Início Sistema Ocepar Comunicação Informe Paraná Cooperativo Últimas Notícias INFRAESTRUTURA II: Paraná tem melhor gestão portuária do Brasil pelo terceiro ano seguido

 

 

cabecalho informe

INFRAESTRUTURA II: Paran√° tem melhor gest√£o portu√°ria do Brasil pelo terceiro ano seguido

infraestrutura II 24 06 2022A Portos do Paran√° foi eleita pela melhor gest√£o portu√°ria do Pa√≠s pelo terceiro ano consecutivo. O reconhecimento foi feito pelo governo federal na terceira edi√ß√£o do Pr√™mio ‚ÄúPortos + Brasil‚ÄĚ, entregue na noite desta quinta-feira (23/06), pelo Minist√©rio da Infraestrutura, em Bras√≠lia.

Nota m√°xima - Entre todos os portos p√ļblicos brasileiros, os paranaenses (Paranagu√° e Antonina) alcan√ßaram a nota m√°xima no √ćndice de Gest√£o das Autoridades Portu√°rias (IGAP): 100 pontos. O indicador √© considerado o mais importante para atestar a capacidade de ger√™ncia dos portos. Essa foi uma novidade da premia√ß√£o desse ano.

Indicadores - A categoria considera 15 indicadores, como índices financeiros, contábeis, de transparência administrativa, estrutura organizacional, regularidade tributária e trabalhista, além da manutenção dos acessos aquaviários, por exemplo.

Destaque - A Portos do Paran√° foi destaque em tr√™s das cinco categorias p√ļblicas. A empresa ficou entre as tr√™s primeiras colocadas em execu√ß√£o dos investimentos planejados e varia√ß√£o do lucro operacional.

Segundo lugar - Ela ficou em segundo lugar em Varia√ß√£o do Lucro Operacional (EBITDA), com alta de 146,6% na compara√ß√£o entre 2021 e 2020. O indicador √© considerado por analistas e investidores como o resultado da opera√ß√£o da empresa e √© muito usado nas pr√°ticas cont√°beis para avaliar a situa√ß√£o financeira, econ√īmica e mercadol√≥gica de uma companhia.

Mercado internacional - ‚ÄúO EBITDA √© muito importante para o mercado internacional, principalmente em um setor em que com inten√ß√£o de investimentos em longo prazo. Ele demonstra o quanto a empresa √© eficiente em transformar a sua receita em gera√ß√£o de caixa operacional, efetivamente‚ÄĚ, explica o secret√°rio estadual de infraestrutura e log√≠stica, Fernando Furiatti.

Terceiro lugar - Na categoria Execu√ß√£o dos Investimentos Planejados, o Estado ficou em terceiro lugar, com √≠ndice de 81,5%. A m√©trica mede a propor√ß√£o do or√ßamento de investimento dispon√≠vel que foi efetivamente executada pela autoridade portu√°ria.

Transforma√ß√£o - O reconhecimento dos portos de Paranagu√° e Antonina no cen√°rio nacional vem acompanhado de uma s√©rie de recordes. Entre janeiro de 2019 e maio de 2022 foram 185.023.227 toneladas de cargas movimentadas e 36 marcas batidas, incluindo maior navio de gr√£os recebido, maior n√ļmero de caminh√Ķes no P√°tio de Triagem e maior movimenta√ß√£o da hist√≥ria.

Reconhecimento - ‚ÄúA premia√ß√£o √© um reconhecimento do trabalho incans√°vel dos funcion√°rios da Portos do Paran√°, dos trabalhadores portu√°rios, empres√°rios e membros da nossa comunidade. Al√©m disso, comprova o compromisso do Governo do Estado com a excel√™ncia dos servi√ßos prestados para todos os paranaenses‚ÄĚ, destacou o diretor-presidente da Portos do Paran√°, Luiz Fernando Garcia.

Investimento - Segundo ele, nos √ļltimos tr√™s anos, a empresa p√ļblica investiu R$ 437 milh√Ķes nos portos paranaenses. Neste ano, as obras em andamento j√° somam R$ 77,67 milh√Ķes, em recursos pr√≥prios.

Entregas - ‚ÄúEntregamos o novo viaduto na BR-277, a recupera√ß√£o da avenida Bento Rocha e a amplia√ß√£o do cais, com o ber√ßo 201. A dragagem de manuten√ß√£o avan√ßou e estamos com a derrocagem da Pedra da Palangana em andamento. Al√©m disso, nos tornamos o primeiro estado do Brasil a receber autonomia para administrar os contratos de explora√ß√£o, com duas √°reas j√° leiloadas‚ÄĚ, lembrou.

Privados - Ele tamb√©m destacou a abertura para investimentos privados. ‚ÄúDesde 2019, foram tr√™s novos terminais licitados, voltados para movimenta√ß√£o de celulose, ve√≠culos e carga geral, al√©m de contratos de arrendamentos que foram renovados. Agora estamos com outras quatro √°reas em processo de licita√ß√£o‚ÄĚ, completou Garcia.

Pr√≥ximos dois anos - Nos pr√≥ximos dois anos, os portos paranaenses devem receber cerca de R$ 2,3 bilh√Ķes em investimentos, p√ļblicos e privados. Est√£o previstos os estudos e as obras do Corredor de Exporta√ß√£o Leste do Porto de Paranagu√°, a constru√ß√£o do ‚ÄúMoeg√£o‚ÄĚ exclusivo para descargas ferrovi√°rias, al√©m da continua√ß√£o da dragagem e implanta√ß√£o de novos silos, armaz√©ns e esteiras transportadoras, entre outros.

Pr√™mio - O Pr√™mio Portos + Brasil √© uma iniciativa do Minist√©rio da Infraestrutura. ‚ÄúA boa gest√£o tem um car√°ter sist√™mico. Temos excel√™ncia de gest√£o, com boas pr√°ticas de governan√ßa, meritocracia. O porto hoje n√£o √© mais gargalo, mas solu√ß√£o para os problemas nacionais e internacionais. Com todas as dificuldades, o setor respondeu com altivez e com n√ļmeros recordes, que foram important√≠ssimos para a economia do Brasil‚ÄĚ, destacou o secret√°rio Nacional de Portos, M√°rio Povia. (Ag√™ncia Estadual de Not√≠cias)

FOTO: Claudio Neves/Portos do Paran√°

 

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias

/* #### ANTIGA TAG DO GOOGLE ANALYTICS */