Início Sistema Ocepar Comunicação Informe Paraná Cooperativo Últimas Notícias ENCONTRO DE AGENTES IV: Cocamar mostra as mudanças feitas nos programas de relacionamento e as novas formas de gestão do quadro social

 

 

cabecalho informe

ENCONTRO DE AGENTES IV: Cocamar mostra as mudanças feitas nos programas de relacionamento e as novas formas de gestão do quadro social

No Encontro de Agentes realizado pelo Sistema Ocepar, na tarde desta segunda-feira (29/11), o gerente de cooperativismo da Cocamar, João Sadao, e as analistas Juliana Guerra e Alessandra Almeida, apresentaram o case “Reestruturação dos Programas de Relacionamento e novas formas de gestão do quadro social”. Eles dividiram com os demais participantes do evento, as ações implementadas com foco nas mulheres e jovens e na adoção de indicadores para acompanhar, mensurar e aprimorar o trabalho realizado com o quadro social. Com sede em Maringá, no Noroeste do Paraná, a Cocamar possui atualmente mais de 16 mil cooperados. “Tudo começou durante a discussão do atual ciclo do planejamento estratégico da cooperativa e foi montada uma frente para discutir ações estratégicas de aproximação com nossos cooperados”, disse Sadao.

Desafios - Ainda de acordo com ele, o diagnóstico apontou para vários desafios. Em relação às mulheres, o levantamento mostrou que as atividades realizadas para este público estavam focadas apenas em um único perfil, desconsiderando os diferentes papéis que elas assumem atualmente na sociedade e a diversidade de interesses que elas possuem. Até então, as ações se concentravam apenas na área social. Além disso, a participação feminina no quadro social também era limitada. “Nós começamos com apenas 5% de mulheres cooperadas e hoje já estamos com 18%. Mas ainda temos muito potencial de crescimento. O nosso desafio é sair desse patamar para chegar a 30% do quadro social”, destacou o gerente.

Jovens - A presença dos jovens na cooperativa também é pequena, representando um outro desafio. “Esse número está na faixa dos 4% e também nós temos uma alta média de idade dos cooperados, 60 anos. Esses dados combinados nos mostravam que precisávamos de ações para oxigenar o quadro social, por meio da aproximação com os jovens”, disse Sadao. Outro grande desafio era a falta de métricas para fazer o acompanhamento das ações. “Sem dados, é difícil mensurar a evolução e ver se estamos no caminho certo, verificar a necessidade de revisão de algumas estratégias. Nós estruturamos uma forma de acompanhamento da dinâmica do quadro social e montamos grupos de trabalho.”

Segmentação - As mudanças vieram com a implantação de estratégias que tiveram a segmentação como um dos pilares. Soluções customizadas foram buscadas para cada grupo, de acordo com suas especificidades. Para o núcleo feminino, têm sido desenvolvido programas e atividades com o propósito de suprir diferentes objetivos e temas de interesse, já que antes a Cocamar promovia eventos para mulheres com perfis diferentes, com resultados não muito promissores. Apesar disso, elas tinham algo em comum, a ligação com o agronegócio, o que foi essencial para estabelecer uma nova linha de ação para esse público. “Nós pensamos em nos comunicar de modo diferente com essas mulheres e mudamos a identidade visual para ‘Mulher Mais Agro Cocamar’, com o slogan ‘A força da mulher no agronegócio e no cooperativismo’, mostrando que a cooperativa tem espaço para todos os perfis, com o objetivo de fortalecer o trabalho com as mulheres, promovendo o desenvolvimento, a capacitação e a inserção delas, tanto no agronegócio como no cooperativismo”, disse Juliana Guerra.

Faixa etária - Para os jovens, foram organizadas ações por faixa etária, contemplando níveis de maturidade diversos. “Se eu fosse elencar duas palavras para definir esse trabalho com os jovens eu diria que são: inserção e representação”, salientou Alessandra Almeida. “Esses foram os eixos que nos fizeram refletir e propor a reconstrução de toda estratégia de identidade visual dos nossos projetos de relacionamento para, enfim, nós termos a concretização do ‘Mais Agro Cocamar’ como um todo. O Jovem Mais Agro Cocamar tem como seu legado fortalecer o conceito de gestão familiar compartilhada, promover a troca entre os jovens produtores, profissionais da Cocamar e outros de renome do mercado, para capacitá-los na prática em gestão, aproximando essa nova geração do cooperativismo. Vimos a necessidade de segmentar as ações por faixa etária, consolidando três vertentes de trabalho: o Turminha Cocamar, para os baixinhos, o Liderança Jovem Mais Agro Cocamar, dando continuidade ao trabalho que já estava consolidado com os jovens da cooperativa, e a terceira vertente, que é a Academia de Líderes, voltado exclusivamente para cooperados acima de 30 anos”, explicou a analista da Cocamar.

Sistema de gestão - E, para complementar, houve a implementação um sistema de gestão para fazer o acompanhamento de todo esse trabalho feito com o quadro social, com base em diferentes indicadores, que possibilitam acompanhar o progresso das ações e tomar decisões mais assertiva. “Nós temos todos os dados do nosso quadro social no sistema da cooperativa. Mas, além de fazer essa tradução dos dados, nós teríamos que elencar o que seria importante dentro do nosso dashboard. Trouxemos tudo isso para dentro do Power BI e, com base nesses indicadores, nós podemos fazer análises e o possível desenvolvimento de ações, alinhado com o exercício de ouvir e perceber as necessidades dos nossos públicos, tanto os participantes ativos das nossas ações, como aqueles que ainda não participavam. Hoje, além da interação com os nossos cooperados e cooperadas, o nosso objetivo é traduzir tudo o que traz esse dashboard, com as necessidades identificadas, em ações que podem ser ofertadas dentro do nosso portfólio de projetos de relacionamento”, explicou Alessandra.

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias