Início Sistema Ocepar Comunicação Informe Paraná Cooperativo Últimas Notícias RELAÇÕES INSTITUCIONAIS: Informativo semanal destaca eleições europeias

 

 

cabecalho informe

RELAÇÕES INSTITUCIONAIS: Informativo semanal destaca eleições europeias

 

relacoes institucionais destaque 14 06-2024A Coordenação de Relações Institucionais do Sistema Ocepar, vinculada à Gerência de Desenvolvimento Técnico (Getec), publicou, nesta sexta-feira (14/06), o Informe Semanal referente ao período de 10 a 14 de junho. O setor foi criado com o propósito de fazer o acompanhamento das matérias de interesse do cooperativismo em discussão tanto no Congresso Nacional como na Assembleia Legislativa do Paraná, das leis publicadas no âmbito do executivo (federal, estadual e municipal), além de outros temas vinculados às áreas de atuação das cooperativas do Paraná. Confira abaixo os destaques do boletim.

Eleições europeias - As eleições europeias de 2024 concluíram-se no domingo 09/06), marcando um momento significativo para o panorama político do continente. Com 720 parlamentares eleitos, o processo envolve um vasto eleitorado de 400 milhões de cidadãos habilitados a votar em 28 países membros. Este evento, destaca-se como o segundo maior eleitorado democrático do mundo, atrás apenas da Índia, e também detém o título de maior eleitorado transnacional do globo.

A complexidade e a importância dos resultados dessas eleições refletem a diversidade e os desafios enfrentados pela União Europeia em sua busca por representação e coesão política dentro do bloco.

Após a apuração dos resultados, houve um realinhamento significativo da representação em alguns países europeus. O destaque vai para os partidos de extrema-direita na Alemanha, França e Áustria. Entretanto, o grande vencedor foi o bloco "Partido Popular Europeu" (PPE), composto por partidos de centro-direita tradicional, liderados pela atual presidente da Comissão Europeia, a alemã Ursula von der Leyen.

Por outro lado, os Verdes e os Liberais foram os blocos que sofreram as maiores perdas, em grande parte porque a maioria de seus membros provém de países da Europa Ocidental, como Alemanha, Países Baixos e França onde houve crescimento das Extrema-direita. A centro-esquerda tradicional, representada pelos partidos sociais-democratas, conseguiu compensar suas perdas em parte da Europa ocidental, elegendo bancadas mais robustas nos países nórdicos e nos novos membros do bloco, como a Romênia. A bancada social-democrata não foi ainda maior devido à decisão de seus líderes de expulsar partidos membros do leste europeu que se posicionaram pró-Rússia nas eleições locais.

Mais - O que acontece depois das eleições europeias, o impacto dos resultados para o Mercosul e a decisão do presidente do Congresso Nacional e do Senado, Rodrigo Pacheco, de impugnar parte da Medida Provisória 1.227/2024 são outros temas abordado no Informe Semanal. Clique aqui e confira o boletim na íntegra.

 

icone prcoop icone instagram icone facebook icone X icone linkedin icone youtube icone flickr icone endereco