poupança Sicredi que além de concorrer a prêmios estão organizando suas reservas financeiras futuras. “Investir sempre é bom e investir em uma instituição financeira sólida, comprometida com a região onde está inserida e ainda poder ganhar prêmios é melhor ainda. Toda vez que temos associados da Sicredi Aliança PR/SP entre os contemplados é uma grande comemoração. Parabéns às ganhadoras”, disse.

Participação automática - O associado poupador participa da campanha de forma automática. A cada R$ 100 aplicados na poupança do Sicredi é gerado um número da sorte para concorrer nos sorteios, que são realizados pela Loteria Federal. Não é necessário se cadastrar. Os associados que optam pela aplicação na modalidade programada, autorizando o débito mensal na conta, têm chance de ganhar em dobro. A visualização dos cupons e a conferência dos ganhadores da promoção estão disponíveis no site da campanha. (Imprensa Sicredi Aliança PR/SP)

{vsig}2022/noticias/08/23/sicredi_alianca/{/vsig}

SICREDI INTEGRAÇÃO: Inaugurada nova agência em Praia de Leste

A cooperativa de crédito Sicredi Integração PR/SC inaugurou, nesta segunda-feira (22/08), a agência Sicredi Praia de Leste, no litoral paranaense. Segundo a diretoria, é uma grande alegria expandir a área de atuação para fazer a diferença na vida do associado. O novo espaço conta com ampla área de relacionamento para atender os públicos PF e PJ. A unidade está localizada na Rod. PR 407 – Engenheiro Argus Tha Heyn, 390 – Praia de Leste (Pontal do Paraná), anexo ao Supermercado Bavaresco. (Imprensa Sicredi Integração PR/SC)

{vsig}2022/noticias/08/23/sicredi_integracao/{/vsig}

SICREDI PLANALTO DAS ÁGUAS: Nhandeara conta com novo espaço

Teve início, nesta segunda-feira (22/08), os trabalhos do novo espaço Sicredi na cidade de Nhandeara, região noroeste de São Paulo. A obra foi projetada com um design moderno, que busca se diferenciar de uma instituição financeira tradicional, e que oferece aos associados um atendimento mais privativo e personalizado, proporcionando um relacionamento mais próximo e uma experiência ainda mais colaborativa, que é um dos atributos da marca Sicredi.

Localização - A agência está localizada na Rua Doutor Antonio Belchior da Silveira, 1234, no Centro de Nhandeara. “Um aconchegante, moderno e sustentável espaço à disposição da comunidade de Nhandeara, oferendo mais de 300 soluções financeiras para pessoas físicas, jurídicas e agro. Fica o convite para toda a comunidade local experimentar essa alternativa para sua vida financeira”, enfatiza o diretor executivo da cooperativa Sicredi Planalto das Águas PR/SP, Valmir Dzivielevski.

Novo espaço - O novo espaço possui 242,5 metros quadrados e 03 terminais de autoatendimento. “Com a entrega desta nova agência, ficamos felizes por estarmos cumprindo com nossa missão de oferecer soluções financeiras que agregam renda aos associados e contribuam com o desenvolvimento da região”, comenta o presidente da Sicredi Planalto das Águas PR/SP, Fabio Peterlini. (Imprensa Sicredi Planalto das Águas PR/SP)

{vsig}2022/noticias/08/23/sicredi_planalto_aguas/{/vsig}

SICOOB CREDICAPITAL: Agência ampla e moderna é reinaugurada em Quedas do Iguaçu (PR)

sicoob credicapital 23 08 2022Na última sexta-feira (19/08), o Sicoob Credicapital reinaugurou em Quedas do Iguaçu (PR) uma ampla e moderna agência. A cooperativa, que chegou ao município em 2013, cresceu e se desenvolveu, oferecendo para a população da cidade um espaço mais confortável.

Nova estrutura - A nova estrutura possui 490m² e está localizada na Avenida Pinheirais, 737, na região central. Além de poder usufruir dos serviços financeiros ofertados pela agência, os cooperados também contam com um espaço café e uma sala de reuniões.

Feliz - O gerente da agência, Valdair Zdonek, disse que está muito feliz com as novas instalações. “Ficou tudo muito bonito e moderno, o que mostra o tamanho do respeito que o Sicoob tem pelos cooperados de Quedas”, destaca.

Presenças - Estiveram presentes na inauguração cooperados, dirigentes da cooperativa e autoridades locais. O presidente do Conselho de Administração, Guido Bresolin Júnior, ressalta que o papel de uma cooperativa é desenvolver a comunidade onde atua. “Por isso que ao contrário das instituições bancárias tradicionais, nós estamos investindo nos pequenos municípios, porque acreditamos na cidade e nas pessoas que aqui vivem”, afirma.

Honrado - O cooperado, José Carlos Marcon, parabenizou o Sicoob pela linda estrutura. “A agência está linda, como cooperado me sinto honrado em ter um espaço como esse”.  

Melhoria - A melhoria do espaço também foi destacada pelo gerente Regional, Gizélio Linhares. “Queremos que nossa estrutura esteja à altura da nossa responsabilidade em encantar cooperados como o atendimento humanizado e as orientações financeiras que prestamos à cada um”, comenta.

Sicoob Credicapital - O Sicoob Credicapital é uma cooperativa cascavelense em franca expansão no estado do Paraná, Rio Grande do Sul e São Paulo e com grandes resultados. Em 2021, ultrapassou a marca de R$ 1 bilhão de ativos, com um crescimento de 50% em oferta de crédito, 34% em captação com mais de 50 mil cooperados, 40 pontos de atendimentos abertos e novas unidades em expansão. (Imprensa Sicoob Credicapital)

 

CRESOL: Finalizada mais uma edição do projeto Juventude Conectada

cresol 23 08 2022Na última quinta-feira (18/08), foi encerrada mais uma edição do projeto Juventude Conectada, que envolveu mais de 390 jovens de 14 estados brasileiros. Esse foi o terceiro ano em que a Cresol realizou essa formação destinado ao público jovem.

Jornada - Esta edição contou com uma jornada de 14 semanas, onde foram abordados diversos temas, desde o planejamento familiar e financeiro, economia, empreendedorismo, mercado de trabalho e protagonismo, norteados por três principais eixos: Cooperativismo, Educação Financeira e Educação Profissional.

Live - O último encontro foi realizado em uma live com participação da equipe que conduziu os encontros, além do Presidente da Cresol Confederação, Cledir Magri, do Presidente do Cresol Instituto, Alzimiro Thomé, e do Diretor de Comunicação e Relacionamento da Central Cresol Baser, Luiz Panzer, que deixaram uma mensagem parabenizando os jovens por todo o tempo dedicados aos conteúdos abordados em cada encontro durante os três meses de projeto.

Experiência de aprendizado - Alzimiro Thomé reforçou a importância da realização e participação do projeto. “Esses encontros buscam não só aproximar os jovens do cooperativismo e da Cresol, como também dar uma experiência de aprendizado, auxiliando na vida pessoal e profissional, além de abrir grandes oportunidades aos participantes. O projeto cresce mais a cada edição realizada, esperamos que no próximo ano tenhamos ainda um número maior de jovens participantes”.

Nova edição - Para cumprir com o objetivo de incluir, cada vez mais, o público jovem ao sistema cooperativista e para auxiliá-los no crescimento profissional e pessoal, já está confirmada uma nova edição do Juventude Conectada para o próximo ano. (Imprensa Cresol)

 

UNIMED LONDRINA: Cooperativa é homenageada pelo Iate Clube de Londrina

unimed londrina 23 08 2022A Unimed Londrina foi homenageada pelo Iate Clube de Londrina no tradicional baile de aniversário, comemorativo aos 64 anos do clube. A festa foi realizada no último dia 13 de agosto. Na ocasião, estiveram presentes no salão social do clube mais de 300 pessoas entre autoridades locais, empresários e associados.

Reconhecimento - Durante a cerimônia do baile de aniversário, é tradicional que o Iate Clube, na figura de seus dirigentes, reconheça o trabalho realizado por pessoas e instituições que se destacam em diversos segmentos. Na ocasião, a Unimed Londrina recebeu a homenagem “Mérito Saúde”, com destaque para as atividades realizadas pela cooperativa médica durante o período de pandemia. De acordo com o Comodoro do Iate Clube, Carlos Marques Castilho (foto), a indicação da Unimed Londrina para receber a homenagem foi referendada por unanimidade pela diretoria e pelo conselho deliberativo do Clube.

