Início Sistema Ocepar Comunicação Informe Paraná Cooperativo Últimas Notícias IPEA: Instituto divulga as primeiras perspectivas de produção e preços de produtos agropecuários para 2022

 

 

cabecalho informe

IPEA: Instituto divulga as primeiras perspectivas de produção e preços de produtos agropecuários para 2022

ipea 01 12 2021O Instituto de Pesquisa Econ√īmica Aplicada (Ipea) divulgou, nesta quarta-feira (01/12), nota sobre pre√ßos e mercados agropecu√°rios, com perspectivas para 2022, al√©m de an√°lise do √ļltimo trimestre de 2021 e do balan√ßo de oferta e demanda. A edi√ß√£o segue com a participa√ß√£o da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) para as an√°lises de produ√ß√£o e dos balan√ßos de oferta e demanda dom√©sticos e do Centro de Estudos Avan√ßados em Economia Aplicada (Cepea/Esalq/USP) para as an√°lises dos pre√ßos dom√©sticos.

Soja e milho - "Para 2022, os dois principais gr√£os - soja e milho - contar√£o com estimativa de produ√ß√£o positiva, o que pode contribuir para uma maior oferta no mercado dom√©stico", sinalizou Ana Cec√≠lia Kreter, pesquisadora associada do Ipea e uma das coordenadoras da publica√ß√£o. "Al√©m disso, o Brasil √© um dos principais produtores e exportadores da maior parte das commodities analisadas neste estudo. Qualquer mudan√ßa na estimativa de produ√ß√£o brasileira impacta tamb√©m os pre√ßos internacionais", complementa a pesquisadora.

Cen√°rio positivo - De fato, o cen√°rio para os pr√≥ximos meses √© positivo. Como complementa Allan Silveira, superintendente de Intelig√™ncia e Gest√£o da Oferta da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), "a perspectiva √© de safra recorde para a soja (+3,4%), recupera√ß√£o e expectativa de recorde na produ√ß√£o de milho (+34,1%) - prejudicada pela seca e geadas em 2021 -, leve queda na produ√ß√£o de arroz (-1,8%) e alta na produ√ß√£o de algod√£o (+12,6%)". A melhoria nas condi√ß√Ķes clim√°ticas deve beneficiar algumas culturas, como, por exemplo, o milho. "Se confirmada, o Brasil deve recuperar seu protagonismo no mercado internacional, como segundo ou terceiro maior exportador mundial da cultura, al√©m de ter uma recupera√ß√£o dos estoques esperados ao final do ano-safra 2022/23".

Clima - A quest√£o clim√°tica, que tanto trouxe preocupa√ß√£o para o produtor rural, tamb√©m √© apontada como um dos fatores determinantes para a safra 2022. O diretor de Estudos e Pol√≠ticas Macroecon√īmicas do Ipea, Jos√© Ronaldo Souza J√ļnior, sinaliza que o clima contribuir√° para a forma√ß√£o dos pre√ßos dos produtos agropecu√°rios. Al√©m disso, o diretor aponta que "os pre√ßos internacionais apresentam tend√™ncia de crescimento gra√ßas ao movimento de recomposi√ß√£o de estoques por parte de diversos pa√≠ses e ao aquecimento da demanda por gr√£os, principalmente os destinados para ra√ß√£o animal".

Terceiro trimestre - No terceiro trimestre deste ano, houve certa estabilidade em patamares elevados dos pre√ßos dom√©sticos, na compara√ß√£o com o trimestre anterior. No caso da soja, os baixos estoques no per√≠odo e a demanda aquecida (tanto externa, quanto dom√©stica) justificaram a alta. O pre√ßo do milho, que subiu em julho e agosto com as preocupa√ß√Ķes com o desenvolvimento da safra, caiu em setembro gra√ßas ao avan√ßo da colheita. A alta do trigo foi impactada pelas preocupa√ß√Ķes com o clima, a boa demanda dom√©stica e a elevada paridade de importa√ß√£o.

Pre√ßos dom√©sticos - Segundo Nicole Renn√≥, pesquisadora da √°rea de Macroeconomia do Cepea, os movimentos dos pre√ßos dom√©sticos agropecu√°rios no terceiro trimestre foram bem variados. "Para os gr√£os, a estabilidade em elevados patamares refletiu a boa demanda e a oferta ajustada. Na pecu√°ria, frango, leite e ovos subiram com o aumento da demanda por prote√≠nas mais baratas e dos custos de produ√ß√£o, mas a arroba bovina caiu diante da suspens√£o dos envios desta carne √† China", disse ela.

Café - No caso do café, a oferta restrita da safra atual, decorrente da bienalidade negativa e o clima desfavorável foram responsáveis por colocá-lo no roll dos produtos que registrou o maior aumento de preço no terceiro trimestre deste ano. Os problemas climáticos vêm contribuindo para as altas no preço internacional em função da perspectiva de baixa produção para a safra 2022/2023.

Mercado internacional - No mercado internacional, apesar da estabilidade no pre√ßo do frango, o efeito renda nos pa√≠ses da √Āsia e Oriente M√©dio e problemas sanit√°rios na √Āfrica do Sul e M√©xico propiciaram um patamar de alta no terceiro trimestre. Neste per√≠odo, os pre√ßos internacionais da carne bovina seguiram em alta, ao contr√°rio dos pre√ßos dom√©sticos, por conta da estiagem nos principais pa√≠ses produtores (Brasil e Estados Unidos), o tempo de recomposi√ß√£o do rebanho ap√≥s retorno do incentivo de pre√ßo e das chuvas e o pre√ßo elevado dos gr√£os (base da alimenta√ß√£o animal nos per√≠odos de seca prolongada).

√öltimo trimestre - Para o √ļltimo trimestre de 2021, a expectativa de safra recorde de trigo (cuja produ√ß√£o deve ter alta de 23,3%) deve pressionar negativamente os pre√ßos dom√©sticos. Al√©m disso, h√° previs√£o de estabilidade nos pre√ßos da soja e da laranja. Mas o pre√ßo do arroz e da batata deve permanecer em patamar alto at√© o final do ano. (Assessoria de Imprensa do Ipea)

Acesse a íntegra da nota de conjuntura

 

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias

/* #### ANTIGA TAG DO GOOGLE ANALYTICS */