Início Sistema Ocepar Comunicação Informe Paraná Cooperativo Últimas Notícias INTEGRADA: Live debate o controle da praga em parceria com a Integrada;

 

 

cabecalho informe

INTEGRADA: Live debate o controle da praga em parceria com a Integrada;

 

integrada percevejos 14 05 2020O percevejo tem causado danos representativos nas culturas de soja e milho nas √ļltimas safras. As metodologias de controle da praga geram muitas d√ļvidas por parte dos agricultores. Para ajudar a esclarecer um pouco mais sobre a din√Ęmica dos percevejos, a Ihara (fabricante de defensivos), em parceria com a Integrada, realizou na √ļltima ter√ßa-feira, dia 12, uma transmiss√£o ao vivo pela internet para debater o assunto. Participaram do debate o pesquisador Jos√© Fernando Jurca Grigolli, da Funda√ß√£o MS, o coordenador t√©cnico da Integrada em Maring√° (PR), Ivan Jos√© da Cruz e o coordenador t√©cnico da cooperativa em Ubirat√£ (PR), Emerson Damico.

 

Manejo integrado - Durante a sua apresenta√ß√£o, Grigolli afirmou que a ado√ß√£o do Manejo Integrado de Pragas (MIP), √© uma das ferramentas que pode ajudar o agricultor no controle do percevejo. Segundo ele, a primeira a√ß√£o que o produtor deve fazer √© o monitoramento por meio de an√°lises do n√≠vel populacional. O segundo passo, afirmou o pesquisador, √© entender a din√Ęmica das pragas para que haja uma interven√ß√£o no momento certo. Para isso, a sugest√£o √© sempre ter o apoio de um t√©cnico.

 

Interven√ß√£o - A Funda√ß√£o MS recomenda que a interven√ß√£o por meio de inseticidas deve ocorrer a partir de dois percevejos por metro linear. ‚ÄúO percevejo vive muito, pois pode passar de uma safra para outra. Por isso, o controle √© importante‚ÄĚ, afirmou o pesquisador. Grigolli destacou tamb√©m que √© necess√°rio acertar o momento da primeira aplica√ß√£o para eliminar os percevejos mais velhos (av√≥s), cujo objetivo √© quebrar o ciclo da praga.

 

Danos - Emerson Damico pontuou que os danos causados pelo percevejo variam de acordo com a fase de desenvolvimento em que se encontra a lavoura. ‚ÄúTemos que ter cuidado para que os netos n√£o conhe√ßam os av√≥s para n√£o cruzarem‚ÄĚ. Para que n√£o ocorra o cruzamento de diferentes faixas et√°rias do inseto, o agr√īnomo recomenda a interven√ß√£o qu√≠mica quando o produtor constatar, novamente com a ajuda de um t√©cnico, um in√≠cio de infesta√ß√£o em qualquer fase de desenvolvimento da lavoura.

 

Milho - O coordenador t√©cnico de Ubirat√£ completou que, se nenhuma a√ß√£o de controle for feita em uma lavoura durante toda a safra, o percevejo pode causar um dano que varia de 60% a 80%. O pesquisador Funda√ß√£o MS destacou que, para cada inseto que o produtor enxerga, existem outros quatro espalhados naquela localidade. Com rela√ß√£o ao manejo do percevejo na cultura do milho, os crit√©rios tamb√©m se baseiam no monitoramento. Contudo, ele j√° come√ßa na soja. ‚ÄúSe o produtor tiver alto √≠ndice de infesta√ß√£o no final do ciclo da soja, por exemplo, se deve colocar inseticida junto ao dessecante, mas aten√ß√£o em rela√ß√£o √† car√™ncia do produto‚ÄĚ, alertou.

 

Ataque na safra - O coordenador t√©cnico Ivan Jos√© da Cruz, de Maring√°, explanou o balan√ßo da infesta√ß√£o por percevejos na √ļltima safra. Ele afirmou que, nos √ļltimos dois anos, houve um ataque maior de percevejos. ‚ÄúNa √ļltima safra, por exemplo, a infesta√ß√£o foi mais tardia. Foi feito o controle inicial conforme recomenda a pesquisa e depois tivemos intervalos de at√© 30 dias para chegar novamente ao n√≠vel de controle, sempre monitorado a campo pelo nosso corpo t√©cnico. 

 

Outras aplica√ß√Ķes - A partir da√≠, recomendamos novamente outras aplica√ß√Ķes, toda vez que chegava ao n√≠vel de controle, porque primamos pela excelente qualidade dos gr√£os produzidos pelos nossos cooperados‚ÄĚ. O coordenador t√©cnico da Integrada ainda ressaltou que devemos observar, al√©m do n√≠vel de controle, qual produto dever√° ser recomendado e utilizado pelos nossos cooperados.  Lembrando, sempre, que estes devem ser rotacionados para evitar poss√≠veis resist√™ncias aos princ√≠pios ativos disponibilizados hoje no mercado.

 

Escolher a melhor hora - Cruz tamb√©m comentou que, al√©m do produto mais adequado para cada momento de aplica√ß√£o, temos que observar qual a melhor hora de faz√™-la, pois este tamb√©m √© um fator essencial para uma melhor efic√°cia no manejo e controle desta praga. Emerson Damico, coordenador t√©cnico da regional Ubirat√£, relatou que houve um aumento na popula√ß√£o de percevejos na √ļltima safra naquela regi√£o. ‚ÄúTivemos problemas somente com a soja semeada mais tarde em rela√ß√£o ao zoneamento, cujos ataques foram intensos, ocasionando uma perda de qualidade de gr√£o. Damico acrescentou que o percevejo que atacou a soja semeada mais tarde migrou para o milho segundo safra. (Assessoria de Comunica√ß√£o da Cooperativa Integrada)

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias

/* #### ANTIGA TAG DO GOOGLE ANALYTICS */