Início Sistema Ocepar Comunicação Informe Paraná Cooperativo Últimas Notícias AGRO: Agrária é certificada pela Receita Federal como OEA-S

 

 

cabecalho informe

AGRO: Agrária é certificada pela Receita Federal como OEA-S

Recentemente, a Agrária recebeu a certificação de Operador Econômico Autorizado (OEA) na categoria S, referente a procedimentos de Segurança em importação e exportação de cargas. Desde 2021, a cooperativa já contava com a certificação OEA-C, por atender aos requisitos relacionados à Conformidade. A certificação OEA é concedida pela Receita Federal Brasileira e tem validade internacional.

Reconhecimento - A função do certificado é reconhecer empresas de diferentes setores como parceiras da Receita Federal. Com a certificação, as organizações passam a ter benefícios, que se revertem em diminuição da burocracia e agilidade nos processos aduaneiros. Isso acontece porque o certificado OEA funciona como um atestado sobre a confiabilidade das ações executadas pelas empresas. “A certificação OEA-S da Agrária, como importadora e exportadora, é altamente benéfica para nossas atividades aduaneiras. Essa certificação é um reconhecimento oficial de que nossa empresa cumpre com rigorosos padrões de segurança e conformidade, estabelecendo-nos como um parceiro confiável para os órgãos aduaneiros, fiscais e, também, para nossos clientes”, destaca Guilherme Mattes, coordenador de Logística da Cooperativa.

Auditagem - Antes de ser homologada como Operador Econômico Autorizado na categoria Segurança, a Agrária foi auditada pela Receita Federal. Durante a auditoria, foram fiscalizados processos específicos realizados por diferentes áreas da Cooperativa. Além do departamento de Logística, estiveram envolvidas áreas industriais, a Auditoria Interna, e os departamentos de Gente, Suprimentos, Serviços Corporativos e Tecnologia da Informação. “Tivemos a colaboração de diversas áreas para garantir o sucesso na implementação dos procedimentos necessários para que conseguíssemos a certificação. Na Agrária, a cultura de cuidado contra o crime organizado está enraizada há muito tempo, o que facilitou a transição, exigindo apenas pequenos ajustes nas rotinas de cada setor”, explica Isabelle Wolbert, analista de planejamento logístico responsável por acompanhar a auditoria.

Esforço - Para o colaborador Elcio Agostinhak Filho, que atua na área de Gestão da Governança – Riscos e Compliance, a certificação OEA, em suas duas categorias, representa o esforço da equipe para mitigar riscos, adotando novas e melhores práticas em suas atividades. “Embora as certificações representem um reconhecimento significativo de nossos esforços, também servem como lembrete de que devemos continuar aprimorando nossos controles e processos, para garantir a conformidade e a segurança em todas as operações, buscando sempre nosso principal objetivo, que é promover a cultura de gestão de riscos em todas as atividades”, enfatiza.

Certificadas - No último relatório sobre o programa de Operador Econômico Autorizado, emitido pela Receita Federal em abril, pouco mais de 3 mil empresas de todo Brasil aparecem como certificadas. Destas, apenas três são cooperativas. De acordo com o Gerente de Suporte da Agrária, Walter Galvan, a conquista da certificação na categoria Segurança, somada à categoria Conformidade, significa um grande diferencial para a Cooperativa. “Isso demonstra que atendemos rigorosos padrões de segurança e conformidade, tanto em nossas operações quanto no transporte de cargas, reduzindo o risco de envolvimento em atividades ilícitas, como contrabando ou tráfico de drogas. Isso não apenas protege a reputação da Agrária, mas também contribui para a segurança e integridade do comércio internacional como um todo”, conclui. (Assessoria de Imprensa Agrária)

icone prcoop icone instagram icone facebook icone X icone linkedin icone youtube icone flickr icone endereco