Dedicação - “Reconhecemos a dedicação da Unimed Londrina para com a sociedade, sobretudo durante a pandemia do Covid-19, momento que exigiu compromisso, seriedade, sensibilidade e responsabilidade, principalmente, na área da saúde. Em nome da Diretoria do Iate Clube, saúdo todos os profissionais da Unimed Londrina, na pessoa do Dr. Celso Fernandes Junior”, destaca.

Pandemia - Para Celso Fernandes, presidente da Unimed Londrina, este reconhecimento veio ao encontro das ações realizadas pela cooperativa durante e após a pandemia. “Foram adotadas várias medidas e não foram medidos esforços para levarmos aos clientes o melhor atendimento e cuidado. Esta vivência nos fortaleceu e nos preparou para enfrentarmos os próximos desafios que virão”, conclui. (Imprensa Unimed Londrina)

 

PISCICULTURA: Evento Internacional vai debater cadeia do pescado no Brasil

piscicultura 23 08 2022Em sua quarta edição, o International Fish Congress & Fish Expo Brasil reúne conferencistas de 15 países que destacam assuntos relacionados a mercados para peixes e crustáceos, além de temas técnicos como sistemas de produção, tecnologias, nutrição, sanidade, biossegurança e genética. O evento está programado entre os dias 31 de agosto e 2 de setembro, no Maestra Convention Center do Resort Recanto Cataratas, em Foz do Iguaçu (PR).

IFC Brasil - Neste ano, o IFC Brasil presenteia os congressistas com uma programação rica em assuntos importantes para o setor de pescados. Para isso, apresenta um time de conferencistas que são expoentes em suas áreas no país e a nível internacional. “Com os pés no presente e os olhos focados no Futuro”, afirma Altemir Gregolin, ex-ministro da pesca e presidente do IFC Brasil.

Mercado - O debate relativo a mercado e competitividade do pescado brasileiro será um dos pontos fortes do congresso. Exportações de pescado e perspectivas para o Brasil no mercado internacional será o tema de painel com Dr. Manoel Xavier Pedroza Filho, pesquisador em Economia Aquícola na Embrapa Pesca e Aquicultura; Eduardo Lobo, Sócio Da Empresa Prime Seafood e presidente da Abipesca; e Valdemir Paulino dos Santos, superintendente comercial e marketing da Cooperativa Copacol – PR e presidente do Conselho de Administração da Peixe BR.

Inovação - Inovações e tendências tecnológicas serão discutidas com a presença do Dr. Diego Lages, diretor global da Marel Fish da Islândia e do Dr. Adolfo Alvial, diretor executivo do Clube de Inovação Aquícola do Chile. Sobre sistemas de produção, destaca-se a presença do Dr. Keith Morris M.Sc, global marketing manager da Phibro Aqua, que tratará da importância da “Mitigação do estresse na aquicultura para elevar a produtividade e a sanidade dos animais”. Outro destaque será o debate em torno da produção em sistema de recirculação – RAS, com Simon Dureijka, diretor de produção da empresa Infinite Sea da Alemanha e Marcelo Shei da empresa Altamar.

Nutrição - Destaque também para a palestra de Rajesh Joshi, pesquisador sênior da GenoMar Genetics – Noruega. Seus estudos são os mais consultados atualmente. Ele fala sobre inovação na criação seletiva para uma indústria rentável de tilápia do Nilo. Na área de nutrição, atenção especial para o uso de aditivos enzimáticos nas dietas de peixes, visando melhorar a qualidade de água e performance animal, com o Dr. Alexandre Barbosa de Brito, gerente técnico da ABvista para América Latina. Além destes, muitos outros temas conferencistas enriquecerão os debates e o conhecimento que permeará o IFC Brasil 2022.

Projeto Astral - O IFC Brasil vai sediar uma reunião internacional do projeto Astral, com instituições de pesquisa, universidades e empresas brasileiras. O objetivo é estabelecer parcerias no Brasil, onde já existe um projeto com a Universidade Federal de Rio Grande (FURG), para o desenvolvimento de uma aquicultura sustentável, rentável e cada vez mais demandada no mercado global, através da produção em sistema multitrófico. O projeto Astral é financiado pela União Europeia, coordenado pelo Centro de Investigação da Noruega (Norce), e está presente em mais de 15 países. O projeto visa desenvolver novas cadeias de valor sustentáveis, rentáveis e resilientes através da produção integrada de aquicultura multitrófica (IMTA).

