Início Sistema Ocepar Comunicação Informe Paraná Cooperativo Últimas Notícias SAÚDE V: Um ano após início da vacinação, Paraná tem 78,70% da população completamente imunizada

 

 

cabecalho informe

SAÚDE V: Um ano após início da vacinação, Paraná tem 78,70% da população completamente imunizada

saude V 18 01 2022Em 18 de janeiro de 2021, o Paran√° recebia as primeiras doses do imunizante CoronaVac, produzido pelo laborat√≥rio Sinovac em parceria com o Instituto Butantan. A data marcou a aplica√ß√£o das primeiras doses em oito profissionais de sa√ļde da linha de frente do Complexo Hospitalar do Trabalhador, de Curitiba, e o in√≠cio de uma campanha de vacina√ß√£o em massa para diminuir os efeitos devastadores da pandemia de Covid-19.

Etapas - Um ano depois, nesta ter√ßa-feira (18/01), o Estado j√° ultrapassou uma s√©rie de etapas no que diz respeito √† imuniza√ß√£o, como, por exemplo, o n√ļmero de paranaenses completamente imunizados: 78,70% da popula√ß√£o j√° recebeu as duas doses ou dose √ļnica, e 86,45% j√° tomaram a primeira. O Paran√° √© o sexto estado com o maior n√ļmero de aplica√ß√Ķes.

Cobertura - At√© o momento, foram 19.045.464 vacinas aplicadas na popula√ß√£o geral, sendo que, destas, 9.099.905 foram destinadas √† aplica√ß√£o da primeira dose, e 8.397.774 √† segunda dose ou dose √ļnica. As doses de refor√ßo em idosos e imunossuprimidos j√° contabilizam 1.664.602 aplica√ß√Ķes. Em rela√ß√£o √† dose adicional, para imunossuprimidos que receberam mais uma dose, al√©m das duas normais ou dose √ļnica, foram aplicadas 141.868. Os dados constam no sistema do Minist√©rio da Sa√ļde, atualizado em tempo real pelos estados, portanto, pode haver algumas diverg√™ncias.

Reflexos - Segundo o secret√°rio estadual de Sa√ļde, Beto Preto, o alto √≠ndice de cobertura vacinal no Estado contribuiu para uma redu√ß√£o na ocupa√ß√£o de leitos, no n√ļmero de mortes e tamb√©m na incid√™ncia de casos graves. ‚ÄúN√≥s conseguimos ultrapassar os momentos dif√≠ceis por causa da vacina. Sen√£o, ter√≠amos perdido a vida de muitos paranaenses‚ÄĚ, ressaltou.

Internamento - No dia 18 de janeiro, o √≠ndice de internamento em UTI era de 84% (1.199 leitos). O √ļltimo boletim do Estado mostra ocupa√ß√£o de 56% em 477 leitos. Apesar da nova onda ligada √† √Ēmicron, a m√©dia de √≥bitos di√°ria √© de 2, contra 28 em janeiro de 2021. Em janeiro do ano passado foram 1.936 mortes. Em dezembro, 120, diminui√ß√£o de 93,8%.

Mobiliza√ß√£o - Al√©m disso, o secret√°rio fez quest√£o de ressaltar a mobiliza√ß√£o do Estado para garantir a execu√ß√£o da campanha de vacina√ß√£o. ‚ÄúNossa imuniza√ß√£o √© exemplar porque temos a cultura da vacina no Estado, onde temos pessoas extremamente conhecedoras do tema, e que nos ajudam a fazer acontecer essa vacina√ß√£o l√° na ponta. Atrav√©s delas, n√≥s tivemos esse resultado t√£o positivo, mas que n√£o acabou. A tarefa continua‚ÄĚ, refor√ßou.

Fundamental - ‚ÄúA vacina √© fundamental. Quem n√£o toma vacina est√° vulner√°vel, vira uma presa f√°cil dos v√≠rus. Come√ßa a ocorrer uma sele√ß√£o natural e o v√≠rus vai tentando se reproduzir atrav√©s da infec√ß√£o, e ele vai procurar o hospedeiro que tenha menos imunidade. Quem n√£o tomou vacina est√° com menos imunidade que os outros nesse momento‚ÄĚ, ressaltou o secret√°rio.

Crian√ßas - No √ļltimo s√°bado (15/01), o Paran√° deu mais um passo no objetivo de imunizar completamente a popula√ß√£o, com o in√≠cio da vacina√ß√£o de crian√ßas com idade entre 5 e 11 anos. O secret√°rio faz um apelo para que os pais levem seus filhos aos postos de vacina√ß√£o. ‚ÄúN√≥s temos um momento importante para cumprir nos pr√≥ximos dois ou tr√™s meses, e quero convocar os paranaenses para ficarem muito alertas. Vamos fazer essa vacina√ß√£o acontecer da melhor forma poss√≠vel‚ÄĚ, afirmou o secret√°rio.

P√ļblicos - O Paran√° aplicou 14.807.472 doses de imunizantes no p√ļblico com idade acima de 18 anos. Foram, por exemplo, 1.318.626 doses nos profissionais da sa√ļde; 1.429.357 em pessoas com comorbidades; 543.756 em trabalhadores da educa√ß√£o; 162.713 em profissionais do transporte; 137.740 em gestantes e pu√©rperas; 119.271 em pessoas com defici√™ncia permanente; 57.722 na popula√ß√£o privada de liberdade; 23.496 em ind√≠genas; e 6.260 em pessoas em situa√ß√£o de rua.

Munic√≠pios - Em n√ļmeros absolutos, os dez munic√≠pios que mais aplicaram vacinas foram Curitiba (3.277.908); Londrina (1.035.844); Maring√° (862.911); Cascavel (583.327); Ponta Grossa (512.855); S√£o Jos√© dos Pinhais (388.652); Foz do Igua√ßu (432.346); Colombo (423.528); Guarapuava (254.364); e Paranagu√° (266.290).

Distribui√ß√£o - Ao longo de um ano de imuniza√ß√£o, foram distribu√≠das no Paran√° quatro vacinas aprovadas pela Ag√™ncia Nacional de Vigil√Ęncia Sanit√°ria (Anvisa): CoronaVac, vacina adsorvida inativada, fabricada pela Sinovac (China) e Instituto Butantan (Brasil); AstraZeneca, vacina recombinante, elaborada pela AstraZeneca, Oxford e Fiocruz; Pfizer, vacina de RNA mensageiro (RNAm), da parceria Pfizer e BioNTech; e Janssen, vacina recombinante, produzida pela Janssen-Cilag, bra√ßo farmac√™utico da Johnson & Johnson. (Ag√™ncia de Not√≠cias do Paran√°)

FOTO: Jonathan Campos / AEN

 

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias

/* #### ANTIGA TAG DO GOOGLE ANALYTICS */