Semana do Pescado - Outro momento especial do IFC Brasil 2022, no dia 1º de setembro, será o lançamento da 19ª edição da Semana do Pescado. O ato será transmitido para todo o Brasil, seguido por painel de debate sobre os “Padrões, tendências e estratégias para elevar o consumo de pescado no país”. A Semana do Pescado foi criada para estimular o consumo e se consolidou como uma segunda época de pico de consumo, juntamente com a já tradicional “Semana Santa”.

Festival - Ainda no dia 1º de setembro, o IFC Brasil sedia novamente o Festival Nacional do Tambaqui. A segunda edição do evento, que presenteia os participantes e expositores com um jantar especial à base de tambaqui da Amazônia, tem o objetivo de divulgar o sabor e ampliar o mercado do tambaqui, que é um peixe símbolo da Amazônia Brasileira. Serão servidas mais de 400 bandas de tambaqui, A promoção é do IFC Brasil, Acripar, Sebrae e empresas apoiadoras. Uma delas, já confirmada, é a AgroFish Nova Aurora.

Inscrições - As inscrições para o IFC Brasil estão com vagas limitadas e podem ser feitas no site www.ifcbrasil.com.br com preços especiais para estudantes. (Assessoria IFC)

 

COMÉRCIO EXTERIOR: Balança acumula superávit de US$ 42,19 bilhões no ano até a terceira semana de agosto

comercio exterior 23 08 2022A balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 42,19 bilhões no acumulado do ano, até a terceira semana de agosto, recuando 15,4% em relação ao resultado de janeiro a agosto do ano passado, pela média diária. A corrente de comércio no período aumentou 24,1%, na mesma comparação, atingindo US$ 387,25 bilhões. Os números refletem um crescimento de 18,6% das exportações, que somaram US$ 214,72 bilhões, e uma alta de 31,6% nas importações, que chegaram a US$ 172,53 bilhões. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (22/08) pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério da Economia.

Acumulado do mês - Considerando o acumulado do mês, até a terceira semana, houve superávit de US$ 2,30 bilhões, com queda de 55,9% sobre agosto de 2021. A corrente de comércio no mesmo período aumentou 21,2%, alcançando US$ 38,64 bilhões – soma de US$ 20,47 bilhões em exportações (+10,3%) e US$ 18,17 bilhões em importações (+36,2%).

Terceira semana - Apenas na terceira semana, o superávit foi de US$ 358 milhões, com a corrente de comércio chegando a US$ 12,988 bilhões, resultado de exportações no valor de US$ 6,673 bilhões e importações de US$ 6,315 bilhões.

Exportações mensais - A Secex registrou crescimento de 39,8% nas vendas da Agropecuária, que somaram US$ 4,49 bilhões no mês, até a terceira semana. Os destaques foram os embarques de milho não moído, exceto milho doce (+125,5%), café não torrado (+20,6%) e soja (+23,4%).

Indústria Extrativa - Na Indústria Extrativa, as exportações diminuíram 23,9% nesse período, chegando a US$ 4,82 bilhões. Apesar do recuo na média, destacaram-se os aumentos das vendas de minerais em bruto (+70%), minérios de cobre e seus concentrados (+24,8%) e óleos brutos de petróleo ou de minerais betuminosos, crus (+33,7%).

Indústria de Transformação - Já na Indústria de Transformação, as vendas subiram 23,8%, alcançando US$ 11,02 bilhões. Os principais aumentos no setor foram de açúcares e melaços (+30,9%), óleos combustíveis de petróleo ou de minerais betuminosos, exceto óleos brutos (+92,9%) e veículos automóveis de passageiros (+86,4%).

Importações mensais - Do lado das importações, até a terceira semana do mês, houve crescimento de 27,1% na Agropecuária, que somou US$ 364,92 milhões. Os principais aumentos foram das compras de trigo e centeio, não moídos (+29,5%), milho não moído, exceto milho doce (+81,7%) e frutas e nozes não oleaginosas, frescas ou secas (+52,3%).

Compras - Cresceram também as compras da Indústria Extrativa (+55,9%), que chegaram a US$ 1,19 bilhão, puxadas pelos desembarques de fertilizantes brutos, exceto adubos (+115,5%), carvão, mesmo em pó, mas não aglomerado (+68,6%) e óleos brutos de petróleo ou de minerais betuminosos, crus (+173,1%).

Alta - Da mesma forma, subiram as importações da Indústria de Transformação (+36,2%), que alcançaram US$ 16,53 bilhões. Os destaques foram as entradas de óleos combustíveis de petróleo ou de minerais betuminosos, exceto óleos brutos (+108,2%), adubos ou fertilizantes químicos, exceto fertilizantes brutos (+58,1%) e inseticidas, rodenticidas, fungicidas, herbicidas, reguladores de crescimento para plantas, desinfetantes e semelhantes (+85,4%). (Ministério da Economia)

Veja os principais resultados da balança comercial 

FOTO: Pixabay

 

GESTÃO DE RISCOS: Atlas do Seguro Rural é aprimorado com dados de indenização e peritos cadastrados no CNEC

gestao riscos 23 08 2022O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) disponibiliza uma nova atualização ao Atlas do Seguro Rural, plataforma que possibilita aos usuários acessarem informações e dados das apólices contratadas no âmbito do Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR).

Cruzamento de dados - Com o aprimoramento, será possível cruzar dados de indenizações por apólice, até o ano de 2021, com todos outros parâmetros já disponíveis. O campo será mantido sem atualizações diárias, sendo atualizado apenas após o fechamento do ciclo anual de contratações.

Atualização mensal - O Cadastro Nacional dos Encarregados de Comprovação de Perdas (CNEC) é atualizado mensalmente pelas seguradoras com os profissionais que atuam na verificação de perdas das apólices de seguro rural contratadas no âmbito do PSR. Agora, essas informações mensais também estão disponíveis no painel do Atlas do Seguro rural com a possibilidade de cruzamentos com seguradoras e UFs.

Link - Com as mudanças citadas, o documento da Nota Metodológica, que traz todos os conceitos dos campos apresentados no Atlas também foi atualizada e já pode ser acessada neste link.

>> Clique aqui e acesse a nova versão do Atlas do Seguro Rural. 

Informações - Mais informações sobre a Atualização do Atlas do Seguro Rural: cgmi@agro.gov.br. (Mapa)

 

CÂMBIO: Dólar fecha a R$ 5,16 e vale mais do que euro

cambio 23 08 2022Apesar da turbulência no mercado internacional, o dólar fechou praticamente estável, após encostar em R$ 5,20 no fim da manhã. O destaque foi o euro, que passou a valer menos que a moeda norte-americana pela primeira vez em 20 anos. A bolsa de valores também caiu, puxada pela instabilidade nos Estados Unidos.

Cotação - O dólar comercial encerrou esta segunda-feira (22/08) vendido a R$ 5,167, com recuo de apenas 0,03%. A cotação iniciou o dia em alta, chegando a R$ 5,20 por diversas vezes entre as 11h e as 12h. A partir do início da tarde, a moeda desacelerou, beneficiada pela recuperação das commoditites (bens primários com cotação internacional) e pelos juros altos nos países emergentes.

Euro - O euro comercial recuou ao longo de todo o dia e fechou a R$ 5,138, com queda de 0,98%. Desde 2002, ano de sua criação, a moeda não ficava abaixo do dólar. O euro foi afetado pelo agravamento da crise energética na Europa, que traz a ameaça de recessão ao continente. Em caso de retração econômica, o Banco Central Europeu teria pouca margem de manobra para elevar os juros, diferentemente do Federal Reserve (Fed, Banco Central norte-americano).

Ações - No mercado de ações, o dia também foi marcado pela turbulência. O índice Ibovespa, da B3, fechou aos 110.501 pontos, com queda de 0,89%. No início das negociações, o indicador chegou a cair abaixo dos 110 mil pontos. No entanto, a entrada de alguns fluxos de capitais estrangeiros e a divulgação de lucros de empresas varejistas diminuíram o ritmo de queda.

Expectativa - Nesta semana, o mercado financeiro global está sob a expectativa do discurso do presidente do Fed, Jerome Powell, na sexta-feira (26/08) no encontro anual de presidentes de bancos centrais em Jackson Hole, nos Estados Unidos. Os investidores esperam pistas sobre o ritmo de aumento dos juros básicos na próxima reunião do Fed.

Ata - Na ata do último encontro, divulgada na semana passada, o Fed informou que manterá os juros altos nos Estados Unidos enquanto a inflação estiver elevada. Isso trouxe dúvidas se o órgão elevará os juros em 0,5 ponto ou 0,75 ponto percentual na próxima reunião. Taxas mais altas em economias avançadas estimulam a fuga de recursos de países emergentes, como o Brasil. (Agência Brasil, com informações da Reuters)

FOTO: Pixabay

 

POLÍTICA: Presidência de Aline Sleutjes na Comissão de Agricultura é marcada por conquistas e avanços do setor

politica 23 08 2022Durante seu mandato como deputada federal, Aline Sleutjes foi a maior defensora do agronegócio no Paraná. Presidente da Comissão de Agricultura Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural (CAPADR) em 2021, a parlamentar, que agora concorre a uma vaga no Senado pelo Paraná, participou de encontros, audiências públicas, mesas-redondas, seminários, reuniões deliberativas e reuniões com a presença de ministros.

Conquistas - Entre as conquistas promovidas por Sleutjes durante sua presidência na Comissão estão a criação da Caravana do Leite, cujo objetivo é conhecer as diferentes realidades, coletando os exemplos que estão dando certo e as experiências positivas, observando as diferentes formas de manejo, pastejo, criação dos bezerros, redução de emissão carbono, leite orgânico, redução de custo produção, bem como a aprovação de diversas propostas, como a que institui programas de autocontrole de agentes privados regulados pela defesa agropecuária, o projeto que permite que agricultores familiares e os produtores rurais que exploram o turismo como atividade acessória à atividade rural sejam considerados prestadores de serviços turísticos, além do programa que trata dos bioinsumos em propriedades rurais e biofábricas. Na época, a deputada declarou que a “atuação tempestiva e eficiente desta Comissão contribuiu, substancialmente, para levar o desenvolvimento rural a patamares ainda mais altos”.

Representatividade - O agronegócio, de acordo com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, responde por 21% da soma de todas as riquezas produzidas, além de ser responsável por 43,2% das exportações brasileiras. (Assessoria de Imprensa da deputada federal Aline Sleutjes)

 

LEGISLATIVO: Projeto abre crédito de R$ 2,5 milhões para apoiar pequenos e médios produtores rurais

legislativo 23 08 2022O Projeto de Lei do Congresso Nacional (PLN) 27/22 abre crédito suplementar de R$ 2,5 milhões em favor do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Segundo o governo federal, os recursos serão aplicados em ações de apoio e incentivo a pequenos e médios produtores agropecuários. O texto tramita na Câmara dos Deputados.

Justificativa - A justificativa do governo aponta que os R$ 2,5 milhões serão remanejados do Ministério das Comunicações, mais precisamente do Fundo de Fiscalização das Telecomunicações (Fistel), e do superávit financeiro apurado no balanço patrimonial de 2021.

Resultado primário - Segundo o governo, o montante não afeta a obtenção da meta de resultado primário fixada para o corrente exercício nem compromete o orçamento do Fistel. “Ressalte-se que a programação objeto de cancelamento não sofrerá prejuízo na sua execução, uma vez que a anulação foi decidida com base em projeções de suas possibilidades de dispêndio até o final do exercício atual”, conclui a justificativa.

Autorizados - Os créditos suplementares são autorizações para despesas insuficientemente dotadas na Lei de Orçamento.

Tramitação - O projeto deve ser analisado pela Comissão Mista de Orçamento antes de seguir para votação no Plenário do Congresso Nacional. (Agência Câmara de Notícias)

FOTO: Gilson Abreu / AEN

 

SAÚDE I: Brasil registra 6,2 mil novos casos e 122 óbitos por Covid-19

O Ministério da Saúde divulgou, nesta segunda-feira (22/08) novos números sobre a pandemia de covid-19 no país. De acordo com levantamento diário feito pela pasta, o Brasil registrou, em 24 horas, 6,2 mil novos casos da doença e 122 óbitos.

Acumulado - Desde o início da pandemia, o país acumula 34,2 milhões de casos confirmados e 682,6 mil mortes registradas. Os casos de recuperados somam 33,2 milhões (97% dos casos).

Estados - O estado de São Paulo tem o maior número de casos acumulados, com 5,9 milhões de casos e 173,9 mil óbitos. Em seguida estão Minas Gerais (3,8 milhões de casos e 63,4 mil óbitos); Paraná (2,7 milhões de casos e 44,9 mil óbitos) e Rio Grande do Sul (2,6 milhões de casos e 40,7 mil óbitos).

Vacinação - Conforme o vacinômetro do Ministério da Saúde, 474,6 milhões de doses de vacinas contra contra a covid-19 já foram aplicadas, sendo 178,9 milhões da primeira dose; 160,1 milhões da segunda dose, além de 105,7 milhões da primeira dose de reforço e 19,9 milhões da segunda dose de reforço. (Agência Brasil)

 

whatsapp image 2022-08-22 at 17.50.28

SAÚDE II: Sesa confirma mais 470 novos casos e um óbito no Paraná

saude II 19 08 2022De acordo com o Informe Epidemiológico divulgado nesta segunda-feira (22/08) pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), o Paraná registrou 470 novos casos e um óbito causado pela Covid-19, dos quais 154 casos e nenhuma morte nas últimas 24h. Assim, o Estado acumula, desde o início da pandemia, 2.714.038 casos confirmados e 44.696 mortes decorrentes da doença.

Meses - Os casos confirmados divulgados nesta data são de agosto (171), julho (283), março (12) e fevereiro (1) de 2022; julho (1) e abril (1) de 2021; e setembro (1) de 2020. O óbito divulgado nesta data é de agosto de 2022.

Município - O paciente que foi a óbito residia em Foz do Iguaçu. (Com informações da Sesa)

Clique aqui e confira o boletim completo

FOTO: Sesa

 

SAÚDE III: Ministério lança campanha sobre a varíola dos macacos

saude III 23 08 2022Com o conceito Varíola dos Macacos: Fique Bem com a Informação Certa, o Ministério da Saúde lançou, nesta segunda-feira (22/08), em Brasília, a Campanha Nacional de Prevenção à doença. A ideia é conscientizar a população sobre a transmissão, contágio, sintomas e prevenção, além de dar orientações sobre o que fazer em casos suspeitos de varíola dos macacos.

Números - Em todo o mundo, foram registrados mais de 41,5 mil casos da doença. No Brasil, conforme a última atualização do Ministério da Saúde, de 21 de agosto, há 3.788 casos confirmados. A campanha adverte que a principal forma de prevenção é evitar contato com pessoas infectadas ou objetos contaminados como, por exemplo, copos, talheres, lençóis e toalhas.

Incubação - Outro ponto destacado pelas autoridades de saúde é que a fase de incubação do vírus pode ser de cinco a 21 dias. Nesse período é possível haver transmissão. Entre os casos registrados, o contágio ocorre, especialmente pelo contato físico pele a pele com lesões ou fluidos corporais. Em pessoas infectadas, febre, erupções cutâneas, inchaço dos gânglios (ínguas), dor no corpo, exaustão e calafrios são os sintomas mais comuns.

Tratamento - Durante o lançamento da campanha, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, destacou que o fato de não existir um tratamento específico para a doença não quer dizer que ela não tenha tratamento. Segundo Queiroga, sintomas como dor podem ser amenizados com medidas específicas.

Diferença - O ministro da Saúde fez questão de falar sobre a diferença da varíola dos macacos para a covid-19. “A letalidade dessa doença é baixa. O vírus é diferente. O vírus da covid-19 é o vírus de RNA. Portanto é o vírus que sofre mutações com maior frequência ao passo que o vírus de DNA [da varíola dos macacos] tem um potencial menor de ter mutações, o que engana até as vacinas que são desenvolvidas com tecnologias sofisticadas”, explicou.

Vacinas - O Ministério da Saúde iniciou no mês passado as tratativas com a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) e a OMS para a compra de 50 mil doses da vacina contra a doença. “É necessário que haja um contrato a ser firmado pelo Ministério da Saúde com a Opas, para deixar isso bem claro, para que tenhamos uma previsão de entrega dessas vacinas. A previsão era de que se entregasse no fim do mês de agosto. A Socorro [Gross, representante da Opas] me informou que seria no começo de setembro. Seriam duas remessas, são três agora. Há uma carência desse insumo a nível mundial”, justificou Queiroga.

Importação - Na última sexta-feira (19/08), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou a importação excepcional de remédios e vacinas que anda não têm registro no Brasil. A previsão é de que a primeira, de três remessas, chegue no início de setembro. Sobre esses imunizantes, Marcelo Queiroga explicou que como a imunização completa requer duas doses, elas serão suficientes para vacinar 25 mil pessoas. Os primeiros a receber a vacina serão profissionais da saúde que atuam diretamente com o vírus.

Antiviral - Assim como ocorre com as vacinas, como não há no Brasil nenhum representante do antiviral no país, o Ministério da Saúde também solicitou à Opas a compra de 10 doses do tecovirimat para tratamentos imediatos, e outras 50 unidades para casos graves. A pasta negocia ainda o transporte de mais 12 unidades doadas pelo laboratório produtor, e a compra de mais 504 doses.

TSE - O lançamento da campanha nesta segunda-feira ocorre após o ministro Edson Fachin, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), autorizar a veiculação de peças publicitárias do governo federal sobre o tema até o dia 30 de agosto. A legislação eleitoral brasileira proíbe qualquer publicidade institucional que possa configurar o uso abusivo da máquina pública para promoção de governantes durante os três meses antes das eleições, por isso, precisou ser analisada pela Justiça Eleitoral. Em sua decisão, Fachin ressaltou que a divulgação da campanha é de interesse público. Ainda pela decisão, todo o material da campanha deve ser veiculado em uma página específica sobre a varíola dos macacos.

Nova autorização - Ainda com objetivo de esclarecer a população sobre a doença, Queiroga adiantou que aguarda nova autorização do TSE, desta vez, para gravar um pronunciamento em cadeia de rádio de TV com informações técnicas sobre a varíola dos macacos para esclarecer a população. (Agência Brasil)

FOTO: José Cruz / Agência Brasil

 

ARTIGO: 127 anos da ACI; um legado de vitórias e inovação

artigo 23 08 2022 *Roberto Rodrigues

Uma doutrina universal baseada em valores e princípios exemplares só pode triunfar se estiver permanentemente defendida e estimulada por uma instituição de alcance global que saiba navegar em todos os modelos de desenvolvimento econômico, político, social, cultural e até religioso, praticados ao redor do mundo.

Esta Instituição felizmente existe e completa 127 anos em 2022: trata-se da Aliança Cooperativa Internacional (ACI), atualmente com sede em Bruxelas- Bélgica.

Durante sua longa trajetória, a ACI aprendeu a conviver com os diferentes regimes e, mais do que isso, conseguiu manter acesa a chama da doutrina em todos eles, de tal forma que a cooperativa, instrumento da doutrina, também é aceita e respeitada por todos.

Não foi sempre assim. Neste mais de um século de existência e duro labor, o cooperativismo teve dificuldades grandes para se impor, sobretudo onde houve regime de exceção ou modelo arbitrário de governo.

Mas, com diplomacia exemplar, a ACI venceu todos os obstáculos e impôs o cooperativismo no mundo inteiro, como um sistema inclusivo e justo, capaz de enfrentar a exclusão social e a concentração da riqueza, que são fatores que trazem risco à paz e à democracia. Por essa razão, o cooperativismo é reconhecido como aliado vigoroso de sistemas democráticos que sabem distribuir a riqueza de forma harmoniosa.

É nesta onda que o cooperativismo deve surfar os agitados mares do futuro próximo e de longo prazo.

As grandes organizações multilaterais, como a própria Organização das Nações Unidas (ONU), se enfraqueceram e assim perderam protagonismo na sua missão de garantir a paz mundial e o desenvolvimento equilibrado das nações. A dupla de conceitos esgrimida pela ONU e que permitiu certa tranquilidade ao mundo após a queda do Muro de Berlim - “colaboração e competição”- foi substituída por um novo período de tensões potencializado pela Covid 19 e, mais recentemente, pela guerra na Ucrânia.

Ora, se as grandes organizações multilaterais não têm mais a capacidade de buscar o entendimento entre as nações -em especial no cenário complexo das mudanças climáticas e das disputas comerciais em que a segurança alimentar e a crise energética assombram o planeta-, é fundamental buscar uma saída para essas questões. Tem que ser uma gestão lastreada em princípios e valores aceitos por toda gente. E o cooperativismo tem essa qualificação.

Está aí a nova, nobre e gigantesca missão do movimento cooperativista: a busca da Paz!

E o Brasil tem grande contribuição a oferecer ao mundo nessa direção. A mais recente prova disso foi a eleição do nosso honrado presidente da OCB para o Conselho da ACI. Márcio de Freitas foi o mais votado entre todos os candidatos, teve mais votos que o próprio presidente eleito.

Mãos à obra, Márcio, OCB e ACI: vamos correr atrás de um mundo mais justo e equitativo, como sonharam os pioneiros de Rochdale e como sonhamos todos os que acreditamos no cooperativismo.

*Roberto Rodrigues é coordenador do Centro de Agronegócios da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e embaixador Especial da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO). Foi presidente da ACI entre 1997 e 2001.

 

 


Versão para impressão


RODAPE